Logo ME

9 furos polêmicos de Power Rangers

Contando atualmente com 23 temporadas, Power Rangers é um fenômeno cultural. Mas com uma continuidade mais furada que um queijo suíço

iury_lima

Em agosto de 1993, o mundo conheceu Power Rangers, uma febre que veio a se tornar uma das maiores franquias infanto-juvenis do planeta. Contando atualmente com 23 temporadas (a última sendo exibida no Brasil pelo Cartoon Network), uma 24ª engatilhada para produção e um novo filme a caminho, que estreia em 2017, a série está novamente em alta.

Mas, como até os maiores fenômenos têm defeitos, confira a lista de 9 furos que deram muito o que falar durante esses 23 de anos de show.

1) A história do filme foi ignorada na série

powerrangersninjetti

Mighty Morphin Power Rangers é conhecida como a “fase clássica” da série, pois é onde tudo teve início. Diferentemente da maioria dos arcos da franquia, MMPR teve 4 temporadas. Com a troca de três atores do elenco original e uma melhora significativa na produção, a terceira temporada (1995) trouxe ninjas como um dos temas, refletindo a estreia do longa Power Rangers: O Filme, que saiu no mesmo ano. Mas isso acabou gerando uma contradição.

No filme, os Rangers vão ao planeta Pheados para buscar novos poderes e conseguirem derrotar o vilão Ivan Ooze. Contrariando totalmente o longa, na série os Rangers precisam buscar os Poderes Ninja pelo fato de seus Zords terem sido destruídos pelo recém-chegado Rito Revolto, irmão da clássica vilã Rita Repulsa, que a esta altura está casada com Lord Zedd, vilão que surge na segunda temporada.

Os Poderes Ninja nesta versão são resguardados pelo guerreiro Ninjor, um contato que Zordon fez em milênios de existência (no filme, a guardiã é a guerreira Dulcea). Planeta Pheados? Que nada! Os Rangers só precisam encontrar um lugar muito sinistro na Terra mesmo: o Deserto do Desespero. O bônus da missão são 6 novos Zords, um novo módulo de batalha nos uniformes (visual Ninja) e a ajuda de Ninjor nas lutas daí em diante.

Fora isso, é como se os eventos do filme não tivessem acontecido: o Centro de Comando, o robozinho Alpha e os uniformes modernos simplesmente retrocedem a suas versões pré-filme. É claro, pois o filme foi gravado nos EUA e as cenas de ação do seriado eram recicladas de seriados japoneses produzidos anos antes. Para as crianças da época, sobrou a confusão.

2) Onde foram parar os poderes Zeo?

powerrangerszeo

Power Rangers Zeo é a quinta temporada da série e teve início em 1996. Nessa fase, Rito Revolto e Goldar conseguem destruir o antigo Centro de Comando. Os Rangers, em contrapartida, conseguem encontrar os cristais Zeo, que estavam espalhados pelo mundo, ganhando novos poderes.

No entanto, esses poderes simplesmente SOMEM quando o filme Power Rangers: Turbo, de 1997, chega aos cinemas. Isso porque o filme, na verdade se trata do episódio zero da temporada seguinte, Turbo.

Há relatos de que foi gravada uma cena em que os Rangers morfam em Zeo e são destruídos pela vilã Divatox, como era de costume numa transição de temporadas. Porém a cena foi cortada do filme. Tudo o que temos de Zeo, em Turbo, é uma cena em que Kat (Catherine Sutherland), a Ranger Rosa, inicia uma morfagem malsucedida durante a queda de um precipício.

3) Zordon morre e deixa todo mundo bonzinho

zordonmorre

Power Rangers No Espaço, a sexta temporada, marcou o término do primeiro grande arco de Power Rangers. Depois de tantas trocas de atores, sucessões de poder, mudanças de tema e outras coisas, era a hora dar um ponto final – até porque já estava ficando impossível acompanhar a história.

Os roteiristas da série sempre foram muito bonzinhos quando se tratava de matar personagens, mesmo vilões. Por isso, a Alameda dos Anjos, palco dos primeiros seis anos da série, estava infestada de aliens, desde o mais bobalhão até o mais cruel.

Como resolver essa caótica invasão alienígena? A resposta dos roteiristas foi: destruir Zordon! Na trama da série, o Ranger Vermelho precisou matar Zordon porque, segundo o grande líder, essa era a única forma de derrotar os inimigos. A onda de energia liberada pela explosão da morte de Zordon transforma em pó, literalmente, os vilões mais perversos e purifica os mais bonzinhos. Rita Repulsa, Lorde Zedd e Divatox ganharam formas humanas e foram viver felizes para sempre – até porque, se todos eles explodissem juntos, como é típico da série, não ficaria pedra sobre pedra.

A decisão dos produtores rende críticas até hoje. Se, por um lado, pudemos admirar a nobreza de Zordon ao escolher se sacrificar pelo planeta, por outro ficou óbvio o quanto os roteiristas optaram por uma saída fácil. A única justificativa é que, a princípio, esse seria o final da série. Só depois é que a Saban decidiu dar continuidade ao programa.

4) Dublagem brasileira erra feio

powerrangers_foreverred

A décima temporada da série, Power Rangers Força Animal, comemora os primeiros 10 anos de sucesso e, por isso, é uma das mais emblemáticas. Sua estreia reviveu toda aquela febre do início, nos anos 90, e é óbvio que também fez muito sucesso aqui no Brasil, sendo considerada uma das melhores temporadas pelos fãs BR.

Um dos motivos de Força Animal ter marcado tanto foi que, no episódio 34 (Eternamente Vermelho), todos os outros Rangers Vermelhos retornam para ajudar Cole (Ricardo Medina Jr.), Ranger Vermelho da temporada, em um combate na Lua contra cinco generais alienígenas.

O furo aparece num erro de dublagem que causou muita, mas muita polêmica mesmo, no meio dos fãs brasileiros. Quando Tommy Oliver (o Ranger Verde da primeira temporada) aparece, os outros Rangers vermelhos cochicham sobre ele ser uma lenda por “ser o primeiro ranger vermelho”. Na verdade, o primeiro Ranger vermelho é Jason (Austin St. John), que também retorna ao episódio e se declara como tal. A cabeça da criançada deu uma “bugada” nessa hora, enquanto os fãs mais velhos e assíduos sacaram que houve um tremendo erro de dublagem ali.

Curiosidade: o Ranger Alienígena vermelho, da segunda parte da terceira temporada de MMPR, Alien Rangers, já aparece vestindo seu traje e não tira o capacete em momento algum. Isso porque o ator que interpretou o personagem não retornou para a participação especial.

5) Wes não é pai de Sky

powerrangers-wes

Muito se discute sobre a possibilidade de Sky (Chris Violette), Ranger Azul do Esquadrão B de Power Rangers: SPD ser filho de Wes, Ranger vermelho de Power Rangers: Time Force. Mas a lógica da série explica muito bem que isso não passou de um rumor que repercutiu bastante simplesmente por bagunça – e viagem – da cabeça dos fãs.

A ideia disso começa porque Sky sente inveja do líder da equipe, Jack. Sky acha que merecia o traje vermelho, já que seu pai assumiu essa posição antes dele na academia da Super Patrulha Delta, a polícia que tem o dever de prender os aliens criminosos. De tanto Sky falar de seu pai, um flashback o mostra salvando algumas pessoas, usando o mesmo traje vermelho de Wes, de Time Force – a única diferença era a insígnia da SPD no uniforme. Bastou isso e pronto, as teorias começaram e se espalhar.

Mas a explicação é muito mais tosca: Power Rangers, apesar do sucesso, é uma série de orçamento curto e é normal a reutilização de cenários e figurinos. Isso fica bem claro quando o Esquadrão A, da mesma temporada, surge usando os capacetes de Power Rangers No Espaço com a presença da insígnia da academia de polícia e trajes cobertos que parecem proteção para motocross. Portanto, o flashback só reutilizou o figurino, e não o personagem.

Os fãs mais ousados ainda arriscam dizer que Jen pode ser a mãe de Sky, já que rola aquele clima romântico entre ela e Wes durante a série inteira. Mas isso acontece porque Wes é a cara do Alex, o noivo de Jen, que usou primeiro o traje de Ranger Vermelho do Tempo e morre numa luta logo no primeiro episódio. Do ano de 2135 para o ano 3000 há uma diferença de pouco mais de 8 séculos, mais um motivo para esclarecer que WES NÃO É O PAI DO SKY.

6) Como a Rede de Morfagem continua existindo após a morte de Zordon?

powerrangersmorfando

Essa questão foi o que Power Rangers: RPM, 18ª temporada, tentou explicar. Na fase clássica, a rede de Morfagem estava ligada aos poderes de Zordon e à energia do Centro de Comando. A rede de Morfagem é o que permite que os Rangers se transformem, algo como uma rede Wi-fi. Se Zordon estivesse fraco e o Centro de Comando sem energia, a conexão caía.

Porém, após a sexta temporada, os novos Power Rangers podiam morfar normalmente e a dúvida sobre como isso era possível começou a surgir. Uma resposta clara e que deu certo durante um tempo foi que, como o universo ranger é muito amplo, existiam várias fontes de poder e outros planetas em que já havia Power Rangers muito antes do que na Terra. Portanto, a rede de Morfagem poderia não ser algo exclusivo de Zordon.

Enfim. Nessa temporada, a Drª K, mentora dos Rangers RPM, explica que a Rede de Morfagem é algo que emana da própria natureza humana, uma força energética que flui de todos os seres-humanos da face da Terra, e que pode ser manipulada e usada. Assim, na temporada, cientistas usaram seus conhecimentos para controlar essa energia descoberta e permitir que humanos pudessem ser capazes de usar o poder emanado por essa energia.

Pareceu uma resposta bem inteligente para a existência da Rede de Morfagem mesmo com a ausência de Zordon. E, na verdade, essa explicação abre uma nova visão, sugerindo que Zordon apenas utilizou a energia que flui da humanidade para ajudar a fazer o bem. Mas tem um porém: RPM se passa numa dimensão paralela à nossa – e à do normal da franquia também. Será que dá pra considerar?

7) Quando é que Gosei foi aprendiz de Zordon?

pr-gosei

Uma coisa muito comum em Power Rangers são as múltiplas histórias sem explicação que são criadas a cada temporada, numa saída rápida para dar sentido à trama central, mas que, de uma forma ou outra, estragam tudo aquilo que foi construído no passado. Em Power Rangers: Megaforce, temporada que comemora 20 anos da franquia, não foi diferente.

Fazendo referência à primeira temporada, como plano para a comemoração perfeita, cinco adolescentes do colegial são teletransportados para um lugar misterioso, chamado de Centro de Comando, onde há uma cabeça gigante na parede e um robozinho ajudante muito atrapalhado. A nova cabeça falante é Gosei – no Brasil se diz Gousi por motivos de: crianças assistindo.

O problema começa quando Gosei diz que não é da Terra, mas que encarna seus místicos poderes quando o planeta sofre ameaças de grande magnitude, e ainda revela que Zordon foi seu mentor. Sinceramente, já estamos cheios desses contatos de Zordon que surgem do nada por conveniência dos roteiristas. Sabemos que Zordon chegou à Terra muitos séculos antes de convocar sua primeira equipe de heróis por aqui (o registro mais antigo é no século 18).

Mas se Gosei foi aprendiz de Zordon, em que época isso aconteceu? Zordon começa suas atividades como mentor dos Power Rangers na Terra em 1993 e é destruído em 1998. Nesse período, não houve tempo para ser professor de ninguém além dos Rangers. Portanto, tem que ter sido antes. Mas nunca é esclarecido. Além do mais, nunca foi retratada com clareza a verdadeira origem de Zordon, embora as entrelinhas digam que ele foi o primeiro Ranger Branco da história.

8) Dois corpos não ocupam o mesmo lugar

rangers

O último episódio de Super Megaforce, Batalha Lendária, não respeita a importante lei da física de que dois corpos não ocupam o mesmo lugar. Nele, os Rangers lendários retornam para dar uma ajudinha na batalha final. Não se pode negar que foi uma cena épica, mas que, em contrapartida, deixou erros bem escancarados – e não precisa ser um fã tão crítico para perceber.
A série é trabalhada reaproveitando cenas japonesas dos seriados Super Sentai (claro que também rolam cenas de luta gravadas nos EUA, mas trabalhar com orçamento curto dá nisso). Portanto, para o encontro acontecer na série americana, precisou acontecer primeiro na versão original japonesa.

Quando os Rangers lendários surgem e as equipes são apresentadas, os furos aparecem. Sabemos que, na série, rolaram algumas substituições de atores e também alguns personagens foram mais de um Ranger ao longo dos anos.
Tommy Oliver, por exemplo, foi cinco Rangers diferentes na franquia. Ele aparece usando o Traje Verde (seu primeiro), mas, nas cenas de luta, aparecem suas outras formas ao mesmo tempo. A culpa, é claro, é da continuidade japonesa, em que cada personagem pertence a apenas uma temporada, via de regra.

E isso acontece em vários outros casos, com personagens que não poderiam aparecer lado a lado, pois foram interpretados pelo mesmo ator. Por exemplo, temos a presença das Rangers Rosa de MMPR, Zeo, Turbo e Espacial, mas essa conta não bate pois, no total, essas personagens foram interpretadas apenas por três atrizes, que foram substituindo umas às outras. O mesmo vale para Adam, que foi três Rangers diferentes ao longo da carreira (MMPR preto, Zeo verde e Turbo verde), de modo que os três não poderiam estar juntos. Coerência pra quê, né?

9) Os poderes do primeiro Ranger Verde não se foram para sempre?

green

Tommy Oliver é o personagem mais importante da franquia, já que é o maior Power Ranger da história. Ele surge na série como vilão, escravizado por Rita Repulsa, transformado por ela no Ranger Verde do mal. Logo passa para o lado do bem, mas isso causa o esgotamento de seus poderes verdes.

Quando Zordon concede a ele os poderes de ranger Branco, Kimberly alega que pensava que os poderes de Tommy tinham sido destruídos para sempre. Alpha 5 a corrige dizendo que os poderes do Ranger Verde é que tinham ido embora PARA SEMPRE.
O engraçado é que isso não impediu que o personagem retornasse com o uniforme do primeiro Ranger verde na Batalha Lendária de Super Megaforce. Claro que a referência foi ótima, mas desrespeitou os fatos da série. E é claro que nunca foi explicado como Tommy recuperou esses poderes.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Diego Alexandre

    No quesito 4 deste blog, onde fala de dublagem brasileira errando feio, eu tive a esperança de que vocês tivessem percebido um erro ainda mais grotesco que esse no mesmo episódio, mas me enganei:
    1) O que acontece é que, na hora dos 09 rangers vermelhos morfarem, Tommy morfa como Zeo e, mais tarde (quando o MMPR vermelho e o Força Animal estão lutando juntos) o dublador do Tommy esquece quem estava dublando e passa a dublar o MMPR, embora Jason na verdade tenha morfado como MMPR vermelho.
    2) E o contrário não aconteceu, o dublador brasileiro do Jason não passou a dublar o Zeo ranger; ao invés disso, surgiu um dublador para o Zeo que parece ter sido arranjado numa esquina, pois ele jamais fez parte do set de dublagens e nunca havia dublado sequer um ranger antes.
    Esse erro é muito evidente, a voz de Jason se torna a voz do Tommy do nada, ainda na luta ao lado do Força Animal vermelho…

    Curtir