Mundo Estranho

Posts tagueados com ‘alergia’

Britânica tem alergia a atividades físicas

Luiza Sahd   |    8 de março de 2013

Se você odeia fazer Educação Física, aqui vai um sopro de esperança: fale ao professor sobre o caso de Kasia Beaver – e jure de pé junto que exercícios podem te fazer mal.

Com apenas 33 anos de idade, Kasia leva uma vida bem amena, quase como a de uma velhinha.  Ela não pode malhar, porque o aumento da frequência cardíaca pode desencadear reações fatais a ela. Esse problema é conhecido como angioedema induzida por exercício (EIA na sigla em inglês).

As atividades físicas, somadas a alguns tipos de alimentos (que Kasia ainda não descobriu quais são) e disfunção da tireoide fazem com que o rosto da britânica fique inchado, os olhos cocem e, dependendo da intensidade, pode até provocar um choque anafilático (quando as vias aéreas se fecham e a pessoa não consegue respirar).

“Durante as crises, meus olhos incham e coçam demais. Em cinco minutos eles ficam totalmente fechados. É assustador, principalmente se estou sozinha com meus filhos. Um dia, patinando no gelo com meu marido, tive um ataque. As pessoas não acreditam quando eu digo que sou alérgica a exercícios. Eles acham que é apenas desculpa de preguiçoso”, conta ao “Daily Mail”.

As crises de Kasia começaram aos 20 e pouco anos, antes de ficar grávida de seu primeiro filho, hoje com 12 anos. Ela achou que a coceira no olho era uma reação alérgica à maquiagem comprada no mercado. Mas a reação demorou três dias para passar, mesmo após a interrupção do uso.

Ela demorou anos para descobrir a doença. Os médicos tentaram diversos tipos de medicação – sem sucesso – e as crises foram se tornando mais graves ao longo do tempo.

“Um dia estava no ônibus com meus filhos e o motorista deu uma brecada brusca. Meus olhos incharam na mesma hora. Eu estava com quatro crianças e não sabia o que fazer. Foi então que eu notei que, sempre que minha frequência cardíaca aumentava, eu tinha uma crise. Até minha vida sexual é afetada por isso”, lamenta.

Não há muito o que fazer. Por enquanto, os médicos acompanham o caso e prescrevem um anti-histamínico para que ela faça caminhadas leves sem ficar toda inchada.


Carioca se pinta de Hulk em corrida pela paz e não consegue tirar tinta do corpo

Luiza Sahd   |    27 de maio de 2012

O Desafio da Paz é um evento que reúne artistas, políticos e moradores do Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro. A corrida tem um percurso de 5 km e inclui a rota de fuga dos traficantes da Vila Cruzeiro para o Morro Alemão, ocorrida em novembro 2010, durante a ocupação da Polícia Militar.

Com a nobre intenção de estimular o evento pela paz, o guardião de piscina Paulo Henrique Santos, de 35 anos, resolveu pintar o corpo de verde, como o Incrível Hulk. A fantasia ficou ótima e fez sucesso entre os participantes da corrida, mas o pior aconteceu.

Paulo Henrique pediu uma forcinha para a vizinhança (Foto: Reprodução/ Jornal Extra)

O que Paulo Henrique não esperava era virar o Hulk para sempre. Aparentemente, é o que está acontecendo. Ele já passou horas debaixo do chuveiro e tem contado com o apoio de vizinhos na tentativa de tirar a tinta do corpo. Tudo sem sucesso.
O carioca contou que levou pelo menos uma hora para se maquiar. Ele usou dois potes do produto, comprado sábado numa loja do mercadão de Madureira. Ele garante que vai processar o fabricante e a loja onde comprou a maquiagem.

Realmente os vizinhos tentaram, estamos de prova. (Foto: Reprodução/ Jornal Extra)

Agora, Paulo teme uma possível intoxicação causada pela maquiagem. Além disso, está preocupado com a possibilidade de não conseguir trabalhar. “Não posso ir assim. Tomo conta de piscinas em condomínios na Barra e Recreio. Vou esperar até amanhã, se a tinta não sair, irei ao hospital”, contou ao Jornal Extra.

Força, Paulo.

* Com informações do Jornal Extra.

 


Doença misteriosa faz mulher de 26 anos aparentar mais de 70

Luiza Sahd   |    14 de outubro de 2011

A vietnamita Nguyen Thi Phuong envelheceu 50 anos em poucos dias. De acordo com a jovem, tudo começou depois de uma reação alérgica desencadeada pela ingestão de frutos do mar. Na tentativa de conter a alergia, Phuong usou medicamentos que causaram inchaço no rosto e urticárias.

Ela e o marido, de 28 anos, decidiram contar a história na TV na esperança de conseguir apoio para pagar as consultas médicas. “Todo o meu corpo coçava. Eu precisava me coçar inclusive à noite, enquanto dormia”, disse Phuong. A mulher mostrou algumas fotos de seu casamento, em 2006, e lamentou a transformação na aparência. “Há cinco anos eu era bonita e não tão feia como hoje”, desabafou.

Uma das hipóteses para explicar o fenômeno  é a de que Phuong tenha uma doença raríssima chamada lipodistrofia. A síndrome provoca uma distribuição de gordura corporal atípica e faz a pele enrugar, dando a impressão de envelhecimento. Somente duas mil pessoas têm essa doença no mundo.

A jovem começou a ser tratada por especialistas da cidade de Ho Chi Minh, que ainda não descobriram as causas para o seu envelhecimento precoce.


Feito por