Logo ME

As manias mais bizarras do mundo

Quem não tem nenhuma mania que atire a primeira pedra... Ou coma uma!

ilustra Lalan Bessoni

edição Felipe van Deursen

Quem não tem nenhuma mania que atire a primeira pedra… Ou coma uma! De hábitos alimentares duvidosos a fetiches bizarros, conheça um mundo em que roer a unha e lavar as mãos várias vezes por dia são coisas de gente comum

LEIA TAMBÉM

– Como as manias funcionam no cérebro

ZERO CALORIAS

Ingerir substâncias com pouco ou nenhum valor nutricional é um transtorno conhecido como alotriofagia (ou picanismo). Qual seria o preço do quilo nesse bufê bisonho?

papel higienico e cinzas do marido papel higienico e cinzas do marido

Folhado higiênico

Macio, suave, derrete na boca e não é chocolate. É papel higiênico, guloseima preferida da norte-americana Kesha Davis, que chega a devorar meio rolo por dia. Kesha carrega seu petisco na bolsa para poder saboreá-lo no escurinho do cinema. Ela “ama a textura em sua boca”, especialmente o do seu papel preferido, de folha dupla, “mais fácil de digerir”. Nestes 20 anos de “dieta do rolo”, Kesha devorou 5 kg de papel higiênico. Já a inglesa Jade Sylvester adotou o hábito durante a gravidez e não parou mais. “Toda vez que vou ao banheiro acabo comendo sete ou oito folhas”, diz

POR QUE FAZ MAL? Por conter celulose, que não conseguimos digerir, pode causar prisão de ventre e problemas de digestão

Marido em pó

Cada um lida com a morte do seu jeito. Em 2011, Cassie (sobrenome não divulgado) perdeu o marido e, desde então, anda por aí com a urna das cinzas do finado esposo. Não bastasse isso, Cassie come o pó de vez em quando. O hábito começou logo que as cinzas foram depositadas na urna. “Caiu um pouco nas minhas mãos, eu não quis limpar, então lambi.” Ela diz ter comido 500 g (o peso total das cinzas varia de 1 a 2 kg) e que aprendeu a gostar do sabor de “ovo podre, areia e lixa”. Mas qual o sabor de lixa?

POR QUE FAZ MAL? Produtos como o formol, usados no corpo antes da cremação, podem causar danos às células e levar à formação de tumores

borracha e sabão borracha e sabão

Food no truck

Mascar chiclete, vá lá. Agora, mascar chiclete e os pés das bonecas pode levar a uma mania estranha: comer borracha. Foi o que houve com a norte-americana Allison (sobrenome não divulgado). Hoje, ela gosta de pneu fatiado. Allison chegou a comparar o “petisco”com beef jerky (um tipo de carne seca, comum nos EUA) e diz que já comeu cerca de 50 pneus. Ela tem sempre um pote com as tiras pretas e diz que todas são bem lavadas, para não fazer mal ao estômago. Precavida! Só que não…

POR QUE FAZ MAL? Causa problemas digestivos sérios, obstruindo a saída do estômago. As substâncias na composição podem gerar tumores

Comida detox(ica)!

Tempestt Henderson levou ao pé da letra a onda de comida para limpar o organismo. A estudante é viciada em comer sabão, seja em barra, seja em pó. Ela costumava fazer as refeições durante o banho. “Gosto de me ensaboar com um sabonete verde e lamber as bolhas. Quando ele se desintegra, coloco um pedacinho na minha boca e chupo. É maravilhoso”, explica. Já a norte-americana Crystal Newman adora o gosto metálico que o produto de limpeza Comet, fabricado nos EUA, deixa em sua língua. Após 30 anos consumindo o item, ela gastou US$ 75 mil para substituir os dentes, corroídos pelo ácido da fórmula

POR QUE FAZ MAL? Contém óleo vegetal, ácido e, em alguns casos, sulfato de sódio. A mistura pode danificar o metabolismo e interferir no equilíbro ácido-base do sangue

Sofá marshmallow

A norte-americana Adele Edwards come espuma de sofá do mesmo jeito que você come jujuba. Em mais de 20 anos, ela já atacou ao menos sete estofados. O hábito começou quando ela tinha 10 anos e resolveu imitar o primo má influência, que mastigava um pedaço do sofá. Ela gostou e começou a repetir a dose. Após ter complicações intestinais, resolvida scom laxantes, Adele resolveu parar,com a ajuda de sessões de terapia e de hipnose

POR QUE FAZ MAL? Geralmente, o estofado é feito de poliuretano – uma espuma plástica com tolueno, composto orgânico volátil. Se em temperatura ambiente ele pode causar asma e até câncer, imagine dentro do organismo

Parede crocante

A comida preferida da britânica Patrice Benjamin-Ramgoolam é tijolo. Ela diz que fica com água na boca sempre que vê um buraco dando sopa na rua. Patrice contou que desenvolveu o hábito aos 18 anos, quando viu um tio rebocar uma parede e resolveu experimentar a terrosa iguaria. Hoje, ela come até seis colheres de tijolo por dia. Apesar do risco de complicações gastrointestinais, Patrice conta que nunca teve problemas de saúde

POR QUE FAZ MAL? Sólido, o tijolo pode causar úlcera, hemorragia digestiva, perfuração do estômago e morte

* Ingerir qualquer tipo das substâncias citadas acima pode causar inflamações graves nos órgãos do sistema digestivo

PARTE 2

FETICHES INANIMADOS

Roupas de enfermeira ou de bombeiro são batidas. Estas pessoas só se excitam com brinquedos que não estão em uma sex shop

mulheres mais velhas e balões de festa mulheres mais velhas e balões de festa

Isto que é Up!

Fofos, coloridos e ótimos para decoração. Para Julius, balões de festa são muito mais. “Quando vejo um, meu coração acelera e fico excitado”, confessa. O norte-americano tem 50 mil bexigas. As favoritas do harém inflado dormem em sua cama. “Assim como qualquer cara que prefere loiras ou morenas”, explica

Panela velha

O norte-americano Kyle Jones curte mulheres mais velhas: não namora meninas com menos de 60 e acha que dentaduras são um charme à parte. O fetiche começou quando ele se apaixonou por uma professora da escola de 65 anos. Desde então, chegou a ter um rolo com uma mulher de 91. Ah, Kyle tem 31

cupcakes, garfo e carro cupcakes, garfo e carro

Santo bolinho

O elixir sexual de Sammee Matthews são cupcakes. A mulher, que vive em Las Vegas, tem obsessão erótica por doces. “O cheiro, o sabor e a textura me excitam”, diz. “Só de olhar, coisas perversas vêm à mente.” Na cama, sempre rola um banquete açucarado. “Comer durante o sexo me dá orgasmos.” Ela pesa 200 kg

Garfo do prazer

Um australiano de 70 anos, não identificado, escolheu um item nada comum para ter prazer sexual: garfo. Ele chegou sangrando ao hospital e admitiu ter inserido o talher de 10 cm no corpo. Não no ânus, mas no canal da uretra (pausa para você sentir a aflição). Os médicos, que suspeitaram que a prática era recorrente, conseguiram extrair o brinquedinho

O rei do motel

Edward Smith é aquele tipo que a-do-ra carro. Não do tipo que lava aos domingos. Pior. Ele já teve relações sexuais com mais de 700 veículos. Perdeu a virgindade automotiva em 1965,com um Fusca. Depois, subiu de vida: helicópteros e aviões

GLOSSÁRIO DO FETICHE

Artefatos que podem causar os desejos sexuais mais primitivos

Agalmatofilia desejo por manequins e estátuas

Coprofilia prazer sexual pelo uso de fezes

Crush fetish esmagar insetos ou animais pequenos durante a relação

Dendrofilia fanáticos por árvores e plantas

Emetofilia obter prazer ao vomitar em alguém

Formicofilia prazer ao sentir pequenos animais nos órgãos sexuais

Hibristofilia atração por criminosos

Inflatofilia atração por balões

Latronudia excitação sexual ao se despir para médicos

Maquinofilia desejo por máquinas, como carros, tratores etc.

Necrofilia atração sexual por cadáveres

Siforofilia excitação após presenciar uma tragédia

Sitofilia excitação por meio de comida

Urolagnia prazer ao urinar em alguém

Zoofilia atração sexual por animais

LEIA TAMBÉM

– O que é TOC?

– O que é distúrbio bipolar?

PARTE 3

BIZARRICES VICIANTES

Injetar veneno de abelha, cheirar talco e ser dependente de amaciante. Veja quem deixaria as reuniões do “rehab” bem interessantes

bizarrices bizarrices

Vampirella

Eles estão entre nós! A norte-americana Michelle não tem medo de falar que sua bebida preferida é sangue humano. Mas a tatuadora, que garante não ser uma criatura das trevas, costuma beber mais sangue de porco, já que está disponível no mercado. Em todo caso, ela tem seus voluntários, que oferecem a própria coxa, braço ou supercílio para receber uma incisão. Pescoço? Michelle evita, porque acha que é clichê. Só não foge do lugar-comum na hora de dizer qual seu drinque favorito: bloody mary – feito de sangue de verdade

Pozinho suspeito

Jayne, 28 anos, é viciada em talco. Tudo começou quando ela, acidentalmente, inalou o pozinho, há 16 anos. Desde então, aspira ao menos 10 colheres de sopa por dia. Ela estima que já consumiu meia tonelada de talco desde então (daria para encher um helicóptero!). Os amigos pensavam que era cocaína, já que as superfícies de sua casa sempre estavam cobertas pelo pó branco

Ferroada caseira

Margaret sofria com as dores da artrite até recorrer a um tratamento alternativo: picadas de abelha. O problema é que ela ficou viciada e começou a se automedicar. Para manter a cota diária de 15 picadas, a norte-americana criou sua própria colmeia. Quando sai de casa, leva algumas amiguinhas em um pote na bolsa. Ela diz que já levou mais de 50 mil ferroadas e que mantém o vício por um bom motivo: “Depois de pelo menos dez picadas, o sexo é ótimo!” Sexo com humanos, diga-se

Nojeira pouca

Keyshia não consegue passar um dia sem dar uma cheiradinha em fraldas sujas de xixi. De vez em quando, ela vai além e também chupa o líquido. A mania é tão intensa que a garota chega a levar pacotinhos para todos os lugares. “Eu também tenho um na cozinha, nas gavetas, no quarto…” Os artigos nojentos vêm de amigos e conhecidos. E o sabor é de doce azedo

Vício mórbido

Luís Roberto Squarisi, de Batatais, SP, virou notícia no mundo em 2006, devido à sua obsessão por velórios. Desde que o pai morreu, em 1983, ele ficou viciado, e já esteve em mais de 5 mil funerais. “Ele é uma figura. Todo dia liga e pergunta se tem velório”, diz à ME Ana Dedemo, funcionária de uma funerária local. Luís não quis falar conosco

PARTE 4

MODIFICAÇÃO CORPORAL: ATIVAR

Para quem acha que tatuagens e piercings são procedimentos dolorosos, um aviso: pare de ler agora

ken, barbie e engessado ken, barbie e engessado

Barbie ❤ Ken

Mundialmente conhecido como Ken Humano, Justin Jedlica, 35 anos, torrou US$ 220 mil em mais de 190 procedimentos estéticos e 20 cirurgias plásticas, como implante nos ombros, aumento do osso da testa, das bochechas e das nádegas. Mas ele nunca está satisfeito: “Sou muito detalhista, sempre vou encontrar algo para corrigir”. Já a ucraniana Valeria Luckyanova, 30 anos, é a Barbie da vida real. Ela diz ter feito apenas uma cirurgia (silicone nos seios, naturalmente). Para ficar parecida com a boneca, a modelo investe em maquiagem e na dieta (à base de luz e ar). Seria Barbie uma planta?

Múmia por opção

Kevin, 27 anos, é o rei dos moldes ortopédicos de Chicago, EUA. O fulano já desembolsou US$ 50 mil no vício bizarro de se engessar. Detalhe: sem ter quebrado nenhuma parte do corpo. “Eu estou perfeitamente bem e saudável. Mas gosto da sensação dos gessos e faixas sobre mim”, diz. “Já coloquei tantos moldes em mim que chega a ser ridículo.” Jura?!

Arrancando os cabelos

Tricotilomania é o vício em arrancar os próprios pelos. A jovem inglesa May Brown, 17 anos, começou a puxar os fios da cabeça aos 11, e logo foi apelidada de “careca” na escola. “Teve um tempo em que eu não tinha mais cabelo no topo da cabeça”, lembra. May faz tratamentos para controlar a ansiedade e vem recebendo pedidos de ajuda e mensagens de apoio

Foco nas celebs

Do alto de seus 33 anos, Toby Sheldon é fã de Justin Bieber. Ele já gastou mais de US$ 100 mil em plásticas e implantes de cabelo para ficar parecido com o ídolo. Já a britânica Carolyn Anderson é obcecada por Pamela Anderson: torrou US$ 30 mil em sua missão de se parecer com a atriz. Só de cirurgias nos seios, foram nove. Madonna também foi homenageada – por um homem. A contragosto do namorado, o norte-americano Adam Guerra dedicou 12 anos e US$ 175 mil para se parece rcom a cantora. “Ela fala com minha alma”, afirma

A homenageada não curtiu

E se você tivesse US$ 4,5 mil para homenagear, sob a forma de tatuagens espalhadas em seu corpo,um grande ídolo? Digamos, aMiley Cyrus. Ideia estúpida? Não para Carl McCoid, 42 anos e 29 tattoos da cantora. O problema foi só a reação de Miley. Para ela, a arte corporal do cara é “feia e assustadora”. Carl, coitadinho, agora quer remover as tattoos

mulher girafa, bronzeamento artificial mulher girafa, bronzeamento artificial

Corzinha de tijolo

Trisha Paytas, 25 anos, ama tanto estar bronzeada que gastou mais de US$ 50 mil em sessões de bronzeamento artificial. A modelo norte-americana disse que, muitas vezes, chega a frequentar a clínica duas vezes por dia. “Se dissessem que tenho câncer de pele, eu não pararia. Isso faz com que eu me sinta bem comigo mesma.” Então tá!

Alongamento de pescoço

A modelo norte-americana Sydney Smith quer ser mulher-girafa. A inspiração veio das tribos da Tailândia, em que as mulheres têm pescoço alongado. Mas elas iniciam o processo ainda na infância, enquanto Sydney entrou nessa em 2011. Hoje, graças ao uso obsessivo de anéis de cobre, ela tem um pescoço de quase 28 cm,com 11 argolas. “Se eu tirá-los hoje, meu pescoço fica mole”, diz. A modelo quer ganhar mais 7 cm com nove novos anéis. Viu como dá para ficar mais alto depois de adulto?

Dentes fortes

Na Copa de 2014, uma mania veio à tona: a dacnomania. Trata-se de umacompulsão por mordera si próprio e aos outros, geralmente relacionada à ansiedade ou psicose. A famosa mordida do uruguaio Luis Suárez no italiano Giorgio Chiellini foi a terceira da carreira do jogador. Por isso se especula que ele tenha dacnomania

LEIA TAMBÉM

– O que é esquizofrenia?

– O que é distúrbio de déficit de atenção?

– O que é psicopatia?

PARTE 5

AMOR, ESTRANHO AMOR

Casos surreais, esdrúxulos e desprovidos de qualquer sentido

gêmeas e travesseiro gêmeas e travesseiro

Quase siamesas

Amy e Becky Glass são gêmeas idênticas e compartilham quase tudo: roupa, celular, comida, trabalho, perfil no Facebook e até namorado, pelo menos uma vez. Elas vivem em Los Angeles e têm um vício que muitos podem achar perturbador e, por que não, ególatra: são viciadas uma na outra. Nunca passaram mais de 24 horas separadas e contam calorias consumidas diariamente só para manter seus corpos iguais

Querido travesseiro

Você é daqueles que só viajam de ônibus com seu travesseiro? A norte-americana Tamara, 33 anos, carrega desde os 8 seu velho travesseiro de infância por todo lado. Academia, salão de beleza, caminhada, compras… Boo (é claro que ele tem um nome) nunca foi lavado, mas Tamara garante que ele não fede. Mesmo assim, já houve muita briga de família por causa do trapo. E Tamara perdeu até um noivo

ratos e cachorro ratos e cachorro

Mamãe de ratinhos

A norte-americana Thereza, 56, ama roedores, especialmente ratos sem pelos. Hoje, tem 52 animais. Até aí, seria uma criadora dedicada. Só que cada bicho tem nome e é tratado como filho, a ponto de dormir na cama com ela. Mesmo sem emprego e até passando fome às vezes, ela os mima com macarrão e guloseimas. “Somos uma família”, resume

Meio-homem

Gary Matthews, 47, acredita ser um cachorro. Come ração, toma água da bacia, dorme em casinha e usa coleira. Em 2010, ele causou polêmica ao tentar mudar, judicialmente, o seu nome para Boomer – o que foi negado pela Justiça dos EUA. Na adolescência, Matthews era obcecado pelo cão-astro de uma popular série de TV chamada Here’s Boomer

São tão fofinhos!

Em Rockford, Illinois, EUA, é possível ver Krista Koenig, 26, passeando pelas ruas com seus bebês: ursinhos de pelúcia! Impossibilitada de ter filhos por complicações médicas, a moça se viciou nos brinquedos e passou a encará-los como recém-nascidos. Além dos passeios, Krista dá de comer, brinca, compra roupas e força seu namorado, Bryan, a trocar o pijama das “crianças” e colocá-las para dormir

lambedora de gatos e égua lambedora de gatos e égua

Vida selvagem

Nicole, 31 anos, veste-se e vive como uma égua durante algumas horas por dia na prática conhecida como Pony Play. Ela faz a caracterização completa: maquiagem, máscara, rabo, cabresto e sela. Depois, vai para o pasto e interage com os animais. Mas é uma interação bem mequetrefe. Ela só funga o feno e fica de quatro no campo. Fala sério!

Felícia

Loucos por gatos, vocês têm uma rainha. É Lisa, 43 anos, de Detroit, EUA. Ela é viciada em lamber e comer pelos de gato. Em 15 anos, diz ter engolido mais de 3 mil bolas de pelo. Tudo começou quando ela tentou se aproximar de um de seus animais. Para as refeições, Lisa chega a juntar fios espalhados pela casa. Mas do que ela gosta mesmo é de lamber os bichanos!

SUA COMPULSÃO TEM NOME?

Um glossário de manias estranhas que você nem sabia que existiam

Ablutomania obsessão em lavar as mãos, ligada à ideia de sujeira e infecções

Abulomania incapacidade de tomar simples decisões

Clinomania desejo excessivo de ficar na cama. É uma condição que, facilmente, pode ser confundida com preguiça

Demonomania pensar que está possuído por um espírito do mal

Doromania obsessão em dar presentes, mesmo sem ter motivo

Enosimania compulsão por pensar que cometeu vários pecados

Gamomania obsessão em pedir pessoas (sim, mais de uma!) em casamento. Geralmente, de forma escandalosa

Onomatomania repetição de certas palavras ou obsessão por uma palavra específica

CONSULTORIAAdriano Segal, psiquiatra do Hospital Albert Einstein (São Paulo), Cristina Rua, mestre em psicologia clínica pela USP, Roberta da Costa, associada da Sociedade Brasileira de Psicologia, e Yara Ingberman, especialista em psicologia clínica

FONTESEntrevistas cedidas ao programaMy Strange Addiction(TLC), aos canais BBC, Discovery Life e Fox e às publicaçõesDaily Mail, Inquistr, Huffington Post, MirrorePeople. Alguns sobrenomes não foram revelados; Associação Brasileira de Psiquiatria, Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10,Descrições Clínicas e Diretrizes Diagnósticas, da OMS,Manual de Diagnósticos e Estatísticas dos Transtornos Mentais (DSM-5)e Plano de Ação para a Saúde Mental 2013-2020, da OMS.LivrosHistória da Loucura, de Michel Foucault, eMentes e Manias, de Ana Beatriz Barbosa Silva

Newsletter Conteúdo exclusivo para você
E-mail inválido warning
doneCadastro realizado com sucesso!