Logo ME

Quem definiu que o número de telefone da polícia seria 190?

Uma série de serviços de emergência foi inaugurada em 1980, e o 190 foi um deles

Foi o Cecopom (Centro de Comunicação da Polícia Militar) em conjunto com a Telesp (Telecomunicações de São Paulo), em 1981. Já existiam números de utilidade pública na época, como o 102 (serviço de informação) e o 130 (hora certa). Por isso, foi mantido o “1”, combinando com os serviços anteriores, e adotado o “9”, para evitar confusão com os outros. O “0” veio porque, nessa ocasião, diversos novos serviços foram inaugurados (veja ao lado) e o número da polícia era simplesmente o primeiro. A exigência de que todo país deveria ter números gratuitos para serviços de emergência partiu da ONU, em 1980. Antes disso, para ligar para o Centro de Operações da PM, era preciso discar um número enorme: 227-3333 (que não era gratuito). Hoje, o serviço atende cerca de 40 mil ligações por dia inteiramente de graça.

SERVIÇOS DE EMERGÊNCIA INAUGURADOS EM 1980
– 190 Polícia Militar
– 191 Polícias Rodoviárias Federais
– 192 Ambulâncias (posteriormente Samu)
– 193 Bombeiros
– 194 DSV (posteriormente Polícia Federal)
– 195 Sabesp*
– 196 Eletropaulo* (posteriormente substituído por 0800-72-72-196)
– 197 Polícia Civil
– 198 Polícia Rodoviária Estadual
– 199 Defesa Civil

* Apenas para SP

Pergunta – Matheus Farias Nogueira, Dourados, MS

FONTES Assessorias de Imprensa da Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Polícia Militar imagem iStockphoto