Logo ME

Albert DeSalvo, o psicopata com crise de identidade

Além de sociopata e maníaco sexual, era meio confuso: confessou ser outros serial killers famosos, como o Estrangulador de Boston e o Homem Verde

(Indio San/Mundo Estranho)

 

1) Albert DeSalvo (1931-1973) nasceu em Chelsea, no estado de Massachusetts, em 3 de setembro de 1931. Filho de um pai abusivo e violento, aos 12 anos Albert já tinha passagem pela polícia por agressão e roubo. Passou um ano em um reformatório, foi liberado e retornou dois anos depois, por roubo de carro.

2) Ao ser preso mais duas vezes, em 1956, DeSalvo não apenas confessou agressão a mulheres como também alegou ser um famoso criminoso da época, o Measuring Man – sujeito que se passava por estilista para tirar as medidas das garotas e depois molestá-las. A confissão não colou e ele foi condenado só pelos roubos.

3) Em 1964, DeSalvo foi para um hospital psiquiátrico após ser condenado por estupro. Durante o julgamento, declarou ser o Homem Verde – criminoso que sempre se vestia com roupas verdes e que atacou sexualmente mais de 300 mulheres em quatro estados no período de dois anos.

 

 

4) Pouco depois de receber alta, DeSalvo foi detido de novo, após ser reconhecido por uma mulher que ele havia tentado atacar. Desta vez, ele alegou às autoridades ser o Estrangulador de Boston, maníaco que, entre 1962 e 1964, estuprou e sufocou 13 garotas usando a meia-calça das próprias vítimas.

5) As vítimas eram mulheres com a idade entre 19 e 85 anos. A maioria morava sozinha e os locais onde ocorria o crime não tinham sinais de arrombamentos. Depois que DeSalvo virou o foco na mídia como um dos suspeitos, várias mulheres relataram à polícia que haviam sido abordadas por ele.

6) Em busca de uma recompensa pela informação, um ex-colega de cela, George Nassar, depôs à polícia, acusando-o de ser o Estrangulador de Boston. Investigações posteriores, porém, descobriram que havia um acordo entre os dois para que a mulher de DeSalvo recebesse parte do dinheiro.

 

Veja também

7) A única sobrevivente dos assassinatos das meias de seda não reconheceu DeSalvo como o criminoso que a atacou. Reviravolta: ela acabou acusando Nassar. DeSalvo nunca foi condenado por esses ataques, mas teve de passar pelo julgamento dos crimes que supostamente realizou como o Homem Verde.

 

QUE FIM LEVOU?

Condenado à prisão perpétua, foi morto a facadas por outro prisioneiro em 1973 na cadeia de Walpole.

 

FONTES Livros The Boston Stranglers, de Susan Kelly, e Serial Killers (True Crime), de William Murray, e sites TruTV e Biography