Logo ME

Como foi o Massacre de Columbine?

Em 20 de abril de 1999, dois estudantes invadiram a escola secundária Columbine, nos EUA, e deixaram um rastro de 13 mortos e 21 feridos

(Daniel Rosini, Rodrigo Maroja e Tiago Cordeiro/Mundo Estranho)

Em 20 de abril de 1999, os adolescentes Dylan Klebold e Eric Harris concretizaram um plano macabro planejado há meses. “Hoje é o dia em que o mundo acaba”, Eric disse a Dylan.

A dupla invadiu a escola em que estudavam, na cidade de Littleton, Colorado, e abriu fogo contra outros estudantes, professores e funcionários. O pânico se instalou e a ação chamou atenção da mídia. O mundo inteiro acompanhou, estarrecido, imagens de jovens saindo aos prantos ou ensaguentados do colégio, enquanto pais desesperados, agentes da lei e ambulâncias os aguardavam do lado de fora.

O ataque durou cerca de uma hora, envolvendo armas de fogo e bombas caseiras. Terminou com 13 mortos, além do suicídio de Dylan e Eric. Mesmo após a morte dos carrascos, ainda havia estudantes escondidos nos armários da escola. Eles estavam paralisados de pavor.

No infográfico acima, cada cruz indica uma das vítimas. Os números ordenam o avanço dos assassinos e correspondem às legendas abaixo:

 

 

Veja também

1) 11h14

A dupla coloca bombas na cafeteria e vai para o estacionamento. O plano é esperar a explosão e, na sequência, atirar nos estudantes e funcionários que fugissem correndo pela porta.

2) 11h19

Previstas para serem detonadas às 11h17, as bombas falharam. Os dois decidem voltar para a cafeteria. No caminho, atiram aleatoriamente em pessoas que estavam do lado de fora.

3) 11h24

Com Eric no comando, os atiradores entram na escola e ficam zanzando pelos corredores. Um professor é atingido e se arrasta para uma sala de ciências, onde morre.

 

(Daniel Rosini/Mundo Estranho)

4) 11h29

Os assassinos chegam à biblioteca. Enquanto os alunos tentam se esconder embaixo das mesas, eles atiram várias vezes em cada vítima. Dez das 13 mortes acontecem aqui.

 

(Daniel Rosini/Mundo Estranho)

5) 11h36

Eric e Dylan voltam à cafeteria e tentam, desta vez com sucesso, detonar uma das bombas. Enquanto isso, tomam água, apoiam as armas em uma mesa e conversam calmamente.

 

(Daniel Rosini/Mundo Estranho)

6) 12h08

Enquanto a polícia começa a cercar o edifício, os atiradores voltam para dentro da biblioteca. A partir da janela, lançam uma descarga de balas na direção de agentes e paramédicos que estavam do lado de fora. Por fim, acuados, Eric e Dylan colocam a arma dentro da boca e atiram. A escola só é declarada totalmente segura às 16h30.

 

 

 

(Daniel Rosini, Rodrigo Maroja e Tiago Cordeiro/Mundo Estranho)

OS ASSASSINOS

Dylan Bennet Klebold (1981-1999): Educado por uma família luterana de Lakewood, Colorado, era um estudante tímido, mas participativo, que ajudava a fazer manutenção no servidor dos computadores da escola.

Eric David Harris (1981-1999): Diagnosticado depois do incidente como um típico psicopata, nasceu em Wichita, Kansas, filho de um piloto da Força Aérea americana. Sociável, cuidava do visual e não perdia uma festa.

 

FONTES Filme Tiros em Columbine, de Michael Moore, 2002, e livro Columbine, de Dave Cullen, 2010