Logo ME

David Koresh, o “profeta” que causou a morte de 80 pessoas

Ele se denominou profeta apocalíptico, liderou uma seita e guiou seus seguidores para um conflito contra agências federais americanas

retrato_david_koresh

1) David Koresh (1959-1993) nasceu como Vernon Wayne Howell. Por ser mau aluno e muito zoado, passou a vida escolar isolado. Seus únicos interesses eram a Bíblia e a música. Com 12 anos, recitava trechos do livro sagrado cristão e discutia ensinamentos com pastores.

2) O garoto era focado na vida religiosa. Seu carisma e convicção faziam Vernon se destacar dentro da seita Branch Davidians, derivada da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Virou amante da líder do grupo e assumiu o controle ao vencer um embate político com o filho dela.

3) No comando dos Davidians, o rapaz mudou seu nome para David Koresh, passou a interpretar o Livro de Apocalipse e criou uma guarda pessoal. Os Homens Poderosos eram separados das esposas para proteger a seita e seu líder – de forma agressiva, se fosse preciso.

 

+ Retrato Falado: William MacDonald, o primeiro serial killer da Austrália

+ Retrato Falado: Albert Fish, o idoso que matava, mutilava e devorava crianças

 

4) Koresh fundou a comunidade Mount Carmel Center, em Waco, Texas, com regras que não valiam para ele. Pregava o celibato, mas dormia com 15 mulheres – a mais nova tinha 12 anos. Além disso, consumia bebidas alcoólicas, vetadas para todos os outros seguidores.

5) Os Davidians podiam ter armas, mas a Agência de Controle de Álcool, Tabaco, Armas e Explosivos dos EUA (ATF) começou a suspeitar que elas estavam sendo convertidas para fogo automático, o que era proibido por lei. Em fevereiro de 1993, agentes invadiram o local, mas quatro deles são assassinados.

6) Com a morte dos agentes da ATF, o FBI cercou o complexo de Waco. O impasse durou vários dias. Sob ameaças de tiros e de suicídio coletivo, os federais mantiveram a cautela. Koresh liberou alguns fiéis em troca de exposição na mídia e começou a mostrar um comportamento instável diante dos negociadores.

 

+ Retrato Falado: Francisco de Assis Pereira, o psicopata brasileiro conhecido como Maníaco do Parque

+ Retrato Falado: Nannie Doss, a serial killer que matou filha, neto, sogra, irmã e vários maridos

 

7) Após 51 dias de negociação, tanques de guerra abriram buracos nas paredes e injetaram gás lacrimogênio. Os fiéis abriram fogo e, após incêndios causados por lamparinas de querosene em contato com o gás, 80 pessoas morrem – 23 delas com menos de 17 anos.

 

QUE FIM LEVOU?

O corpo de Koresh, baleado na cabeça, é encontrado carbonizado e identificado pela arcada dentária.