Logo ME

Como é feito um action figure?

action-figure-monstranho

Alta Patente

A Hasbro, fabricante da linha G.I. Joe, cunhou o termo “action figure” em 1964. Os soldados, depois lançados no Brasil como Comandos em Ação, tinham originalmente 30 cm de atura

1. Muito antes de chegar à mão de um leitor, o action figure do Monstranho é apenas um rascunho, elaborado após uma pesquisa com o público-alvo e uma reunião entre os responsáveis pela criação, venda e produção do brinquedo

2. Os rabiscos viram um desenho mais definido e inspiram uma estrutura de metal. “Usamos os rascunhos e essa estrutura para pensar no melhor método de produção”, conta o modelador WesleyIguti. Uma primeira escultura é feita em argila ou massa de modelar

3. Cada pedaço da escultura dá origem aos primeiros moldes, feitos de silicone maleável, que pega bem todos os detalhes. Quanto mais membros, mais divertido (e mais caro) fica o boneco. As articulações também encarecem o produto e podem ser esculpidas no meio do processo ou na versão final

Assim como rola com bonecas, as fábricas utilizam os mesmos moldes em diferentes modelos de action figure

4. Com o molde, é feito um segundo modelo, de cera. Mais firme, ele permite um maior número de detalhes que a argila. As partes do boneco já têm de estar iguais ao que foi projetado para o produto final, inclusive com a marcação das articulações e dos acessórios

5. Repete-se o terceiro passo e as novas fôrmas de silicone são enviadas à fábrica para a produção dos moldes de metal.

É com elas que ocorre a fabricação em larga escala. Além das partes separadas, o modelador manda uma versão completa do boneco, de resina, para servir de referência na montagem

6. Os moldes de metal são preenchidos com plástico, como PVC e vinil, à imagem do protótipo finalizado de resina. Também pode ser usada uma máquina giratória chamada rotocast, que usa a força centrífuga para empurrar todo o plástico para perto do molde, deixando o centro do action figure oco

7. A pintura é feita com máscaras vazadas, uma para cada cor. Por exemplo: para colorir os olhos, é preciso produzir uma película de metal com furos nessa área. Assim, a tinta só passa por ali, preenchendo o local correto. Primeiro são pintados os tons mais claros, e depois os escuros. No Brasil, os bonecos costumam ter cinco cores

Dor nas juntas

Conheça os principais tipos de articulação

Quanto mais movimentos o action figure fizer, mais caro ele fica. O ideal é que as articulações não estraguem o visual. “Existem três tipos de junção. Um boneco pode usá-los em lugares diferentes ou combinar os três em apenas uma parte do corpo”, diz o modelador Wesley Iguti

Pivô

É a mais simples: dois pinos conectados por um disco. Permite que uma peça gire sobre a outra e é muito usado no pescoço, nos ombros e nos pulsos

Dobradiça

Utilizada para imitar movimentos retos, como de cotovelos e joelhos, é a mais complicada por envolver uma peça extra. São três discos e um pino

Bola

Volumosa, com globos nas extremidades, precisa ser aplicada com cuidado. Permite movimentos circulares, como na cintura e no pescoço

O processo completo, da ideia ao produto final, leva de dois a quatro meses e normalmente custa no mínimo R$ 25 mil. Uma impressora 3D, que reproduz a estátua em horas, pode substituir todas estas etapas. A máquina custa cerca de US$ 10 mil. Veja em abr.io/impressora3d

Para Poucos

Modelos mais luxuosos podem custar uma bela grana. Nos EUA, um action figure do Batman é vendido por US$ 30. Mas uma versão de alto padrão (a “high end”) pode chegar a ter quase seis vezes esse valor (veja em abr.io/batmanluxo).Os bonecos de luxo são feitos em edições limitadas, vêm com uma série de acessórios e são até 60% mais caros de produzir

FONTES: Sites da Hasbro e do Inmetro e livro Pop Sculpture, de Tim Bruckner, Z 36 janeiro 2012 ach Dat e Rubén Procopio; CONSULTORIA: Wesley Iguti, professor de modelagem da Quanta Academia de Artes,e Diego Sanches, designer da ME e colecionador