Logo ME

Onde ainda se pratica poligamia no mundo?

Por incrível que pareça, é perfeitamente legal ter várias esposas em mais de 50 países. Em outros 20, a poligamia não está nas leis, mas é culturalmente aceita. A maioria dessas nações está na África (veja mapa no boxe), região de forte concentração da religião muçulmana. É que o livro sagrado dessa fé, o Alcorão, permite ao homem ter até quatro cônjuges (nada de haréns com dezenas de gatas), limite que foi “copiado” por boa parte das legislações favoráveis à prática. Mas, no mundo todo, a poligamia está caindo em desuso, com a disseminação da noção de igualdade entre os sexos. “É o efeito da forte influência do cristianismo e da cultura moderna ocidental”, explica Luiz Fernando Dias Dutra, professor de antropologia do Museu Nacional (UFRJ).

As grandes famílias

Com várias esposas e muitos filhos, estes homens levaram adiante o “crescei e multiplicai-vos”

O PAIZÃO

Quem – Moulay Ismail

Onde – Marrocos

Quando – 1672 a 1727

O sultão marroquino detém o recorde histórico de filhos. Segundo os registros, ele teve nada menos que 888 herdeiros (548 homens e 340 mulheres). Para isso, contou com 500 mulheres. Tanta felicidade na cama não o tornou um regente mais piedoso: nos 20 anos de seu governo, mais de 30 mil súditos morreram em decorrência de suas ordens

HAJA SUÍTE PRESIDENCIAL

Quem – Jacob Zuma

Onde – África do Sul

Quando – 1942 até hoje

O atual presidente do país segue a tradição tribal dos zulus. Em janeiro, aos 67 anos, chegou ao quinto casamento – mas calma lá, ele tem “apenas” três esposas (uma morreu e outra pediu divórcio). A opinião pública só se voltou contra Zuma Quando – ele admitiu que tinha ainda um filho ilegítimo com outra mulher, fora do(s) matrimônio(s). Aí é demais!

30 VEZES CIÚME

Quem – Joseph Smith

Onde – EUA

Quando – 1805 a 1844

Os registros são controversos, mas tudo indica que o fundador dos mórmons teve mais de 30 esposas, com idades que variavam dos 14 aos 60 anos. A “titular”, Emma, tinha que lidar com as “sucessoras”. Suas opiniões divergentes levaram alguns historiadores a acreditar que Smith realizou parte de seus outros casamentos sem o conhecimento da primeira esposa

I LOVE LUCYS

Quem – Brigham Young

Onde – EUA

Quando – 1801 a 1877

O sucessor de Smith entre os mórmons teve 55 esposas (entre elas, duas Lucys, três Marys, três Clarissas e duas Elizabeths) – algumas delas eram viúvas de Smith – e “apenas” 57 filhos. Todos moravam em duas imensas casas feitas sob medida, Onde – cada esposa e seus respectivos filhos tinham uma área para si, com entradas individuais. Imagine quanto ele gastou com portas…

PORTA GIRATÓRIA

Quem – Saleh Al-Sayeri

Onde – Arábia Saudita

Quando – 1941 até hoje

Este empresário achou um jeito esperto de burlar o limite muçulmano de quatro cônjuges. Ele diz estar casado com as três primeiras há 20 anos – só muda Quem – preenche a quarta “vaga”. Nesse vai e vem, já acumulou 58 matrimônios. Foram dez filhos e sabe-se lá Deus quantas filhas – Saleh acha que foram umas 25. Ele também admite que não se lembra do nome de todas as esposas

DOZE É DEMAIS

Quem – Ayatu Nure

Onde – Etiópia

Quando – 1944 até hoje

Este etíope de 66 anos é uma explicação viva de por que a poligamia está caindo em desuso. Cada uma de suas 12 esposas lhe custou cerca de 2 mil reais, e, agora, a família com 78 filhos sobrevive se alimentando de raiz de bananeira. O problema é que o ciclo se repete: para garantir que algumas de suas filhas melhorem de vida, Ayatu as está vendendo para potenciais maridos

ATÉ TU, BÍBLIA?

Quem – Davi

Onde – Israel e Judá

Quando – Por volta de 970 a.C.

A Bíblia também tem menções à poligamia, prática considerada válida no passado. O rei Davi, o famoso líder que derrotou o gigante Golias, teve diversas mulheres. É o que dá a entender esta passagem do segundo livro de Samuel, capítulo 5, versículo 13: “Chegando a Hebron, Davi tomou ainda mais concubinas e esposas de Jerusalém, e mais filhos e filhas nasceram para Davi”

ESPOSAS OU ESCRAVAS?

Quem – Goel Ratzon

Onde – Israel

Quando – 1951 até hoje

Apelidado de Messias do Harém, este israelense de 59 anos foi preso em janeiro por manter 32 esposas (com Quem – teve 89 filhos). Suas famílias viviam em condições sub-humanas e seguiam leis extremamente rígidas que ele mesmo criava. Registradas como mães solteiras, as mulheres recebiam ajuda do governo, e Goel embolsava tudo!

Fontes – BBC News africa; G1; Times OnLine; The Huffington Post; Demographic and Health Surveys, do Fundo de População das Nações Unidas; USA Today; Mental Floss; IstoÉ; Práticas Sexuais – A História da Sexualidade Humana, de Edgar Gregensen; SuperInteressante; Ethnographic Atlas; Wikipedia e Band.com