Logo ME

Jovens autistas trabalharam nos créditos do novo Homem-Aranha

Os desenhos no final do filme foram feitos pelo Exceptional Minds, estúdio de efeitos visuais que trabalha com jovens dentro do espectro autista

Se você já foi assistir Homem-Aranha: De Volta ao Lar nos cinemas, pode ter reparado na animação dos créditos finais, com desenhos do Aranha em diversos pontos de Nova York. Assim como a (divertidíssima) cena dos créditos de Guardiões da Galáxia Vol. 2, ela foi feita pela Exceptional Minds, um estúdio de efeitos visuais que trabalha com jovens dentro do espectro autista.

Desde a sua fundação em 2011, a Excpetional Minds ajuda estes jovens a entrarem no mercado de trabalho, fornecendo aulas sobre efeitos visuais e animação. Os alunos que se destacam passam a trabalhar no estúdio que já criou créditos para filmes como Jogos Vorazes e Capitão América: Guerra Civil, além de serem responsáveis pela animação original da Vila Sésamo e de boa parte dos efeitos especiais de Doutor Estranho, que chegou a concorreu ao Oscar de 2016.

Segundo um artigo publicado no site da Adobe, que apoia o projeto, os profissionais dentro do espectro de autismo possuem a capacidade de concentração elevada ideal para prestar atenção a todos os detalhes que um efeito especial precisa. “Eles são profundamente focados”, diz o texto. “Isso é parte da razão pela qual a animação por computador e o trabalho em VFX são ideais para eles”.

(Excpetional Minds/Divulgação)

Para os diretores do projeto, isso abre um leque para a descoberta de novos talentos e, ao mesmo tempo, contribui para a inclusão social.

“Nós fornecemos os recursos para os nossos alunos buscarem e manterem carreiras significativas, mas o sucesso é mérito deles”, explica Ernie Merlán, diretor executivo da Exceptional Minds. “Quando eles podem tomar parte no mercado de trabalho, encontrando aceitação e confiança, a sociedade como um todo se beneficia”.

A sede da Excpetional Minds está localizada em Los Angeles e atualmente fornece aulas para 225 jovens. Mais informações no site exceptionalmindsstudio.org.