Logo ME

O que significam os símbolos com espirais ou padrões complexos?

Muitos povos antigos usavam desenhos para simbolizar os poderes de deuses e outras entidades sobrenaturais. Outros, criavam intricados signos de proteção

shou-caminhounico-maofatima-espiraltripla

1) Shou

O Shou é um antigo ideograma chinês que significa “vida longa” e que ainda é muito usado como ornamento de móveis, tecidos e joias orientais. Parecido com um caroço de pêssego, remete ao deus Shou Hsing, que na mitologia chinesa controla os acontecimentos na vida dos seres humanos. O próprio pêssego, nessa cultura, simboliza uma dádiva do deus Shou Hsing, que poderia conceder a imortalidade.

 

2) Caminho único

Símbolos em forma de labirinto são encontrados em artefatos muito antigos, em amuletos egípcios e peças minoicas (cultura presente na Ilha de Creta, na Grécia). Sua origem parte da própria mitologia grega, como ligação à imagem do Minotauro. O “labirinto” significa algo como “casa do machado duplo”, que é o emblema da civilização minoica. A simbologia mais forte dessa imagem seria a jornada da alma até o ponto central e, então, o retorno até o exterior. Em outras palavras, é o ciclo de nascimento, morte e renascimento.

 

+ Dicionário de Simbologia: qual o significado dos diferentes símbolos de estrela?

+ Dicionário de Simbologia: que outras religiões, antes e depois de Cristo, também usaram a cruz como símbolo?

 

3) Mão de Fatima

Também conhecido como Khamsa, esse símbolo leva o nome de Mão de Fatima por causa de Fatima Zahra, filha preferida de Maomé. Muito popular e antigo, o desenho pode ser encontrado no Oriente Médio, em casas, lojas, táxis e hotéis. O significado é muito claro: a mão levantada é considerada ameaçadora e o olho na palma da mão protege contra o mau-olhado. É um importante amuleto para muçulmanos e judeus – por isso é usado por ativistas em favor da paz entre esses povos, lembrando-os de que as duas fés compartilham certas crenças.

 

4) Espiral tripla

Toda imagem semelhante a essa é um tríscele, variante da suástica formada por uma espiral tripla. Os trísceles sempre são desenhados com alguma forma repetida três vezes, em padrão de roda. Podem ser três pernas, três peixes, três lebres etc. Presentes nas culturas budista e céltica, eles são aplicados em artefatos manuais e esculturas que, em geral, referem-se à importância do número 3 ou ao Sol. Hoje em dia, alguns trísceles são usados em brasões de regiões independentes, como a Ilha de Man, no Reino Unido, e a Sicília, na Itália.

 

valknut-nomagico-salomao-infinito

 

5) Valknut

Esse nó com três triângulos entrelaçados tem origem viking, pode ser encontrado em pedras rúnicas e em esculturas daquela cultura. O Valknut está relacionado ao deus Odin e seu nome pode ser grosseiramente traduzido para Nó da Morte, ou Nó do Assassinado. Mas, embora pareça trágico, o símbolo traz um significado oposto: ele invoca a proteção de Odin, que reviverá os espíritos dos guerreiros que morrerem em nome dele.

 

6) Nó mágico

Também chamado de nó de bruxa, esse símbolo traz um sentido de proteção para quem o adota. Apesar do nome, a imagem foi muito usada como sinal antifeitiçaria durante a Idade Média. Mas também foi utilizado por bruxas que diziam controlar o clima ou em encantamentos para o amor. Dos vários tipos de nós mágicos existentes, o mais popular é formado por uma linha contínua que cria quatro intersecções circulares em formato de peixe (pode ou não ter um círculo central).

 

+ Quais são os principais símbolos illuminati?

+ Por que a coruja é o símbolo da sabedoria?

 

7) Nó de salomão

Assim como outros sinais em forma de nó, acredita-se que ele promove proteção. Parecido com dois elos de uma corrente entrelaçados de forma simétrica, o Nó de Salomão é um símbolo muito antigo, mas não pertence a uma única pessoa ou grupo, ainda que os maçons italianos tenham adotado a figura como marca, agregando vários significados místicos. O nome desse sinal traz referências dos desenhos do Templo do Rei Salomão, que permanecem com muita influência na Maçonaria.

 

8) Nó infinito

Diferentes culturas, como a celta, a chinesa e o budismo tibetano, adotam o Nó Infinito como símbolo de proteção – esse significado deriva da maneira como ele é desenhado, em um traço contínuo. Além disso, no budismo, o Nó Infinito é um dos oito símbolos auspiciosos, sinal de que algo bom irá acontecer. Por outro lado, a imagem também pode representar a relação entre matéria e espírito, além de outras codependências, como sabedoria e compaixão, masculino e feminino, e noite e dia.

 

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s