Logo ME

7 curiosidades bizarras sobre o Uruguai

Nosso colega do Mercosul tem uma cultura cheia de curiosidades incríveis

O Araketu deles

Só 10% da população tem ascendência africana. Mas essa cultura é celebrada nas Llamadas, festa parecida com a dos blocos afro do Carnaval baiano. Cerca de 40 grupos de batuque e dança, chamados “comparsas”, desfilam por bairros de Montevidéu

Natal rebatizado

Cerca de 40% da população não acredita em nenhuma religião – é o índice mais alto da América do Sul. Lá, a Semana Santa passou a se chamar “Semana do Turismo”, e o Natal, “Dia da Família”. Mas ainda rolam tradições como a árvore enfeitada e os presentes

 

+ 7 curiosidades bizarras sobre a Suécia

+ 7 curiosidades bizarras sobre Mônaco

 

Na base da bala

Em 1920, o presidente José Batlle y Ordóñez matou a tiros o jornalista Washington Beltran. Para contornar a situação, criou-se uma lei que tornava legal o “duelo com pistolas” – e ela durou até 1992! Outro presidente duelou em 1985 e um senador em 1989.

 

Uruguai 5

Chá divino

Assim como no Sul do Brasil, o mate é a bebida mais tradicional do país. Uma lenda dos índios guaranis diz que a erva foi um presente das deusas da Lua e das nuvens, depois que um homem as salvou do ataque de uma onça quando elas decidiram passear pela Terra.

 

Uruguai 1

Haja coração!

A primeira Copa foi lá, em 1930. Houve tanta desavença entre Argentina e Uruguai sobre qual bola usar na final que a discussão rendeu ameaças de morte! Torcedores foram revistados ao entrar no estádio e o juiz exigiu um barco para tirá-lo do país logo após o jogo!

 

+ 7 curiosidades bizarras sobre o Marrocos

+ 7 curiosidades bizarras sobre a Coreia do Sul

 

Uruguai 3

Pare, olhe, siga

Parece obra faraônica para gastar dinheiro, mas esta ponte, na verdade, foi uma sacada genial. Criando um círculo em vez de uma reta, o arquiteto Rafael Viñoly estimulou os motoristas a apreciar a beleza da lagoa Garzon, próxima ao mar – e, assim, reduzir a velocidade.

 

Uruguai 2

Casas com nome

Muitas casas são identificadas por nome próprio, e não por número. O hábito começou no século 16 e era um modo de o dono do imóvel indicar sua profissão, família, origem ou status: a “casa do doutor” ou “dos Martinez”. Esta da foto é a Villa Yerua, em Montevidéu.

 

21º no ranking dos países menos corruptos (o Brasil está em 76º)

6 minutos dura o hino nacional, um dos mais longos do mundo

8,1 milhões de ovelhas no país (5 milhões a mais que humanos)

715 mil assinantes de TV paga

 

FONTES Sites Associated Press, The Guardian, The Fact File, El País, iExplore, Diário Gaúcho, Wools of Uruguay e Statista