Logo ME

Já houve um dia 30 de fevereiro?

O tal "Dia de São Nunca" já aconteceu, sim. Mas só na Suécia e na União Soviética. Conheça a história por trás dessa confusão

Sim, três vezes! Uma delas rolou na Suécia, graças a uma ideia que deu errado, e as outras duas foram na União Soviética, devido a uma reforma desastrada do calendário. Exceto esses casos específicos, que só valeram para esses países, a data nunca mais se repetiu.

Desde a criação dos 12 meses do ano, na época do Império Romano, fevereiro sempre teve menos dias. Isso ocorreu porque, durante alguns anos, ele foi o último mês do calendário e, como os outros tinham uma quantidade já definida de dias, sua duração era limitada ao tempo que faltava para terminar o ano. Quando migrou para o começo do calendário, manteve a curta duração.

Confira a louca história do “30 de fevereiro” da Suécia:

1) O ano tropical (período de um ano baseado no ciclo das estações) tem 365,2422 dias. Sabendo disso, os romanos criaram um calendário em que, a cada três anos de 365 dias, temos um bissexto, de 366, resultando na média de 365,25 dias por ano. Esse calendário foi chamado de Juliano.

 

2) A diferença entre a média do calendário e a duração do ano tropical parece insignificante, mas, 1,5 mil anos depois, o mundo já estava dez dias atrasado. Em 1578, o papa Gregório XIII reajustou o sistema, mudando a regra dos bissextos. Em 1582, ele tirou o atraso ao pular do dia 4 para o dia 15 de outubro.

 

 

Veja também

 

3) O novo calendário foi logo adotado pelos países católicos. Já os protestantes só se adaptaram no século 18. A também protestante Suécia foi a exceção: em vez de pular os dias de uma vez, o país decidiu deixar de lado os dias extras dos anos bissextos de 1700 a 1740, tirando a diferença de dez dias gradativamente.

 

4) Como planejado, a Suécia pulou o dia extra de 1700. Mas, após entrar em guerra, deixou de pulá-lo em 1704 e 1708, fazendo seu calendário ficar sem nenhuma lógica. Para arrumar a bagunça, em 1712 eles voltaram ao calendário juliano e adicionaram um dia (o 30 de fevereiro) para compensar o perdido em 1700.

 

 

Veja também

 

É RUSSO!

Calendário soviético não deu certo.

No início da URSS, foi estabelecido que todas as semanas teriam cinco dias, todos os meses teriam 30 (inclusive fevereiro) e mais cinco feriados seriam distribuídos pelo ano, totalizando 365 datas. Esse sistema foi iniciado em outubro de 1929 e logo cancelado, em 1932. Portanto, houve dois 30 de fevereiro nesse intervalo: em 1931 e 1932.

 

 

Newsletter Conteúdo exclusivo para você
E-mail inválido warning
doneCadastro realizado com sucesso!