Logo ME

Pol Pot, o ditador comunista que barbarizou o Camboja

O ditador genocida que, entre 1975 e 1979, organizou e ordenou a morte de mais de 1 milhão de cambojanos

(ÍndioSan/Mundo Estranho)

1) Com o nome de batismo de Saloth Sar (ele só adota seu nome famoso em 1963), Pot nasceu em 1925 em um vilarejo na província de Kompong Thong, no Camboja, que na época era um protetorado francês. Criado sob a influência de uma família próspera, foi considerado um garoto amável e sociável.

2) Quando garoto, estudou em um mosteiro budista e em escolas católicas antes de receber uma bolsa em 1949 para cursar eletrônica numa universidade de Paris. Após perdê-la em 1953, retornou para o Camboja e começou sua escalada política dentro do Partido Comunista Khmer, tornando-se secretário geral em 1962.

3) Oposto ao governo e temendo ser caçado pela polícia secreta do país, Pot fugiu para a selva com seus seguidores e foi influenciado pelas khmers, tribos locais das montanhas no nordeste do Camboja. Criou uma comunidade autossuficiente e começou a organizar o que iria se tornar seu exército, o Khmer Vermelho.

 

 

4) Em 1975, de volta ao cargo de secretário-geral, Pot assumiu a liderança do país quando seu partido subiu ao poder. Esvaziou as cidades, aboliu propriedades particulares e iniciou a criação de uma utopia agrária. Seu regime também perseguiu intelectuais – algumas pessoas eram presas só por usar óculos.

5) Famílias foram separadas e enviadas a fazendas coletivas no interior do país. Membros do governo deposto, professores, líderes religiosos e outros foram identificados, caçados e mortos. As fazendas se tornaram campos de trabalhos forçados, onde mais de 1,5 milhão de pessoas morreu por inanição, doenças e execuções.

6) Mais de 20 centros de detenção foram criados. No maior, o S-21, na cidade de Phnom Penh, morreram mais de 14,5 mil “elementos antipartido”, incluindo crianças e mulheres, torturados e executados entre 1975 e 1978. De todos os detidos nesse centro, apenas sete saíram com vida.

 

Veja também

 

7) Em 1979, o Vietnã invadiu o Camboja e derrubou o regime. O ditador voltou para suas bases militares na selva e suas atrocidades foram divulgadas. O Khmer Vermelho o tirou do cargo de liderança em 1980 e, em 1997, após um combate político entre seus antigos aliados, Pot foi detido por traição e sentenciado à prisão domiciliar perpétua.

 

QUE FIM LEVOU?

Pol Pot faleceu por complicações cardíacas em sua casa em 15 de abril de 1998.

 

FONTES Livros Pol Pot: Anathomy of a Nightmare, de Philip Short, e Voices from S-21: Terror and History in Pol Pot’s Secret Prison, de David Chandler, e sites BBC e Time

 

Curtiu essa matéria? Inscreva-se na nossa newsletter para receber mais conteúdos como este toda semana!