Logo ME

Teoria da Conspiração: Stonehenge foi criada por aliens?

Não faltam teorias para explicar a misteriosa Stonehenge, construída entre 3000 e 2000 a.C. Calendário astral, cemitério ou herança alienígena?

stonehenge

ILUSTRA Eduardo Ferigato

 

1) Presente dos céus

Para ufólogos, o conjunto de pedras de até 50 toneladas, situado a 137 km de Londres, pode ser mais um exemplo da “teoria dos astronautas antigos”. Alienígenas com tecnologia avançada teriam visitado a Terra milênios atrás e deixado construções que parecem muito complexas ou difíceis para terem sido realizadas pelas civilizações humanas da época.

 

2) Escrito nas estrelas

O astrônomo Gerald Hawkins não menciona que alienígenas criaram Stonehenge, mas corrobora a tese de que o lugar é uma mistura de mapa e calendário estelar. Estudos mostram que 165 pontos da construção estão alinhados com objetos celestes. Outros cientistas constataram que a posição das pedras poderia ser usada para prever fenômenos como eclipses.

 

+ Como seria uma invasão alienígena ao planeta Terra?

+ Por que ainda não fizemos contatos com vida inteligente fora da Terra?

 

3) Barreiras do som

Em 2012, o especialista em arqueologia acústica Steven Waller afirmou que a posição das pedras corresponde a padrões em ondas sonoras quando dois instrumentos tocam a mesma nota continuamente. As ondas criam pontos em que se combinam e outros em que se anulam, gerando a ilusão de obstáculos reais. O fenômeno teria sido representado fisicamente em Stonehenge para ser venerado.

 

4) Um mapa do Universo

Um dos principais divulgadores da teoria dos astronautas antigos, o autor suíço Erich von Däniken defende que Stonehenge tem mesmo origem alienígena e que representa o sistema solar. Segundo ele, há na Terra outros 16 modelos como esse, criados na pré-história – época em que o homem mal sabia o mapa do mundo, quanto mais a órbita dos planetas.

 

5) Só com mágica!

Relatos do historiador Geoffrey of Monmouth, do século 12, dizem que quem criou Stonehenge foi um mago poderoso: Merlin. O personagem do popular mito bretão do rei Artur teria usado magia para transportar os rochedos gigantes da Irlanda para a Inglaterra, a pedido de soldados britânicos que queriam homenagear amigos que morreram em batalha.

 

6) Local de repouso

Segundo um estudo recente de arqueólogos britânicos, o lugar é um dos maiores cemitérios da Grã-Bretanha do período Neolítico. Suas pedras foram erguidas como uma maneira de homenagear os mortos. O arqueólogo britânico Mike Parker Pearson estima que há cerca de 240 pessoas enterradas no local. Foram descobertos também 56 pontos de cremação.

 

+ O ET de Varginha e mais 7 relatos de aparições extraterrestres no Brasil

+ Como a ciência busca por inteligência extraterrestre?

 

 

7) Uma parte do todo

Pearson derruba veementemente a teoria dos ETs. “Há muitas evidências que comprovam que o monumento foi uma construção de uma sociedade agrícola neolítica”, afirma. Para ele, o complexo tinha uma função religiosa e era só parte de algo muito maior: uma vila erguida em 2500 a.C., por mais de 4 mil fazendeiros.

 

POR OUTRO LADO…

Historiadores e pesquisadores têm conclusões mais embasadas e comumente aceitas pela ciência

 

– Stonehenge foi construído no período Neolítico, por volta de 3000 a.C., mas alterado várias vezes ao longo da história, ganhando diferentes propósitos

– As pedras teriam viajado cerca de 320 km desde seu local de origem

– Segundo o historiador Gary Levin, elas foram transportadas em espécies de casulo feitas de vime, que permitiam que fossem roladas e até flutuassem na água

– Já a Universidade de Exeter, na Inglaterra, diz que os rochedos foram rolados sobre enormes bolas feitas de madeira e pedra

– A presença de ossos humanos e antigos vasos (provavelmente para aqueima de incensos) reforça a tese de que o lugar era um cemitério

 

FONTES Sites BBC, Time, History Channel e National Geographic, livro FromStonehenge to Modern Cosmology, de Sir Fred Hoyle, e documentário Stonehenge Decoted