Mundo Estranho

Além de Romário, algum outro jogador está perto de chegar aos 1 000 gols?

por Marina Motomura | Edição 49

Não. O Baixinho é o único boleiro em atividade com condições de estufar a rede pela milésima vez. Até meados de fevereiro, Romário contabilizava 955 tentos. Bem atrás vem outro brasileiro, o atacante Túlio, com 572 gols. Ao lado, você confere o Top 10 dos maiores artilheiros da história. Notou que a maioria é brasileira? Os gringos estão de fora porque os números internacionais são obra da Federação Internacional de História e Estatística do Futebol. Conhecida pela sigla IFFHS, a entidade é bem rigorosa: ela considera apenas os gols anotados nos campeonatos nacionais da primeira divisão - para o Brasil, a IFFHS também aceita os tentos dos campeonatos carioca e paulista. No caso de Romário, os 955 gols incluem até 71 tentos que ele marcou em times infantis e juniores. Se o baixinho chegar ao milésimo gol, entrará para um time que, de titular, só tem Pelé. À exceção do "Rei", é difícil comprovar a façanha do outro boleiro que conseguiu passar a contagem milenária, o húngaro Puskas. Ele brilhou na primeira metade do século 20, quando os jornais nem davam bola pro futebol.

A mais de mil Baixinho quer igualar Pelé e o gringo Puskas

1. PELÉ

Número de gols - 1 282

Período em atividade - 1956-1977

Curiosidade - O cracaço do Santos, Cosmos e da seleção brasileira é o único que comprovadamente fez mais de mil gols. Mesmo descontando os 13 tentos que Pelé marcou quando servia no Exército, em campeonatos das Forças Armadas, ainda sobram 1 269

2. FERENC PUSKAS

Número de gols - 1 176

Período em atividade - 1943-1966

Curiosidade - Não há comprovação oficial para os mais de mil gols desse atacante húngaro, dono de um potente chute de perna esquerda. O que se sabe é que Puskas brilhou por duas seleções diferentes, Hungria e Espanha - ele migrou para a península Ibérica na década de 1950

3. ROMÁRIO

Número de gols - 955*

Período em atividade - desde 1985

Curiosidade - Aos 40 anos de idade, Romário continua o rei da pequena área. A boemia e a ausência nos treinos não impediram o Baixinho de 1,68 metro de se tornar artilheiro de quase todos os campeonatos que disputou, do holandês ao espanhol - e claro, o carioca. Para chegar aos mil gols, o Vasco dá uma força, transformando jogos-treinos com times fracos em amistosos oficiais

4. ZICO

Número de gols - 700

Período em atividade - 1971-1994

Curiosidade - Considerado o maior jogador da história do Flamengo, o "Galinho" marcou 508 gols em 731 jogos pelo rubro-negro, incluindo 81 tentos nas categorias de base. Zico ainda é dono do recorde de mais gols marcados no Maracanã: ao todo, foram 333 gols no estádio

5. ROBERTO DINAMITE

Número de gols - 660

Período em atividade - 1971-1992

Curiosidade - Ídolo máximo do Vasco, Dinamite explodia no clássico Vasco x Flamengo: em 27 confrontos, marcou 27 gols, um recorde. O centroavante cruzmaltino contabiliza também a melhor marca em Campeonatos Brasileiros, com um total de 190 gols

6. CLÁUDIO ADÃO

Número de gols - 591

Período em atividade - 1972-1996

Curiosidade - Jogando em mais de 20 times em sua longa carreira de 24 anos, esse centroavante foi artilheiro por onde passou: três vezes do estadual do Rio (pelo Flamengo, Fluminense e Bangu), do Campeonato Baiano (pelo Bahia) e até no Peru (pelo Sport Boys)

7. TÚLIO

Número de gols - 572*

Período em atividade - desde 1988

Curiosidade - Além de Romário, esse centroavante é o único do Top 10 em atividade. Artilheiro do Brasileirão três vezes, Túlio "Maravilha" não desiste de jogar: em 2005, foi artilheiro do estadual do Rio, com 12 gols pelo Volta Redonda, time que voltou a defender em 2006

8. ARTHUR FRIEDENREICH

Número de gols - 568

Período em atividade - 1909-1935

Curiosidade - A lenda de que esse atacante anotou 1 329 gols não passa de... lenda. "A Fifa divulgou esse número, mas afirmou que não tem como comprovar. Friendenreich fez 568 gols", diz o jornalista e historiador Alexandre da Costa, que já escreveu dois livros sobre o jogador

9. DADÁ MARAVILHA

Número de gols - 559

Período em atividade - 1967-1986

Curiosidade - Esse folclórico centroavante defendeu 16 clubes e conquistou campeonatos estaduais por todo o Brasil: Mineiro, Pernambucano, Gaúcho, Baiano e Goiano, além de dois Brasileiros e uma Copa do Mundo. Dadá foi o artilheiro do primeiro Brasileirão, em 1971, com 15 gols

10. JOSEF BICAN

Número de gols - 518

Período em atividade - 1931-1955

Ídolo sem fronteiras, Bican jogou por três países europeus: Áustria, Tchecoslováquia e Boêmia/Morávia, marcando 29 gols em jogos internacionais. Só não marcou mais porque precisou dar um tempo durante a Segunda Guerra (1939-1945)

FONTES: FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE HISTÓRIA E ESTATÍSTICA DO FUTEBOL (IFFHS) E REVISTA PLACAR. CONSULTORIA: JORNALISTAS CELSO UNZELTE E MAURO CEZAR PEREIRA, DA REDE ESPN

*TOTAL DE GOLS ATÉ O DIA 14 DE FEVEREIRO

Você também pode gostar de:

Fechar