Mundo Estranho

Como é feito o exorcismo?

por Marina Motomura | Edição 80

No ritual, o padre reza e joga água benta sobre a pessoa possuída. Isso se considerarmos a cerimônia da Igreja Católica, mais discreta. Nas igrejas evangélicas, o exorcismo rola diante do público e o obreiro pode até chacoalhar o possuído.

"Em uma casa, não é possível coabitar Deus e o Diabo. Onde está Deus, o Diabo não entra. O padre faz com que a família creia na presença de Deus, e isso vai eliminando o Diabo", diz o padre José Antonio Trasseretti, professor de teologia da PUC de Campinas.

Antes do ritual, o padre verifica se a pessoa está mesmo possuída. Geralmente, há quatro sinais de possessão: domínio de línguas desconhecidas, conhecimento de assuntos improváveis (detalhes da vida do exorcista, por exemplo), força incompatível com a condição física e a idade do sujeito, e aversão ao sagrado. Com a possessão confirmada, o padre dá início ao ritual, que segue o livro Ritual de Exorcismo e Outras Súplicas, publicado pelo Vaticano e reproduzido no Brasil pela Editora Paulus.

PEDE PARA SAIR!

Receita católica para expulsar o Diabo inclui reza, água benta e cruz

1- O exorcismo deve ser discreto, em casa ou em um oratório, com a presença de familiares. Se a vítima apresentar força anormal, pode ficar amarrada em uma cama ou cadeira. O local deve ter um crucifixo e uma imagem da Virgem Maria

2- O rito começa com aspersão de água benta, que pode ser adicionada de sal. A água, jogada sobre o atormentado e sobre os demais presentes, recorda a purificação recebida no batismo. Depois, o sacerdote convida todos a orar

3- Agora é hora da reza brava. O padre recita um ou mais salmos que exaltam a vitória de Cristo sobre o Maligno e lê trechos do Evangelho. O passo seguinte é impor as mãos sobre o fiel atormentado e ler mais palavras de fé

4- Não poderia faltar a principal oração, o Pai-Nosso, que todos rezam de mãos dadas. O padre faz o sinal-da-cruz e assopra a face do fiel possuído, dizendo mais palavras sagradas contra o demônio

5- As "fórmulas de exorcismo" são as orações finais. Há dois tipos: a deprecativa, mais "light", e a imperativa, usada em casos mais extremos. O rito termina com canto de ação de graças, oração e benção

6- Depois da reza e da água benta, o padre avalia se o Diabo saiu ou não pelo semblante da pessoa: se ela estiver calma e demonstrar paz de espírito, sucesso! Se não der certo, rolam novas sessões

Você também pode gostar de:

Fechar