Mundo Estranho

Como funciona o revólver?

por Fernando Tió Neto | Edição 38

800px-Revolver_-_Livrustkammaren_-_73909

O princípio básico não tem segredo: quando alguém puxa o gatilho, entra em cena um sistema de alavancas e molas para fazer a pólvora da bala explodir. Impulsionada por esse estouro, a bala sai do cano a quase 700 km/h, causando muito estrago no alvo. Dá para dizer que a invenção do revólver foi um dos mais antigos processos de miniaturização. Afinal, a base de qualquer revólver é a mesma que a dos antigos canhões, em que uma bola de ferro era arremessada com a explosão da pólvora dentro de um tubo. Os primeiros revólveres eram realmente pequenos canhões - inclusive com o problema de ter de se recarregar a pólvora e a bala de metal a cada disparo. Para acabar com esse perrengue, o americano Samuel Colt, então com apenas 21 anos, patenteou em 1835 um novo tipo de arma com tambor - uma peça cilíndrica que armazena as balas e gira a cada disparo, deixando a arma pronta para o tiro seguinte. Surgia o revólver moderno. No final do século 19, a invenção evoluiu e deu origem a modelos mais práticos, as pistolas. Mais precisas e sensíveis, as pistolas disparam de sete a 20 tiros sem precisar de recarga - em vez do tambor, elas usam um pente, em que as balas ficam alinhadas umas sobre as outras. Abaixo, montamos uma galeria com os revólveres e as pistolas mais conhecidas do mundo.

Click, clack, bum! Explosão da pólvora lança a bala a quase 700 km/h

1. O funcionamento do revólver é todo mecânico. O disparo de cada tiro depende de um sistema de alavancas e molas que interliga e muda a posição de três peças essenciais: o gatilho, o martelo ou cão, e o tambor. O primeiro passo, você sabe, é apertar o gatilho

2. Quando alguém puxa o gatilho, duas alavancas são acionadas: a primeira, na parte de trás da peça, empurra o martelo do revólver para trás. A segunda, na parte de cima, faz girar o tambor que guarda as balas, deixando uma delas na posição de disparo

3. Depois que uma das alavancas empurrou o martelo para trás, uma mola na parte de baixo da peça faz o movimento inverso, jogando o martelo novamente para a frente — desta vez com grande velocidade —, em direção ao tambor

4. No final do movimento, a parte mais pontuda do martelo bate em outra peça, chamada de agulha. A agulha, por sua vez, aproveita o impulso e choca-se com o fundo da bala. Esse impacto faz a pólvora dentro da bala explodir, empurrando o projétil

5. No cano, o gás da explosão da pólvora segue impulsionando a bala e faz o tiro ganhar velocidade. Ranhuras internas em forma de espiral fazem a bala sair girando, reduzindo o atrito com o ar e aumentando ainda mais a velocidade do disparo

6. Um revólver 38 — que você vê aqui em tamanho real — lança balas a 650 km/h. Se acertarem um homem, elas podem perfurar tecidos e até quebrar ossos. Quanto maior o calibre (diâmetro) da bala e a velocidade do tiro, mais graves os ferimentos

Quinteto matador Revólveres do século 19 ainda estão entre os mais vendidos

PISTOLA - GLOCK 380

FABRICANTE - Glock

LANÇADA EM - 1979

A 380 é a versão pistola do calibre 38. Outro modelo dessa arma é a PT (Pistola Taurus) 380. Compacta, mede 17 centímetros — pela forma, ganhou o apelido de "quadrada", sendo fácil de esconder em roupas folgadas. Pesa 680 gramas, pouco para um pistola

REVÓLVER - MAGNUM 44

FABRICANTE - Smith Wesson

LANÇADO EM - 1956

Imortalizado em Hollywood nos filmes de Dirty Harry, o revólver Magnum 44 é pesado — tem 1,2 quilo — e possui cano mais longo que outras armas (até 29 centímetros), aumentando a precisão e a potência do tiro

PISTOLA - 9 MM

FABRICANTE - John Browning

LANÇADA EM - 1923

Outra versão em pistola do calibre 38. Usada pelos nazistas na Segunda Guerra, é uma das preferidas da polícia paulista. É mais pesada que um 38 — tem 900 gramas, em média —, mas seu disparo potente destroça uma melancia. Imagine os danos ao corpo humano

REVÓLVER - 450

FABRICANTE - Colt

LANÇADO EM - 1873

Esse revólver com calibre de 0,45 polegadas foi projetado a pedido do governo dos Estados Unidos para a invasão das Filipinas, no fim do século 19. Como os filipinos seguiam lutando mesmo depois de atingidos pelo calibre 38, os americanos pediram uma arma mais potente

REVÓLVER - CALIBRE 38

FABRICANTE - Colt

LANÇADO EM - 1873

Criado pela Colt, mas produzido por diversas companhias, o 38 é líder de vendas no Brasil. Apelidado de "três-oitão", seu calibre (diâmetro interior do cano) equivale a 0,38 polegadas ou 9 milímetros. A arma não é muito pesada, chegando a 650 gramas

Manda bala! Projétil tem cinco partes principais

CÁPSULA

É onde a pólvora explode

BALA METÁLICA

Parte disparada pelo revólver

PÓLVORA

Combustível do tiro

DETONADOR

Parte onde a agulha bate para explodir a pólvora

BASE

Fundo da bala. Indica o fabricante e o calibre

Você também pode gostar de:

Fechar