Mundo Estranho

Como funciona uma usina hidrelétrica?

hj8-hidreletrica

O princípio básico é usar a força de uma queda d'água para gerar energia elétrica. Essas usinas possuem enormes turbinas, parecidas com cata-ventos gigantes, que rodam impulsionadas pela pressão da água de um rio represado. Ao girar, as turbinas acionam geradores que produzirão energia. No Brasil, as hidrelétricas são as principais responsáveis pela luz que não nos deixa no escuro. Se bem que, no ano passado, vivemos na sombra do apagão, um período de racionamento provocado, entre outros motivos, pela falta de chuvas. Mas o que as chuvas têm a ver com eletricidade? É que, quando há um período grande de seca, os rios perdem volume e o nível do reservatório das usinas cai, diminuindo a força da queda d'água. Assim, as turbinas giram mais lentamente e produzem menos energia. Após a crise de 2001, o governo ampliou os planos para construir usinas movidas a queima de gás natural.

"Uma grande hidrelétrica custa muito caro para construir e tem grande impacto ambiental, mas por outro lado é uma fonte de energia limpa e renovável, que não depende de combustíveis fósseis", diz o engenheiro Lineu Belico dos Reis, autor do livro Energia Elétrica para o Desenvolvimento Sustentável e professor da USP. Enquanto os novos tipos de usina não ficam prontos, o Brasil continua dependendo de suas hidrelétricas. Só a de Itaipu, no rio Paraná, a maior do mundo, produz 12 600 megawatts, 25% do consumo de energia de todo o Brasil.

Fonte de potência Mecanismos especiais transformam rio represado em gerador de eletricidade

Você também pode gostar de:

Fechar