Mundo Estranho

Como os Estados Unidos perderam a Guerra do Vietnã?

por Roberto Navarro | Edição 42

A "virada" que culminou com a derrota americana na Guerra do Vietnã (1954-1975) começou com uma série de ataques dos inimigos comunistas em 1968. É o episódio conhecido como "Ofensiva do Tet". O nome é uma referência à data de início das batalhas, o feriado de ano-novo lunar, chamado pelos vietnamitas de Tet Nguyen Dan. A partir da madrugada de 31 de janeiro de 1968, o governo comunista do Vietnã do Norte e seus aliados, os guerrilheiros da Frente de Libertação Nacional, mais conhecidos como vietcongues, iniciaram ataques simultâneos contra várias cidades do Vietnã do Sul - um país capitalista defendido pelo exército sul-vietnamita e por nações como Austrália, Nova Zelândia, Coréia do Sul e, principalmente, Estados Unidos. A idéia da invasão militar comunista era lutar para "libertar" o povo do Sul da "opressão capitalista". Eles achavam que a invasão provocaria uma rebelião popular contra o governo do Vietnã do Sul, coisa que nunca aconteceu. No começo, o ataque-surpresa deu certo, mas os americanos e sul-vietnamitas reagiram rapidamente. Como o poderio militar do lado capitalista era muuuito maior, os comunistas foram expulsos em poucos dias de quase todas as cidades que invadiram. Mas, apesar da vitória militar americana, as imagens da invasão frustrada provocaram um bruta estrago nos Estados Unidos. "A Ofensiva do Tet chocou a opinião pública americana. A cobertura dos combates feita pela TV deixou em muita gente a impressão de que os Estados Unidos e seus aliados estavam em situação desesperadora", diz o historiador americano Ronald Spector, da Universidade George Washington. Dentro dos Estados Unidos, aumentaram os protestos contra a guerra. Com o filme queimado, o governo americano ainda segurou seus soldados no Vietnã por quatro anos, mas acabou retirando as tropas em 1972. Diante do abandono americano, o exército e os guerrilheiros do Norte ganharam terreno. Acabaram tomando a capital Saigon em 1975, vencendo a guerra e unificando o Vietnã sob o regime comunista.

Mergulhe nessa

Livro

A Guerra do Vietnã, Ken Hills, Ática, 1999

Site

http://geocities.yahoo.com.br/vinicrashbr/historia/geral/guerradovietna.htm

Na vitória, a derrota Americanos massacraram ofensiva comunista, mas perderam pela repercussão da batalha

1. A "virada" comunista na Guerra do Vietnã explodiu em janeiro de 1968. Mas a ação começou a ser tramada meses antes, quando tropas comunistas do Vietnã do Norte entraram escondidas no Vietnã do Sul por uma estrada improvisada no meio da selva de um país vizinho, o Laos

2. Pela trilha no Laos e outros caminhos clandestinos, os comunistas chegavam às principais cidades do Vietnã do Sul, concentrando homens, explosivos e armas em esconderijos espalhados por selvas e vilas. Eram os guerrilheiros "adormecidos"

3. No dia 29 de janeiro de 1968, o exército comunista ordenou que os guerrilheiros atacassem a base militar americana de Khe Sanh, perto da fronteira com o Vietnã do Norte. Era uma manobra para desviar a atenção dos ataques que viriam a seguir. 50 mil soldados americanos e sul-vietnamitas foram deslocados para conter o ataque comunista

4. Na madrugada de 31 de janeiro começou uma série de ataques simultâneos a dezenas de cidades sul-vietnamitas. Uma das primeiras cidades a serem tomadas foi Hue: a antiga capital imperial foi dominada por guerrilheiros que entraram em ação após serem mobilizados pelo exército comunista

5. O maior ataque da ofensiva comunista aconteceu em Saigon, a capital do Vietnã do Sul. Guerrilheiros vietcongues chegaram a invadir a Embaixada dos Estados Unidos, mas foram expulsos rapidamente. Mesmo assim, o incidente escandalizou a opinião pública americana

6. Superiores militarmente, as forças americanas venceram os comunistas nos combates. Mas a carnificina transmitida pela TV impulsionou os protestos pela saída americana do conflito. Enfraquecida, a Casa Branca chamou os soldados de volta em 1972. Sem a presença dos EUA, as forças comunistas avançaram e venceram a Guerra do Vietnã, em 1975

Disputa desigual Militares ianques tinham armas mais potentes que os inimigos

Soldados Americanos

O fuzil usado era o M16A1 Armalite — uma arma automática certeira, mas que emperrava com o excesso de lama. Já o lançador de foguetes M-72 pesava 2 quilos, tinha alcance de 300 metros e era descartável. Após disparar um foguete, a arma era abandonada

Mortos - 1 536 (americanos e aliados) 2 788 (sul-vietnamitas)

Feridos - 7 764 (americanos e aliados) 8 299 (sul-vietnamitas)

Guerrilheros Comunistas

A arma principal era o fuzil automático Tipo 56-1, uma cópia chinesa do AK-47. Era confiável, mas menos preciso que o M16 americano. Para detonar alvos maiores, os comunistas usavam o lançador de granadas RPG-7, com alcance de 500 metros

Mortos - 45 mil (norte-vietnamitas e vietcongues)

Feridos - 60 mil (norte-vietnamitas e vietcongues)

Civis

Mortos - 14 mil

Feridos - 24 mil

Obs: Dados de mortos e feridos apenas na ofensiva do tet

Você também pode gostar de:

Fechar