Mundo Estranho

Como se joga futebol americano?

por Marina Motomura | Edição 24

Uma das únicas semelhanças desse esporte com o nosso bate-bola é o número de jogadores: são 11 de cada lado, lutando para chegar à linha de fundo do território adversário levando nas mãos uma bola que não é redonda, mas oval. "De certa forma, o futebol representa a própria história do povo americano, que teve que conquistar territórios na luta contra os ingleses", diz o professor de educação física Paulo Arcuri, diretor da Associação Brasileira de Futebol Americano (Abrafa). Para conseguir marcar pontos, vale empurrar, bloquear e até se pendurar nas pernas do adversário para derrubá-lo. Mas também há estratégia e planejamento. Nas partidas, cada equipe costuma utilizar até 40 atletas, incluindo um time só de defesa, outro de ataque e um terceiro de especialistas - como os atletas treinados apenas para chutar a bola. No início de cada jogada, o time que tem a posse de bola passa-a para as mãos do quarterback.

Ele é uma espécie de cérebro da equipe, armando os passes que fazem a equipe avançar rumo à linha de fundo do território inimigo. O time no ataque tem quatro tentativas para percorrer pelo menos 10 jardas (9,14 metros). Se conseguir, permanece com a bola e tem mais quatro tentativas para andar outras 10 jardas. Se não der, a bola passa para o adversário - por isso, o time no ataque costuma usar só três tentativas para avançar, na quarta chuta a bola o mais longe possível, para o rival percorrer mais território. O ponto alto do jogo é quando o atleta consegue correr com a bola até a linha de fundo da equipe adversária. Aí acontece o famoso touchdown, o principal "gol" desse esporte. Toda a batalha acontece em quatro tempos de 15 minutos. Mas, como o cronômetro é parado várias vezes, é comum que um jogo dure até três horas. O futebol americano é uma mania nos Estados Unidos. O Super Bowl, a final da NFL, a liga profissional do país, bate recordes de audiência.

Na decisão deste ano, jogada no dia 1º de fevereiro, um comercial de TV de 30 segundos custou 2,25 milhões de dólares!

Mergulhe nessa

Na internet:

www.nfl.com

www.playfootball.com

www.abrafa.esp.br

Esporte para ianque ver Equipes contam com especialistas para cada função e usam até 40 atletas

PALCO DA GUERRA

O campo de jogo mede 48,8 metros de largura e 91,4 metros de comprimento (os maiores campos do nosso futebol têm 90 por 120 metros). Os riscos que aparecem a cada 5 jardas (4,6 metros) servem para marcar o avanço dos times - ao todo, são 100 jardas. As traves, erguidas a 3,05 metros do chão, têm 5,6 metros de largura por 9 metros de altura

ARTILHEIRO LIGEIRO

O running back é o velocista do time que ataca: sua função é correr com a bola nas mãos no meio da defesa adversária. Ele recebe passes curtos e depois tenta avançar algumas jardas. Seu objetivo é correr em direção à linha de fundo adversária, mas ele pode despistar seus marcadores correndo para a lateral ou passando para outro companheiro que esteja atrás dele

DONO DO TIME

Todas as jogadas da equipe que ataca passam pelas mãos do quarterback, o articulador do time. Depois de receber a bola na saída de cada lance, esse armador pode correr com a bola, lançá-la para um wide receiver ou entregá-la para um running back. Ensaiadas com antecedência, as jogadas são passadas para o resto da equipe por meio de palavras-chave que o quarterback grita

GUARDA-COSTAS

Por ser o responsável pelas jogadas da equipe, o quarterback recebe proteção especial da chamada linha ofensiva, jogadores fortes do time no ataque que formam uma muralha ao redor do armador. Esse grupo tenta dar tempo para que o quarterback possa lançar bem a bola. Mesmo nas formações mais ofensivas, essa linha de guarda-costas tem pelo menos três jogadores

PONTA AVANÇADO

Outro importante jogador de ataque é o wide receiver, que corre antes de ter a bola nas mãos para receber passes mais longos do quarterback. Ele pode usar luvas especiais para melhorar a aderência das mãos, já que não é fácil agarrar uma bola oval que às vezes viaja dezenas de metros e chega cheia de efeito

AGRESSÃO PROIBIDA

O futebol americano é um jogo de intenso contato, mas alguns lances são considerados falta, como chutar o adversário ou atingi-lo com o pulso ou o joelho. A infração mais desleal é puxar o capacete do adversário, uma agressão violenta que pode quebrar o pescoço do jogador. Normalmente, o time punido por uma falta precisa recuar sua posição no campo entre 5 e 15 jardas

BATALHÃO DO APITO

Na liga profissional americana, cada partida tem nada menos que sete juízes, distribuídos dentro do campo, nas laterais e na parte de trás. Todos podem indicar uma falta jogando sobre o campo uma bandeira e usando um apito para avisar o árbitro principal, que dá a palavra final se houver alguma dúvida na marcação. Nos lances mais polêmicos, ele pode até usar um videoteipe para tomar uma decisão

TROPA DE CHOQUE

O time que está na defesa (sem a posse de bola) tem 11 jogadores que devem correr e derrubar o ataque adversário. Os defensores são brutamontes, mas precisam ter agilidade para bloquear os atacantes. As três posições que fazem parte da defesa são os safeties, que ficam na retaguarda e são a última chance de parar o ataque adversário, o cornerback, responsável por vigiar o wide receiver, e os linebackers, que acompanham o movimento do quarterback de olho na bola

Placar complicado Times têm quatro maneiras principais de pontuar

A jogada que vale mais pontos é o touchdown, quando o jogador carrega a bola até a linha de fundo adversária e anota 6 pontos para sua equipe

Depois de um touchdown, a equipe que pontuou tem a chance de ganhar os extra points (pontos extras). O time marca 1 ponto se acertar um chute entre a trave em forma de Y ou 2 pontos se tentar (e conseguir) ultrapassar de novo a linha de fundo com a bola nas mãos de um jogador

Quando a equipe no ataque não conseguiu avançar 10 jardas após três das quatro tentativas que tem, ela pode usar sua última jogada para tentar um field goal, que vale 3 pontos. Para isso, um jogador especializado em chutes, o kicker, dispara uma bomba de até 40 jardas de distância, tentando fazer a bola passar dentro do Y da trave adversária

A última maneira de pontuar é conseguindo o safety. É uma espécie de "gol contra", quando o time na defesa derruba, dentro da linha de fundo adversária, um oponente que está com a bola. Vale 2 pontos

Você também pode gostar de:

Fechar