Mundo Estranho

Como se tornar um chef de cozinha?

por Helena Arnoni | Edição 22

Lugar de homem é na cozinha, sim. Afinal, são os chefs do sexo masculino que comandam as panelas da maioria dos restaurantes. Mas para entrar nessa profissão não basta ser bom de garfo. "É preciso muita dedicação, ser curioso e tentar ser criativo", diz o chef executivo do Hotel Hilton, em São Paulo, Adauto Rodrigues. E aí, disposto a pôr a mão na massa?

FORMAÇÃO

• Graduação e pós-graduação

A graduação dura, em geral, dois anos. Há opções em São Paulo (Universidade Anhembi-Morumbi), Águas de São Pedro-SP e Campos do Jordão-SP (ambas faculdades Senac), Brasília (convênio entre a Universidade de Brasília e a escola francesa Le Cordon Bleu) e Camboriú-SC (Universidade Vale do Itajaí)

• O que se aprende

Noções básicas de cozinha, técnicas de preparo de pratos e fundamentos de economia, microbiologia, nutrição e higiene dos alimentos

• Outros cursos

Os mais conceituados ainda são os no exterior. A mais renomada (e cara) escola de culinária do mundo é a francesa Le Cordon Bleu, em Paris - um curso de um ano custa cerca de 50 mil reais! Nos Estados Unidos, a mais antiga é a CIA (The Culinary Institute of America)

TRABALHO

• Área de atuação

Dá para trabalhar em restaurantes, hotéis, navios de cruzeiro e empresas que fornecem refeições para aviões e hospitais

• Dia-a-dia

Um chef cuida da cozinha, preparando pratos, indo às compras e supervisionando outros funcionários, além de criar cardápios e novas receitas

• Situação do mercado

Apesar de ser o centro gastronômico do país, o mercado em São Paulo está um pouco saturado. Hoje, trabalhar no Nordeste (em restaurantes, hotéis e resorts) é a melhor opção

• O que vale mais a pena

Não é um trabalho entediante. Você pode tanto gerenciar um restaurante como se dedicar só às criações gastronômicas

• Por que pensar duas vezes

Não há folga nos fins de semana e feriados. Além disso, a formação é cara e leva tempo para se obter um bom retorno financeiro

REMUNERAÇÃO

• Salário inicial

Entre 600 e 800 reais

• Salário possível após dez anos

Entre 8 mil e 10 mil reais para os chefs mais experientes.

Você também pode gostar de:

Fechar