Mundo Estranho

Dinheiro compra felicidade?

por Fred Linardi | Edição 101

dinheiro-felicidade-negocios

Não, dinheiro não compra, mas ajuda! É por isso que muita gente vive angustiada pensando em quando terá dinheiro suficiente para não precisar se preocupar com ele. Afinal, não só de pão vive o homem. Quem não precisa de bem-estar, conforto e até uma graninha extra para gastar com bobeiras? "São elementos que, quando incertos, nos colocam em situação de estresse. Quando já temos tudo isso garantido, somos mais livres para fazer só aquilo que queremos.", diz Angelita Corrêa Scardua, psicóloga especializada em felicidade. Imagine poder viajar para qualquer lugar do mundo sem ter que ficar meses economizando e pesquisando pacotes promocionais.

Por outro lado, ter a carteira recheada não garante uma amizade verdadeira e o amor, que são elementos essenciais para o ser humano se sentir completo. E estar feliz traz muitas coisas boas e, segundo pesquisas, atrai até dinheiro. "A pessoa que se sente feliz é mais otimista, ou seja, capaz de olhar os problemas e pensar numa maneira de solucionar. Dessa forma, ela acredita mais e consegue arriscar mais, facilitando a prosperidade", explica Angelita. Já as pessoas que sofrem de miséria material, que afeta os princípios básicos de felicidade, como ter onde morar ou comer, estão longe do tão sonhado final feliz.

"Se você ganhar muito dinheiro, coloque-o a serviço de ajudar os outros, enquanto você for vivo. Esta é a maior satisfação de riqueza." (Dalai Lama, monge budista)

"Essa história de que o dinheiro não dá felicidade é um boato espalhado pelos ricos para que os pobres não tenham muita inveja deles". (Jacinto Benavente y Martinez, escritor e pensador)

"O dinheiro não dá felicidade. Mas paga tudo o que ela gasta" (Millôr Fernandes, escritor)

"O que o dinheiro faz por nós não compensa o que fazemos por ele" (Gustave Flaubert, escritor)

"Eu quero dinheiro apenas para ser rico." (John Lennon, músico)

"O preço que temos de pagar pelo dinheiro, paga-se em liberdade" (Robert Stervenson, cineasta)

Melancolia e grana

Um dos sinais de que dinheiro não tem tanto a ver com felicidade é o índice de suicídios por países. O suicídio está mais ligado aos sentimentos depressivos de solidão das pessoas. Entre os países com alto índice de suicídio estão os Estados Unidos e a França, com cerca de 460 a 500 pessoas para cada 100 mil habitantes, enquanto no Brasil e no México (relativamente mais pobres) este número fica entre 80 a 160.

Você também pode gostar de:

Fechar