Mundo Estranho

O que é a própolis? Contra quais doenças ela é eficiente?

A própolis é um hormônio vegetal que dá uma ajuda indispensável para a saúde das plantas e, segundo pesquisas recentes, pode dar uma força para o nosso bem-estar também. A razão é simples: a principal função desse hormônio é proteger os brotos de plantas em crescimento contra ataques de fungos e bactérias. Ou seja, é mais ou menos o mesmo papel que os anticorpos desempenham no corpo humano. Esse efeito de defesa foi percebido rapidinho pelas abelhas, que costumam usar a própolis contra seus inimigos naturais. "Nas gemas das plantas, esses insetos retiram o hormônio presente em forma de resina e o reaplicam na parte externa da colméia. Dessa forma, a própolis age como vedante, protegendo o lar das abelhas contra organismos invasores que querem roubar mel", afirma o bioquímico Yong Park, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Para conseguir a própolis que nós consumimos, os produtores preferem extrair o produto das colméias, onde a quantidade é maior que nas plantas - só para dar uma idéia, pode-se tirar cerca de 300 gramas de própolis de uma colméia por mês. O primeiro passo é raspar a camada mais externa, onde a resina fica concentrada. Na segunda etapa, a casca seca é triturada e misturada com álcool. O processo seguinte, a filtração, dá como resultado o extrato líquido puro. No final, o produto ainda pode ser diluído em água ou misturado a outros ingredientes, como agrião, menta e mel. Apesar de existir no mercado apenas um tipo de própolis, os cientistas estimam que pode haver dezenas de variações. "Estamos descobrindo que cada variedade é mais eficaz contra um determinado tipo de doença", diz Yong. As pesquisas sobre o assunto estão começando, mas os especialistas já sonham que esse remédio natural seja eficaz não só no combate à gripe, seu uso mais tradicional, mas contra o envelhecimento, cáries, cânceres e até aids.

Cura em gotas Pesquisas indicam que o extrato pode combater diversos males

GRIPE

O produto é eficaz contra as dores de garganta da gripe porque ataca as bactérias que causam a inflamação. Sua ação anti-séptica e antimicrobiana mata os microorganismos

CÁRIE

Alguns compostos da própolis são eficazes contra a enzima da bactéria Streptococcus mutans, o microorganismo que provoca a cárie. Segundo os especialistas, um bochecho diário reduziria o problema

CÂNCER

Estudos preliminares mostraram que a própolis extraída de arbustos de alecrim no Nordeste brasileiro consegue inibir o crescimento de tumores intestinais e de pulmão

AIDS

Um tipo de própolis encontrado em Bagé (RS) apresentou resultados promissores em testes contra o vírus HIV. O sucesso dessa própolis pode estar relacionado à presença de ácido morônico na composição, que seria capaz de inibir o crescimento do vírus

Você também pode gostar de:

Fechar