Mundo Estranho

O que é água oxigenada? Por que ela borbulha em contato com um ferimento?

Como todos aprendemos na escola, a água comum é composta de dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio - daí a fórmula H2O. Já a água oxigenada, como está dito em seu nome, tem um átomo de oxigênio a mais. Forma-se, assim, o peróxido de hidrogênio (seu nome científico), ou H2O2. "É uma substância bem perigosa, que pode causar sérias lesões na pele se utilizada pura. Por isso, só é usada nesse estado por profissionais em laboratórios químicos", diz o farmacêutico José Carlos Nassute, da Universidade Estadual Paulista (Unesp). A água oxigenada vendida como anti-séptico em farmácias vem diluída em água comum, com sua concentração classificada em volumes - o mais fraco é o volume 10, para aplicação caseira, enquanto o 20 é mais utilizado em hospitais. Um detalhe a ser observado é que, devido a seu átomo de oxigênio adicional, a substância torna-se muito instável - quer dizer que, se for exposta ao ar, esse átomo é facilmente liberado.

Isso não apenas exige que os frascos sejam mantidos bem fechados, como faz a água oxigenada reagir quimicamente com o sangue e o plasma expostos em uma ferida, liberando o átomo de oxigênio que estava "sobrando". É essa liberação que faz o líquido borbulhar - restando, então, apenas água comum. "Ela é usada para assepsia (limpeza) de ferimentos porque, nesse processo, acaba matando 60% das bactérias que poderiam provocar uma inflamação no local" afirma José.

Você também pode gostar de:

Fechar