Mundo Estranho

O que é urinoterapia?

por Yuri Vasconcelos | Edição 93

É um tipo de terapia alternativa em que a pessoa bebe ou passa no corpo o próprio xixi para prevenir ou curar doenças e fortalecer o organismo. Por estranho que pareça, muita gente segue o tratamento. O lutador brasileiro Lyoto Machida, campeão dos meio-pesados do Ultimate Fighting Championship (UFC), por exemplo, é um dos adeptos. Apesar de ser utilizada há milênios por egípcios, chineses e indianos, ainda não há evidências científicas de que a "pipiterapia" seja realmente eficaz. Mas, se saúde é o que interessa, confira a seguir mais detalhes sobre essa e outras terapias naturais para lá de esquisitas. Xarope amargo aqui é fichinha!

Terapias de choque Tratamentos alternativos incluem desde ser "devorado" por larvas e sanguessugas até ingerir cocô alheio!

URINOTERAPIA

O que é - A ingestão do próprio xixi para fins medicinais. Pode parecer escatológico, mas 90% de nossa urina é feita de água e os 10% restantes de ureia, nutrientes e hormônios não absorvidos pelo organismo

Para que é usada - Tratamento de vários males, como alergias, doenças autoimunes, infecções, queimaduras e até câncer. O ideal é beber a primeira urina do dia, que teria alta concentração de substâncias benéficas, como cortisona. Na 2ª Guerra, por exemplo, soldados faziam xixi nas feridas para acelerar a cicatrização

TRANSFUSÃO FECAL

O que é - Uso de cocô de um doador para tratar problemas no intestino de outra pessoa. Criada por um médico australiano, a nojenta terapia consiste na aplicação das fezes alheias no intestino doente por meio de um tubo introduzido a partir do nariz.

Para que é usada - Tratamento da colite pseudomembranosa, doença causada pela bactéria Clostridium difficile. A ação do micro-organismo destrói tecidos do cólon, uma das partes do intestino grosso. Segundo alguns estudos, a taxa de sucesso gira em torno de 95%

Receita:

1. Mistura-se cerca de 30 g de cocô do doador a 50 ml de uma solução salina até formar um líquido fétido, mas homogêneo

2. Essa mistura é filtrada com um coador para retenção das partes sólidas que não foram diluídas

3. Com uma seringa, o médico injeta por volta de 25 ml da solução de cocô por um tubo enfiado no nariz do paciente e que se estende até o estômago

4. As bactérias presentes na solução fecal ajudariam no restabelecimento da flora intestinal e na reconstituição do tecido afetado do intestino

LARVATERAPIA

O que é - Uso de larvas da mosca varejeira Lucilia sericata para "limpeza" de feridas, como se fosse uma biocirurgia. O método é popular em alguns países, como no México, e já existe até criação dessas moscas especialmente para o tratamento

Para que é usada - Auxiliar no tratamento de ferimentos e úlceras de pele em pessoas com dificuldade de cicatrização, como diabéticos ou pacientes que desenvolveram escaras (feridas crônicas) por ficarem muito tempo deitados na cama

1. Cerca de 200 larvas, cultivadas livres de germes em laboratório, são colocadas sobre a ferida. O local é protegido por uma gaze e recebe um curativo

2. Lá dentro, elas se alimentam exclusivamente da pele necrosada do ferimento. Como esses tecidos não têm mais fibras nervosas, o paciente não sente nenhuma dor

3. As larvas engordam ao se alimentar da pele morta, sendo trocadas a cada dois ou quatro dias. O tratamento dura de dois a seis meses e substitui o uso de antibióticos

APIPUNTURA

O que é - Um tratamento feito com o veneno de abelhas melíferas que, segundo os adeptos, tem ação anestésica e anti-inflamatória. Na versão mais radical, o paciente é ferroado pelas próprias abelhas. Mas há versões menos dolorosas, em que o veneno é coletado e usado para produção de pomadas ou soluções injetáveis

Para que é usada - Tratamento de dores em geral, reumatismo, artrite, infecções na pele, doenças oftalmológicas e até câncer. Nada disso, no entanto, é comprovado cientificamente e nem há autorização do Ministério da Saúde para uso da substância como medicamento no país

HIRUDOTERAPIA

O que é - Uma terapia que usa sanguessugas da espécie Hirudus medicinalis, um verme aquático parente das minhocas que suga o sangue do paciente (veja ao lado). O tratamento, surgido há milhares de anos, voltou à moda e já é adotado por clínicas dos EUA, de Portugal e de Israel

Para que é usada - Tratamento de hematomas decorrentes de cirurgias plásticas e reimplantes (de dedos, orelha etc.) e para tratar a osteoartrite, desgaste das articulações que causa dor e dificuldade de movimento

1. De duas a sete sanguessugas são colocadas sobre a região do corpo que sofreu o reimplante ou a cirurgia plástica e logo passam a se alimentar do sangue da pessoa

2a. Com a sucção, o sangue vai circulando pelo local e vasos sanguíneos microscópicos que não puderam ser religados durante a cirurgia vão se refazendo

2b. Nos casos de osteoartrite, o efeito é outro. Ao chupar o sangue, a sanguessuga solta na corrente sanguínea substâncias analgésicas e anti-inflamatórias

MASSAGEM OFÍDIA

O que é - Uma massagem nas costas, no pescoço e no rosto feita por serpentes não venenosas - cujo tamanho varia de 20 cm a até 1 m - originárias dos estados americanos da Califórnia e da Flórida. A bizarrice foi inventada por Ada Barak, a dona de um hotel na cidade de Talmei Elazar, no norte de Israel

Para que é Usada - A criadora garante que o contato dos ofídios com o corpo tem efeito relaxante, sendo capaz de aliviar dores musculares e melhorar a movimentação dos pacientes. Isso, claro, se a pessoa suportar ter as danadas deslizando sobre ela...

DESCAMAÇÃO COM PEIXES

O que é - Uma técnica de pedicuro feita por peixinhos Garra rufa no salão de beleza Yvonne, no estado da Virgínia, nos EUA. As clientes mergulham os pés em tanques com cerca de cem peixes, que medem poucos centímetros e não param de dar beliscões nos dedos

Para que é Usada - Retirar cutícula, calos e células mortas dos dedos e pés. Segundo a dona do salão, as mordidas também melhoram a circulação local. Leva cerca de 30 minutos, terminando com um pedicuro "tradicional". Na Turquia, os peixinhos são usados para comer o tecido morto dos pés de pacientes que sofrem de uma doença de pele chamada psoríase

Você também pode gostar de:

Fechar