Mundo Estranho

Quais foram as maiores loucuras dos imperadores romanos?

por Roberto Navarro | Edição 51

640px-Siemiradski_Fackeln

 

Os imperadores romanos aprontaram de tudo: da nomeação de um cavalo para um alto cargo político ao assassinato de mães, pais, irmãos... Bem, pelo menos essas são as versões bizarras que, com o passar dos séculos, ganharam o status de verdade absoluta. O grande problema é que são loucuras difíceis de ser comprovadas pelos especialistas. O maior obstáculo é a credibilidade das pessoas que fizeram tais registros históricos. Muitos dos autores desses escritos eram inimigos de determinados imperadores, a quem procuravam retratar de maneira ridícula, exótica ou amalucada, usando, por exemplo, simples boatos como se fossem verdades. "A imagem negativa que temos de muitos imperadores vem do fato de que suas histórias foram redigidas, quase exclusivamente, por autores ligados ao Senado de Roma, que sempre foi hostil ao poder dos soberanos. Esses julgamentos representam uma visão preconceituosa e não uma avaliação objetiva das ações dos imperadores", afirma o historiador Norberto Guarinelo, da Universidade de São Paulo (USP). Outro ponto que precisa ser levado em conta é que as atitudes "malucas" dos imperadores romanos poderiam não ser consideradas tão loucas assim naquela época. Vale lembrar que essas histórias rolaram há quase 2 mil anos, quando os valores e costumes eram completamente diferentes dos de hoje. Por isso, dê um desconto - pequeno! - para algumas das doideiras que você vai ver aqui ao lado.

Um império muito louco Soberanos eram tão pirados que um chegou até a se castrar em público!

UMA DEMÊNCIA CAVALAR

IMPERADOR - Calígula

ÉPOCA - 37 a 41 d.C.

MAIOR ABSURDO - Provavelmente era só um boato, mas para todos os efeitos ficou para a história a versão de que Calígula teria nomeado seu cavalo Incitatus como cônsul, alto cargo de oficial público que tinha como principal função comandar exércitos.

OUTRAS LOUCURAS - Calígula ficou famoso por sua crueldade e pelas baixarias. Ele teria determinado que criminosos fossem servidos vivos como refeição para animais selvagens e foi acusado de ter transado com suas três irmãs.

GLADIADOR CAFÉ-COM-LEITE

IMPERADOR - Cômodo

ÉPOCA - 177 a 192

MAIOR ABSURDO - Cômodo costumava descer à arena para lutar como gladiador em violentos espetáculos públicos. Mas, ao contrário do que acontecia nos combates comuns, o imperador não corria grandes riscos: seus adversários sempre o deixavam vencer e depois tinham as vidas poupadas.

OUTRAS LOUCURAS - Além de se achar um gladiador invencível, Cômodo acreditava ser o semideus Hércules e exigia que o adorassem como tal.

ISSO NÃO ESTÁ CHEIRANDO BEM...

IMPERADOR - Cláudio

ÉPOCA - 41 a 54 d.C.

MAIOR ABSURDO - Desconfiado de que sua esposa promovia orgias com os amantes, ele teria ordenado que ela fosse executada, juntamente com 300 suspeitos de participar das festinhas.

OUTRAS LOUCURAS - Entre as "diversões" de Cláudio estaria o hábito de assistir às sessões onde criminosos eram torturados até a morte. Também tomava decisões folclóricas, como autorizar a livre flatulência durante os banquetes, ou seja, liberou geral o pum...

MATOU A FAMÍLIA E FOI AO SENADO

IMPERADOR - Nero

ÉPOCA - 54 a 68 d.C.

MAIOR ABSURDO - Nero jamais seria acusado de nepotismo, ou seja, de beneficiar os parentes. Ele foi responsabilizado pela morte de sua própria mãe, de sua primeira esposa e de ter mandado envenenar um meio-irmão.

OUTRAS LOUCURAS - Provavelmente não foi Nero quem provocou um incêndio arrasador em Roma. Mas isso não limpa seu "currículo" de outras bizarrices, como o suposto hábito macabro de lançar cristãos a cães ferozes e esfomeados, que os despedaçavam vivos.

CARACALA, O GRANDE... MALUCO

IMPERADOR - Caracala

ÉPOCA - 198 a 217

MAIOR ABSURDO - Mal saído da adolescência, a instabilidade mental de Caracala já preocupava aqueles que o cercavam. Em certa ocasião, quase esfaqueou o pai pelas costas, diante de todo o seu exército.

OUTRAS LOUCURAS - Detestava a esposa, que condenou ao exílio e mais tarde mandou matar. Admirador fanático de Alexandre, o Grande, passou a se vestir e a se comportar como o "ídolo".

IRMÃOS LITERALMENTE DE SANGUE

IMPERADOR - Domiciano

ÉPOCA - 81 a 96 d.C.

MAIOR ABSURDO - É acusado de ter causado a morte do próprio irmão e de ter executado um primo, além de esmagar com violência e crueldade qualquer tentativa de rebelião.

OUTRAS LOUCURAS - Paranóico e raivoso, Domiciano via suspeitos de conspiração por todos os lados, tratando-os como inimigos a serem exterminados. Implantou um regime de terror contra membros importantes do Senado e exigia ser tratado como um deus.

PRESENTE DE GREGO PARA O IMPÉRIO

IMPERADOR - Adriano

ÉPOCA - 117 a 138

MAIOR ABSURDO - Admirador da cultura de Aristóteles Cia., Adriano decidiu reconstruir a cidade sagrada dos judeus, Jerusalém, adotando o estilo grego. Esse "capricho" teria agravado a insatisfação dos judeus, que iniciaram uma violenta revolta contra Roma.

OUTRAS LOUCURAS - Adriano chegou a ser chamado de "Nero bem-sucedido" pela megalomania de suas obras públicas - por onde passava, fazia grandes monumentos.

SEM SACO PARA O PODER

IMPERADOR - Heliogábalo

ÉPOCA - 218 a 222

MAIOR ABSURDO - Com um comportamento pra lá de excêntrico, esse maluco castrou-se publicamente em nome de um culto religioso!

OUTRAS LOUCURAS - Certa vez, tentou impor aos romanos a adoração de um deus estrangeiro. O povo também acreditava que Heliogábalo era travesti, crença reforçada por seu costume de indicar para altos cargos rapazes que se destacavam só pela beleza.

Você também pode gostar de:

Fechar