Mundo Estranho

Quais são as Marinhas mais poderosas do mundo?

por Roberto Navarro | Edição 55

A primeirona é a dos Estados Unidos, seguida por Rússia, Grã-Bretanha, França e China. Mas comparar o poderio das Marinhas de países diferentes é sempre complicado. Primeiro, porque muitas informações são secretas (quase todos os barcos são feitos no próprio país) e também pelo fato de navios do mesmo tipo (como as fragatas) exercerem funções distintas em cada nação. Em tempos de armas nucleares, é comum achar que a Marinha perdeu espaço nas guerras, mas não é por aí, pois hoje vários navios são equipados com mísseis e foguetes com ogivas atômicas. O conjunto das várias embarcações que formam uma Marinha é chamado de Armada. Confira as características de algumas dessas feras dos mares!

Mergulho na frota Entenda a diferença entre cruzador, fragata, destróier...

Submarino

Tamanho - 90 a 100 metros*

Tripulação - 50 a 110 pessoas

Pode ser nuclear (movido por um reator atômico) ou convencional (impulsionado por motores a diesel e baterias elétricas). Decisivo, transporta torpedos e mísseis balísticos com ogivas nucleares de alcance intercontinental

Fragata

Tamanho - 130 metros*

Tripulação - 250 pessoas

Pouco menor que um cruzador, é impulsionado por motores a vapor ou a gás. Carrega helicópteros utilizados na caça a submarinos. Seu armamento inclui mísseis teleguiados para atingir alvos em terra

Cruzador

Tamanho - 180 metros*

Tripulação - 360 pessoas

É pequeno, de grande velocidade e alcance. Armado com canhões e mísseis antiaéreos e antinavio, além de dez canhões de tiro rápido. São movidos a gás ou vapor, mas alguns modelos mais recentes utilizam energia nuclear

Porta-aviões

Tamanho - 320 metros*

Tripulação - 1 900 pessoas

Movido por energia nuclear ou turbinas a vapor, carrega canhões antiaéreos (para atacar aviões inimigos), mísseis de longo alcance (alguns com ogivas nucleares), além, claro, dos mais de 80 aviões de caça e bombardeio

Contra-torpedeiro

Tamanho - 220 metros*

Tripulação - 150 pessoas

Também chamado de destróier, é rápido e fácil de manobrar. Sua função principal é eliminar minas marítimas e combater os navios que as colocam. Movido por turbinas a gás, possui canhões de tiro rápido, torpedos e mísseis antiaéreos

* tamanho aproximado

As cinco maiores marinhas do planeta (e o Brasil) As potências marítimas investem pesado em suas Armadas. O Brasil, apesar de seu enorme litoral, está bem longe dessa realidade

Países - Estados Unidos

Submarinos - 14 nucleares e 54 convencionais

Fragatas - 30

Cruzadores - 27

Porta-aviões - 10 nucleares e 2 convencionais

Contra-torpedeiros - 48

Países - Rússia

Submarinos - 16 nucleares e 44 convencionais

Fragatas - 43

Cruzadores - 5

Porta-aviões - 1 convencional

Contra-torpedeiros - 16

Países - Grã-Bretanha

Submarinos - 4 nucleares e 13 convencionais

Fragatas - 20

Cruzadores - 0

Porta-aviões - 3 convencionais

Contra-torpedeiros - 14

Países - França

Submarinos - 4 nucleares e 6 convencionais

Fragatas - 20

Cruzadores - 0

Porta-aviões - 1 convencional

Contra-torpedeiros - 12

Países - China

Submarinos - 1 nuclear e 48 convencionais

Fragatas - 43

Cruzadores - 0

Porta-aviões - 0

Contra-torpedeiros - 22

Países - Brasil

Submarinos - 5 convencionais

Fragatas - 9

Cruzadores - 0

Porta-aviões - 1 convencional

Contra-torpedeiros - 1

Você também pode gostar de:

Fechar