Mundo Estranho

Quais são as principais raças de cavalo?

por Yuri Vasconcelos | Edição 27

Árabe, Puro Sangue Inglês, Lusitano, Andaluz, Percheron, Quarto de Milha e Appaloosa são consideradas as principais raças de cavalo. "Elas são as mais numerosas, as que têm o maior número de criadores e também as mais versáteis. O Quarto de Milha é o mais veloz. Imbatível em provas curtas, ele atinge 80 km/h e faz 400 metros em apenas 20 segundos. Já o Puro Sangue Inglês é ideal para corridas de mil a 3 mil metros", diz o criador de Puro Sangue Inglês Nélson Bruno Cilla, gerente de marketing do Jockey Clube de São Paulo. Aqui no Brasil, outras duas raças têm lugar na lista dos principais cavalos: o Mangalarga e o Campolina, que surgiram no século 19, desenvolvidos por criadores nacionais. Embora todos os cavalos existentes no planeta façam parte de uma única espécie, a Equus caballus, existem centenas de diferentes raças no mundo. Elas foram surgindo ou sendo criadas de acordo com o ambiente onde o animal se encontrava e também para satisfazer as necessidades do homem, que queria acentuar determinada característica do bicho, como força, velocidade, destreza, elegância etc. Alguns especialistas dividem as raças em quatro grandes grupos: pôneis (animais com menos de 1,44 metro), cavalos de sangue frio (eqüinos destinados a trabalhos pesados, como o Percheron), cavalos de sangue quente (todas as raças de sela e de desporto, como Appaloosa, Lusitana, Andaluz e Quarto de Milha) e cavalos de sangue muito quente (cuja característica principal é o temperamento altivo e orgulhoso do animal, como o Árabe e o Puro Sangue Inglês). Os eqüinos foram domesticados há mais de 3 mil anos e descendem de um animal pré-histórico que viveu há cerca de 50 milhões de anos, chamado Hyracotherium.

Mergulhe nessa

Na Livraria:

Tudo sobre Cavalos: Um Guia Mundial de 200 Raças, Caroline Silver, Martins Fontes, 2000

Cavalos, Elwyn Hartley Edwards, Ediouro, 1995

Na Internet:

www.tudosobrecavalos.com

www.imh.org/imh/bw/home2.html

Pangaré não tem vez Cavalos mais caros do mundo podem valer até 4 milhões de dólares

ÁRABE

Altura: entre 1,47 e 1,57 metro

Uso: sela, corridas, saltos de obstáculos, lida do gado, lazer e shows

É a raça mais antiga do mundo e deu origem a todas as outras. Existem registros de sua existência na câmara mortuária de um faraó egípcio que viveu no século 20 a.C. Era um animal muito rústico, criado por beduínos que viviam na península Arábica. Serviu de montaria para famosos conquistadores, como Alexandre, o Grande, e Napoleão

APPALOOSA

Altura: entre 1,47 e 1,57 metro*

Uso: sela e esportes

O Appaloosa foi desenvolvido por índios nez percé, da América do Norte. Tem esse nome em função do rio Palouse, que cortava as terras onde a tribo vivia, no noroeste dos Estados Unidos. Usado em competições de corridas e saltos, ele tem manchas e pintas pelo corpo

QUARTO DE MILHA

Altura: entre 1,52 e 1,62 metro

Uso: sela, corridas, saltos de obstáculos e lida do gado

A raça surgiu a partir dos cavalos selvagens mustangues, trazidos para a América do Norte por colonizadores espanhóis no final do século 18. Sua grande performance como corredor de curta distância se deve à força muscular, que lhe permite arrancar com muita agilidade

ANDALUZ

Altura: cerca de 1,57 metro

Uso: sela, touradas, adestramento e shows

Em Portugal, também é chamado de Puro Sangue Lusitano e, na Espanha, de Raça Pura Espanhola. Típico do sul da península Ibérica, o Andaluz é o mais antigo cavalo de sela da civilização ocidental. Embora não seja muito veloz, é ágil e atlético

PERCHERON

Altura: entre 1,5 e 1,8 metro

Uso: sela, tração, competições de carruagem e desfiles comemorativos

Originário da região de Le Perche, no nordeste da França, é elegante, tem porte vigoroso e é o mais alto entre as principais raças. Ao mesmo tempo, é dócil e fácil de domar. Na França, existem duas versões: o Postier e o Trait (maior e mais forte)

PURO SANGUE INGLÊS

Altura: entre 1,62 e 1,67 metro

Uso: sela, corridas planas e esportes

Principal cavalo de corrida do mundo, o Puro Sangue Inglês (PSI) surgiu na Inglaterra, no final do século 17, após a importação de cavalos árabes. É a raça mais cara: um garanhão chamado Cigar chegou a ser avaliado em 4 milhões de dólares! É um cavalo corajoso e com bom vigor físico

LUSITANO

Altura: entre 1,52 e 1,62 metro

Uso: sela, touradas, adestramento e shows

Muito parecido com o Andaluz, ele é o preferido dos toureiros de Portugal. Nos últimos anos, conquistou admiradores mundo afora, inclusive no Brasil. Algumas das principais características do Lusitano são a bravura, a força, a robustez e a grande agilidade

Versão brasileira Mangalarga e Campolina se destacam nos haras daqui

As duas principais raças do Brasil possuem o mesmo porte, cerca de 1,55 metro de altura, e também têm em comum a utilidade para passeios e enduros. Mas o Mangalarga e o Campolina possuem algumas diferenças: o primeiro é ainda utilizado em esportes ou na lida com o gado, enquanto o segundo funciona bem como animal de tração. O Mangalarga descende de garanhões da raça Alter (que chegaram ao Brasil no início do século 19) e de éguas nativas de origem ibérica. O Campolina, por sua vez, recebeu esse nome em homenagem ao criador da raça, Cassiano Antônio da Silva Campolina, que começou a desenvolvê-la em 1870, em Minas Gerais.

Você também pode gostar de:

Fechar