Mundo Estranho

Qual é a diferença entre espanhol e castelhano?

Na prática, nenhuma. "O vocabulário é o mesmo, a grafia das palavras e as regras gramaticais também. A diferença é que os termos surgiram em épocas diferentes", diz a lingüista Neide Maia González, da Universidade de São Paulo (USP). A palavra castelhano é mais antiga. Ela remonta ao reino de Castela, na Idade Média, quando a Espanha ainda não existia. Quando o país começou a se consolidar, no século 13, o reino de Castela se impôs aos outros territórios da região que hoje formam a Espanha. Por causa dessa liderança, o castelhano, um dialeto com forte influência do latim, acabou sendo adotado como língua oficial do novo país em 1492, com a unificação dos reinos que correspondem à Espanha atual. A razão por que alguns países optam por chamar o idioma de castelhano e outros de espanhol é apenas política: você dificilmente vai ouvir um argentino dizendo que fala espanhol, já que o nome remete ao período colonial. "Por esse motivo, o termo castelhano é mais usado na América do Sul. Já o espanhol é comum no Caribe, no México e nas áreas de fronteira com outra grande língua, o inglês. Na Espanha, o uso dos termos depende da região: no norte, as pessoas se referem à língua como castelhano. Na Andaluzia e nas ilhas Canárias, o idioma é chamado de espanhol", afirma outro lingüista, Francisco Moreno Fernández, diretor do Instituto Cervantes, nos Estados Unidos.

Você também pode gostar de:

Fechar