Mundo Estranho

Qual é o fóssil humano mais antigo?

Há controvérsias. Quanto ao mais famoso desse time não restam dúvidas: é uma mocinha de 20 anos e 1,20 metro de altura, provavelmente morta por um crocodilo, e que passou cerca de 3,2 milhões de anos sob as areias da Etiópia até ser descoberta em 1974. Durante algum tempo, Lucy, essa Australopithecus afarensis, foi tida como nossa Eva. Mais recentemente, uma equipe liderada pelo paleontólogo Yohannes Haile-Selassie, da Universidade da Califórnia, encontrou restos de indivíduos que viveram nessa mesma região da África, também há 3,2 milhões de anos. A novidade é que esses foram classificados como sendo de uma subespécie primitiva, batizada de Ardipithecus ramidus kadabba. Depois surgiu, no Quênia, o fóssil do crânio de alguém que viveu há cerca de 3,5 milhões de anos - 200 000 anos antes de Lucy e seus contemporâneos, portanto.

Finalmente, de novo no Quênia, encontraram restos de uma criatura que teria vivido há 6 milhões de anos e representaria assim o mais antigo hominídeo já identificado. Segundos seus descobridores, trata-se de uma nova espécie, que recebeu o nome de Orrorin tugenensis. Mas o achado vem sendo questionado por outros cientistas, para quem o Orrorin pertenceria a uma espécie completamente diferente, sem nenhuma relação com a nossa. Convém aguardar os próximos velhos capítulos da história.

O esqueleto de Lucy, que deixou de ser o fóssil mais antigo mas continua famosa

Você também pode gostar de:

Fechar