Mundo Estranho

Qual é o maior felino do mundo?

por Yuri Vasconcelos | Edição 25

640px-Panthera_tigris_-Franklin_Park_Zoo,_Massachusetts,_USA-8a_(2)

O leão, todo mundo sabe, é o rei dos animais, mas não leva o título de maior felino do planeta. Esse trono pertence ao tigre (Panthera tigris), que pode atingir 2,2 metros de comprimento - sem contar a cauda, que tem mais 1 metro. Para comparar, o leão (Panthera leo) mede entre 1,8 e 2,1 metros. Já no peso ambos empatam: têm, em média, 230 quilos, embora alguns tigres possam chegar perto dos 300 quilos. Os dois felinos também rivalizam na força e na ferocidade, por isso são os mais temidos predadores do reino animal. Eles, porém, vivem bem distantes um do outro. Enquanto os leões se espalham pela África, os tigres habitam exclusivamente o continente asiático. Os especialistas acreditam que o maior felino do planeta seja originário da Sibéria, região gelada localizada no norte da Ásia. Ao longo dos séculos, os tigres teriam se deslocado, sendo que hoje podem ser encontrados do extremo leste da Rússia ao sul do continente, passando pela China e pela Índia. Os biólogos costumam dividir esse animal em oito subespécies, graças a pequenas diferenças anatômicas e de tamanho entre elas. Os tigres encontrados mais ao sul da Ásia são menores e têm o pêlo mais brilhante que os do norte - onde vive, por exemplo, o maior deles, o tigre siberiano (Panthera tigris altaica). Apesar de ser um animal terrestre, esse felino é conhecido por sua habilidade em nadar e escalar árvores. Embora pese mais de 200 quilos, ele também é capaz de dar saltos que atingem quase 10 metros de distância. Esse desempenho na hora do "bote" compensa uma deficiência do grande bichano como caçador: sua visão não é das melhores e ele precisa se guiar principalmente pelo olfato e pela audição. Quando captura uma presa, porém, sai de baixo! Um tigre é capaz de devorar até 35 quilos de carne de uma só vez. A sorte é que os seres humanos não fazem parte do seu cardápio. Os raros ataques que ocorrem em geral partem de felinos velhos e doentes, incapazes de caçar animais.

Mergulhe nessa

Na livraria:

The Tiger, Carl R. Green, Enslow Publishers, 2003

Big Cats, Andrew Cleave, Smithmark, 1996

Na internet:

www.5tigers.org

http://animaldiversity.ummz.umich.edu/accounts/panthera/p._tigris$narrative.html

Vida de tigre O grande bichano gosta de caçar à noite e pode ter dezenas de relações sexuais num só dia

Máquina sexual

A fêmea só está receptiva para o acasalamento durante poucos dias por ano. Por isso, para não desperdiçar a rara oportunidade, o casal pode copular mais de 50 vezes em um único dia! Nas regiões mais frias, o acasalamento ocorre no inverno para que os filhotes nasçam na primavera, com a temperatura mais amena

Versão desbotada

Os tigres são divididos em oito subespécies ou raças. Três delas foram dizimadas e as outras estão ameaçadas de extinção. Existem indivíduos com coloração branca que são, em geral, uma variação da subespécie tigre-de-bengala. Essas feras não são albinas, pois têm olhos azuis — e não rosa, como ocorre nos casos de albinismo

Impressão digital

A bonita pelagem alaranjada e com listas pretas espalhadas pela cara e pelo corpo é uma marca registrada do animal. E, mais que isso, é também uma espécie de impressão digital para a fera. Não existem dois tigres no mundo com o mesmo padrão de manchas

Harém territorial

Os tigres são animais solitários. Deixando marcas de urina, fezes e ranhuras nas árvores, os machos dominam uma área de até 100 quilômetros quadrados. As fêmeas possuem um território com um quinto desse tamanho. Normalmente a área de um macho avança pela de várias fêmeas, que passam a compor uma espécie de harém para ele

Ataque noturno

O tigre gosta de caçar à noite e, geralmente, sozinho. Guiado pelo olfato, ele rasteja em silêncio até ficar pertinho de sua vítima e, então, dá o bote. Sua patada é tão forte que pode matar a presa. Quando isso não acontece, ele crava os dentes no pescoço do bicho. Entre suas vítimas preferenciais estão veados e búfalos

Gravidez relâmpago

O período de gestação dos tigres é curto, cerca de 100 dias. As ninhadas são formadas por três ou quatro animais, que nascem com apenas 30 centímetros. Nos dois primeiros anos de vida, quando não estão prontos para caçar sozinhos, os filhotes permanecem com a mãe

Barbicha em vez de juba

Os machos são maiores que as fêmeas, mas é difícil identificar à primeira vista quem é quem. O problema é que, diferentemente do leão, o tigre não tem juba para se destacar das fêmeas da espécie. O máximo que alguns indivíduos mais velhos apresentam é uma espécie de barbicha na região das bochechas

Você também pode gostar de:

Fechar