Mundo Estranho

Qual é o veneno mais venenoso do mundo?

por Yuri Vasconcelos | Edição 92

É a toxina botulínica, uma proteína produzida pela bactéria Clostridium botulinum, causadora do botulismo, intoxicação alimentar rara, mas que pode ser fatal. O poder mortífero de um veneno é medido pela chamada "dose letal 50" (DL50), que é a quantidade capaz de matar, em até 14 dias, metade de uma população de animais usados para teste. No homem, a DL50 da toxina botulínica é de apenas 0,4 nanograma por quilo - um nanograma equivale a um bilionésimo de grama. Ou seja, para aniquilar um jovem de 50 quilos, por exemplo, seria preciso apenas irrisórios 20 nanogramas do composto! Há milhares de tipos de veneno - que podem ter origem animal, mineral, vegetal ou ser produzidos em laboratório -, e, ao longo da história, vários têm sido usados para matar. Confira a lista das substâncias mais letais que existem - e fique longe delas!

 

qual-e-o-veneno-mais-venenoso-do-mundo

 

Mantenha distância

Substâncias mais letais do planeta são toxinas de bactérias

8. CIANURETO

Origem - Vegetais, como a mandioca, ou sintetizado em laboratório

Forma de contaminação - Ingestão ou inalação

Dose letal* - 5 miligrama/kg

Antídoto - Nitrito de sódio

Também chamado de cianeto, esse composto existe na forma de gás ou de pó. Ele destrói as células do sangue, causa parada respiratória e debilita o sistema nervoso central. Após a derrota alemã na Segunda Guerra, muitos oficiais nazistas se mataram engolindo uma cápsula de cianureto

7. ESTRICNINA

Origem -Planta Strychnos nux vomica

Forma de contaminação - Ingestão, inalação ou contato com a pele

Dose letal* - 2,3 miligrama/kg

Antídoto - Não tem. Diazepan intravenoso ameniza os sintomas

Sintetizada no início do século 19, a estricnina é um pó usado como pesticida para matar ratos. O envenenamento gera convulsões, espasmos musculares e morte por asfixia. Apesar disso, no passado já foi usada como anabolizante, para aumentar as contrações musculares de atletas!

6. SARIN

Origem -Sintetizado em laboratório

Forma de contaminação - Inalação

Dose letal* - 0,5 miligrama/kg

Antídoto - O remédio atropina

Criado pelos nazistas em 1939, o gás sarin é uma das armas químicas mais poderosas que existem. Em contato com o organismo, o veneno debilita os músculos, causando parada cardíaca e respiratória. Foi esse o gás usado num atentado ao metrô de Tóquio em 1995, que matou 12 pessoas e feriu outras 5 mil

5. RICINA

Origem -Mamona (Ricinus communis)

Forma de contaminação - Ingestão ou inalação da substância

Dose letal* - 22 microgramas/kg

Antídoto - Não tem

Considerada o mais letal veneno de origem vegetal, a ricina é uma proteína isolada das sementes da mamona. O envenenamento provoca dor de estômago, diarreia e vômito com sangue. Uma semente de mamona tem ricina suficiente para matar uma criança. De tão letal, é usada até em ataques bioterroristas

4. TOXINA DIFTÉRICA

Origem -Bacilo Corynebacterium diphtheriae

Forma de contaminação - Gotículas de saliva da fala ou espirro de pessoas contaminadas

Dose letal* - 100 nanogramas/kg

Antídoto - Soro antidfitérico

O sujeito que se contamina com essa toxina pena um bocado com uma doença infecciosa aguda, a difteria, que atinge órgãos vitais, como coração, fígado e rins. Há vacina contra difteria, mas a taxa de letalidade ainda é bastante alta, beirando os 20%

3. SHIGA-TOXINA

Origem -Bactérias dos gêneros Shigella e Escherichia

Forma de contaminação - Ingestão de bebidas ou alimentos contaminados

Dose letal* - 1 nanograma/kg

Antídoto - Não tem. Tratam-se os sintomas até o veneno ser expelido pelo corpo

A intoxicação causa uma diarreia tão forte que pode levar à morte. O veneno destrói a mucosa do intestino, causando hemorragia e impedindo a absorção de água. A pessoa fica desidratada e faz cocô com sangue. Se não for tratada, mata 10% dos afetados

2. TOXINA TETÂNICA

Origem - Bactéria Clostridium tetani

Forma de contaminação - Contato dos esporos da bactéria com ferimentos na pele

Dose letal* - 1 nanograma/kg

Antídoto - Soro antitetânico

Essa é a toxina causadora do tétano, doença que ataca o sistema nervoso provocando espasmos musculares, dificuldade de deglutição, rigidez muscular do abdome e taquicardia. Estima-se que 300 mil pessoas se contaminem com o veneno por ano no mundo - desse total, metade morre!

0,00005 mg de toxina botulínica mataria:

1. TOXINA BOTULÍNICA

Origem - Bactéria Clostridium botulinum

Forma de contaminação - Inalação ou ingestão de água ou alimentos contaminados

Dose letal* - 0,4 nanograma/kg

Antídoto - Antitoxina trivalente equina

Dez mil vezes mais potente do que os venenos de cobra, essa toxina age sobre o sistema neurológico, causando paralisia dos músculos respiratórios e morte. Curiosamente, em pequenas doses, essa substância é usada em tratamentos estéticos para amenizar rugas - é o famoso Botox

* dose letal caso os animais tivessem a mesma constituição biológica do homem

Consultoria - Cyro Hauaji Zacarias, biomédico, consultor em toxicologia e mestrando da Universidade de São Paulo (USP)

Você também pode gostar de:

Fechar