Mundo Estranho

Quando surgiu a Cruz Vermelha?

Essa organização humanitária surgiu em 1863, resultado direto dos esforços do suíço Henri Dunant. Durante uma viagem de negócios pela Itália, em 1859, ele testemunhou a Batalha de Solferino, travada entre tropas austríacas e francesas, que teve quase 40 mil baixas. Impressionado com a tragédia, Dunant organizou os serviços para atender os feridos de ambos os lados. Três anos depois, publicou o livro Un Souvenir de Solférino ("Uma Lembrança de Solferino"), no qual contava sua experiência e sugeria a formação de sociedades voluntárias para ajudar e proteger os feridos de guerra. O livro despertou a opinião pública européia para o problema. "O desenvolvimento da Cruz Vermelha é um produto típico da Europa do século 19. A guerra era então encarada como um mal necessário. Portanto, a proposta de fazer o máximo possível para limitar o sofrimento humano tornou-se popular", diz o jornalista inglês Kim Gordon-Bates, porta-voz da Cruz Vermelha.

Em 1863, Dunant foi nomeado pelas autoridades suíças para um comitê que passou a viabilizar suas propostas humanitárias. Assim nascia a Cruz Vermelha. Dunant tratou de expandir sua idéia para outros países ao convocar uma conferência sobre o assunto com representantes de várias nações. E, em 1864, foi assinado um tratado internacional - o primeiro das famosas Convenções de Genebra - que, entre outras medidas, garantia neutralidade ao pessoal médico que trabalhasse nas guerras . "Hoje a entidade age tendo como base legal o seu reconhecimento pelas Convenções de Genebra. Em teoria, governo algum pode impedir a entrada de agentes médicos num campo de prisioneiros, por exemplo", diz Gordon-Bates. Quando começou organizar a criação da Cruz Vermelha, Henri Dunant era um empresário milionário. Mas ele acabou indo à falência ao dedicar mais tempo às atividades humanitárias do que aos seus negócios, chegando a virar um mendigo de rua numa pequena cidade suíça.

Doente, foi redescoberto por um admirador, que conseguiu interná-lo num sanatório. Em 1901, Dunant recuperou o reconhecimento mundial e teve seus esforços humanitários recompensados ao se tornar o primeiro ganhador do Prêmio Nobel da Paz.

Dois símbolos Nos países muçulmanos, uma Lua identifica as equipes médicas

A cruz vermelha foi escolhida como símbolo das organizações médicas voluntárias em um tratado internacional assinado em 1864

Os muçulmanos questionaram a cruz como símbolo. Em 1906, adotaram o Crescente Vermelho como símbolo e como nome da mesma organização

Você também pode gostar de:

Fechar