Mundo Estranho

Se o hipopótamo é herbívoro, por que ele ataca o ser humano?

por Yuri Vasconcelos | Edição 60

640px-Bocca_ippopotamo_bioparco

Os hipopótamos são animais extremamente territorialistas e costumam avançar sobre pessoas e bichos que invadam seu habitat. Apesar da aparência pacata, eles superam animais mais ferozes, como leões e tubarões, no número de ataques a seres humanos, sendo que a maior parte das investidas acontece quando os hipopótamos estão na água. Encontrados apenas na África, eles vivem em bandos de 30 indivíduos, em média, liderados por um macho. Corpulentos, chegam a pesar mais de 3 toneladas e medir 3,5 metros. Para escapar do calor africano, passam o dia mergulhados em lagos ou rios e saem à noite para pastar. Apesar do corpo pesado, são capazes de correr curtas distâncias a 50 km/h! Hoje só existem duas espécies do animal: o hipopótamo comum (Hipopotamus amphibius) e o pigmeu (Hexaprotodon liberiensis), que tem o tamanho de um porco e é encontrado em florestas tropicais africanas. Ao contrário de seu "primo" mais conhecido, os pigmeus são animais solitários ou que vivem em pares. Estima-se que existam no máximo 3 mil hipos pigmeus no planeta.

Mergulhe nessa

Livro

• The Hippos - Natural History and Conservation Keith Eltringham, Academic Press, 1999

Site

• http://animaldiversity.ummz.umich.edu/site/accounts/information/Hippopotamus_amphibius.html

• www.webciencia.com/14_hipo.htm

Bom de boca Hipos têm dentes com mais de 30 cm de comprimento e podem arrancar pernas e braços de uma pessoa

1. Boa parte dos ataques a seres humanos ocorre quando a pessoa está em uma canoa. Especialistas acreditam que os hipopótamos confundam o barco com crocodilos, um dos maiores predadores de seus filhotes

2. Na hora do ataque, os hipos partem pra cima dando dentadas para todos os lados. Assim, estraçalham a canoa e derrubam seus ocupantes na água. "Muita gente também se apavora e pula na água", afirma o biólogo alemão Hans Klingel, estudioso do comportamento desses animais

3. Depois que a pessoa cai na água, o hipo continua mordendo e é capaz de arrancar um braço ou uma perna. A ferocidade desse peso pesado faz com que ele seja responsável pelo maior número de mortes causadas por animais selvagens de grande porte na África

4. A principal arma do hipopótamo é a enorme boca, que atinge uma abertura de até 180 graus, com uma distância de 1,2 metro entre a parte de cima e a de baixo. Dentro dela há longos e afiados caninos, que chegam a superar os 30 centímetros de comprimento — maior do que seu antebraço, leitor!

Vidas secas Fora da água, animal precisa de proteção extras

FILTRO SOLAR

Apesar de espessa, a pele do hipopótamo é muito sensível a queimaduras do sol. Por isso, glândulas sob sua pele liberam um líquido viscoso que funciona como um eficiente protetor solar. Como esse líquido é avermelhado, surgiu o mito de que o animal sua sangue

PARCEIRO BICÃO

Os hipopótamos também contam com outro protetor: os passarinhos pica-bois, que vivem bicando as costas dos hipos. Nessa espécie de faxina, os passarinhos comem parasitas da pele do animal — uma troca de favores chamada pelos biólogos de comensalismo

Mergulho autônomo Ele pode permanecer submerso por até cinco minutos

REI DO RIO

Dono de um fôlego invejável, o hipopótamo permanece até cinco minutos debaixo d’água. Para isso, possui adaptações em seu corpo, como membranas nas orelhas e válvulas nas narinas para tapá-las durante o mergulho

NADO LIVRE

O corpo dos hipos é muito denso para que eles possam nadar. Para se deslocar na água, eles caminham no fundo do rio, numa espécie de galope em câmera lenta, tocando levemente o solo com a ponta dos dedos

Você também pode gostar de:

Fechar