Logo ME

Que animais já foram mandados para o espaço?

Laika monumento

Laika, o primeiro animal a entrar em órbita

Cachorros, macacos, tartarugas e até aranhas e moscas já tiveram o privilégio de dar uma voltinha no espaço. A aventura desses, e de vários outros bichos, prestou um grande serviço à humanidade. Eles ajudaram os cientistas a compreender os efeitos dos vôos espaciais, principalmente da microgravidade, sobre organismos vivos. Alguns animais chegaram a ser cobaias para testes com as roupas que seriam usadas depois pelos astronautas. Os primeiros bichos a voar foram moscas-das-frutas, enviadas junto com sementes numa espaçonave americana em julho de 1946. O objetivo dos cientistas era estudar os efeitos da exposição à radiação em altitudes elevadas. Na ilustração abaixo, a gente apresenta alguns “bichonautas”, que, como os famosos Yuri Gagarin e Neil Armstrong, tiveram a rara oportunidade de comprovar que a Terra é mesmo azul.

LEIA TAMBÉM:

– Como um satélite fica em órbita?

– Como é o lançamento de um foguete?

– Que tipos de satélites orbitam a Terra?

– Um balão de São João pode entrar em órbita?

Arca espacial Primeiro cachorro e primeiro macaco não resistiram à viagem

Macaco Albert II

Data do vôo – 14/6/1949

País – Estados Unidos

Objetivo da viagem – Estudar os efeitos do espaço no organismo animal

Albert II foi o primeiro macaco a ser enviado num vôo suborbital, em que a espaçonave sobe a uma altitude suficiente para atingir o espaço, mas não tem velocidade suficiente para ficar girando na órbita da Terra. O pobre bichonauta teve um destino trágico: morreu na aterrissagem

Cadela Laika

Data do vôo – 3/11/1957

País – União Soviética

Objetivo da viagem – Saber se um animal era capaz de permanecer na órbita da Terra

Essa cadelinha soviética entrou para a posteridade como o primeiro animal a fazer um vôo na órbita da Terra. Ela foi a única tripulante da nave Sputnik 2, mas não resistiu à experiência e morreu durante a missão. Depois dela, vários cães fizeram vôos orbitais

Gato Felix

Data do vôo – 18/10/1963

País – França

Objetivo da viagem – Observar os efeitos da microgravidade sobre o cérebro do animal

Há quem diga que Felix, na verdade, era uma gatinha chamada Felicette. Seja como for, o bichano francês foi o primeiro felino a viajar para o espaço. Ele voou com vários eletrodos conectados à cabeça e teve um final feliz: foi recuperado com vida

Cães Veterok e Ugolyok

Data do vôo – 22/2/1966

País – União Soviética

Objetivo da viagem – Observar efeitos da microgravidade a longo prazo

Vigiados por equipamentos de vídeo e de telemetria, esses dois cães russos embarcaram na espaçonave Voskhod 3 e permaneceram na órbita terrestre por 22 dias. A dupla estabeleceu um recorde de tempo no espaço que até hoje não foi batido por nenhum outro cachorro

Aranha Arabella

Data do vôo – 28/7/1973

País – Estados Unidos

Objetivo da viagem – Observar se as aranhas eram capazes de fiar uma teia no espaço

A estação espacial americana Skylab 3 foi, durante 59 dias, o lar de Arabella, uma aranha da espécie Araneus diadematus. Durante sua permanência no espaço, ela não decepcionou e trabalhou incessantemente na construção de uma bela teia