Logo ME

O que é TOC?

Só é considerado compulsão o “ritual” que ocupa mais de uma hora por dia e atrapalha a vida social ou ocupacional de alguém

TOC

O transtorno obsessivo-compulsivo é um distúrbio psicológico caracterizado por obsessões e/ou compulsões.

Obsessões são pensamentos ruins que surgem de forma intrusiva. Compulsões são atos repetidos em resposta à obsessão ou segundo alguma regra rígida. Quem sofre de transtorno obsessivo-compulsivo pode ter uma obsessão, uma compulsão, ou ambas; relacionadas ou não. Exemplo: alguém que apaga e acende a luz 20 vezes (compulsão) porque “acha” que caso contrário sua mãe morrerá (obsessão). Imagens cerebrais sugerem que a condição tenha a ver com uma disfunção em três regiões cerebrais – córtex orbitofrontal, corpo estriado e giro do cíngulo anterior – que controlam tomada de decisões, motivação, movimentos, funções autonômicas (como pressão sanguínea), antecipação de recompensas, empatia, impulsos e emoção.

SÉRIE DISTÚRBIOS PSICOLÓGICOS

1 – O que é TOC?

2 – O que é esquizofrenia?

3 – O que é distúrbio bipolar?

4 – O que é distúrbio de déficit de atenção?

5 – O que é psicopatia?

Compulsões comuns

Só é considerado compulsão o “ritual” que ocupa mais de uma hora por dia e atrapalhar a vida social ou ocupacional

Tá limpeza
Lavar-se ou higienizar o ambiente de modo excessivo é uma compulsão comum, geralmente ligada a uma obsessão sobre “contaminação”. Mas como definir o excesso? Lavar as mãos com frequência é normal, já tomar um banho escaldante por horas se escovando com uma esponja de aço não é. E o ato compulsivo não é prazeroso: no máximo, alivia uma ansiedade

Contagem aflitiva
Algumas compulsões não se manifestam em gestos. É o caso da contagem e da repetição de palavras. Os que sofrem essa condição passam um tempão contando mentalmente ou repetindo uma palavra ou frase dentro da cabeça. O sofrimento que elas causam geralmente não fica evidente aos demais, mas pode causar exaustão mental

Tudo sempre alinhadinho
Passar horas organizando objetos é outra compulsão conhecida, e que em muitos casos tem ligação direta com uma obsessão por simetria. A pessoa pode passar horas organizando, por exemplo, uma dúzia de canetas, alinhadas ao centro de uma mesa, só porque ao final as coisas “parecem mais certas”

Obsessões comuns

Numa obsessão de verdade, os pensamentos têm que ser recorrentes e causar stress significativo

Pensamentos-tabu
O termo designa um guarda-chuva de pensamentos “proibidos”, relacionados a agressão, sexualidade e religião, por exemplo. Quem sofre dessa obsessão pode se sentir tentado a passar com o carro em cima de pessoas na calçada, e tentar reprimir isso com um outro pensamento ou com uma compulsão. É a obsessão mais presente entre adolescentes

Medo de danos
O medo desproporcional de que há algum perigo à espreita e que alguém amado vai sofrer ou se machucar. É comum que se manifeste em compulsões como checar a tranca da porta 30 vezes. Mas também pode manifestar-se em comportamentos menos “racionais”, como contar mentalmente ou manter o volume do som sempre em um número ímpar

Contaminação
O medo de que algo invisível cause envenenamento pode se aplicar a medicamentos ou alimentos. Essa obsessão é capaz de tornar um tratamento médico simples em um pesadelo. Outra possibilidade é que a pessoa estenda suas restrições a membros da família, proibindo visitas de pessoas “contaminadas” à casa, por exemplo

Distúrbios relacionados

Distúrbio dismórfico
Preocupação com “falhas” físicas que não são visíveis aos outros. Quem sofre dessa condição passa horas tentando corrigir as “falhas”

Tricotilomania
Compulsão por arrancar pelos e cabelos. Não tem a ver com aparência física, mas com ansiedade, tédio ou sensação de alívio ao arrancar o cabelo

Escoriação
Envolve cutucar a pele até que se criem lesões. Não tem relação com alucinações nem com tentativas de autoflagelamento

Acumulação
A dificuldade de se livrar de posses, qualquer que seja o valor, já virou até atração de TV. Pode rolar por stress ao se livrar das coisas ou a um sentimento de que é preciso guardá-las para “depois”

Galeria de pacientes

Figuras notáveis diagnosticadas com TOC

DAVID BECKHAM
O ex-jogador inglês de futebol tem obsessão por simetria, que também se manifesta em aversão a números ímpares

HOWARD HUGHES
O magnata americano tinha obsessão com contaminação e compulsões de organização, entre outras

NIKOLA TESLA
O gênio da eletricidade tinha obsessão com contaminação e com o “3” – dava três voltas no quarteirão antes de entrar em alguns lugares

FONTES Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders (DSM), edição 5, da Associação Psiquiátrica Americana; Consultoria Leda Arruda Chaves, psicóloga graduada pela PUC-SP

Newsletter Conteúdo exclusivo para você
E-mail inválido warning
doneCadastro realizado com sucesso!