Logo ME

Quais são o maior navio, o maior avião e o maior submarino do mundo?

O maior navio que circula hoje pelo mundo é um petroleiro. Foi desenvolvido na Grécia e vendido para um chinês. Durante a guerra entre Irã e Iraque ele sofreu avarias e retornou para o estaleiro. Em 1991, voltou à ativa, já com a bandeira de uma companhia norueguesa. Quando está completamente cheio (carregando mais de 4 milhões de barris de petróleo), afunda tanto que não consegue passar pelos canais da Mancha, de Suez ou do Panamá

País – Noruega

Ano de construção – Entre 1979 e 1981

Comprimento – 458,6 metros

Largura – 69 metros

Tripulação – 40 pessoas

Altura – 69 metros

Avião – Antonov An-225

Este cargueiro voador russo foi desenvolvido para transportar cargas realmente de peso, como foguetes e ônibus espaciais, que levariam ao chão qualquer avião de carga convencional. Apesar de robusto o suficiente para decolar com peso total de até 640 toneladas, as seis turbinas permitem que o AN-225 atinja 800 km/h. Entre os aviões, o seu gigantismo só é batido em um quesito: envergadura das asas, cujo campeão é o Hughes H-4 Hercules, com 97,5 metros

País – Rússia

Ano de construção – 1988

Comprimento – 84 metros

Envergadura – 88,4 metros

Tripulação – 7 pessoas

Altura – 18,1 metros

Submarino – Typhoon

Typhoon, na verdade, é uma classe de submarinos russos, que contava inicialmente com seis unidades, mas hoje resume-se a apenas uma. O nome Typhoon (“tufão”, em inglês) foi criado pela Otan, a aliança militar de países do Atlântico Norte. Originalmente os gigantes das profundezas respondiam por 941 Akula. Eles foram projetados para passar até quatro meses ininterruptos debaixo d’água, a uma profundidade máxima de 400 metros

País – Rússia

Ano de construção – 1982

Comprimento – 175 metros

Largura – 22,8 metros

Tripulação – 163 pessoas

Altura – 12 metros