Logo ME

Cinco coisas que você precisa saber sobre Westworld

A nova aposta da HBO quer que você se apaixone por ela. E pode conseguir!

 

wes

Game of Thrones já tem data para acabar e a HBO precisa se mexer para conseguir uma substituta a altura do cargo de “série preferida de todo mundo”. Com isso, um time criativo de peso que inclui J.J Abrams (Lost) e Jonathan Nolan (Amnésia) se juntou para compor Westworld, um sci-fi instigante.

Na série, um cenário do velho oeste é recriado com androides realistas para fins comerciais. Como uma espécie de parque temático, pessoas pagam muito caro para visitar o ambiente e poder viver de forma que a violência é liberada (“matar” e estuprar os androides é permitido e eles não conseguem te ferir de volta). Os problemas começam quando a inteligência artificial começa a agir fora do script e a questionar sua própria realidade.

Nós assistimos ao primeiro episódio e aprovamos. Por isso, separamos cinco coisas que você precisa saber antes da estreia de Westworld.

 

1 – É do mesmo criador de Jurassic Park

Author Michael Crichton poses at The Peninsula Hotel in New York, Dec. 7, 2004. In Crichton's new book, "State of Fear," he questions global warming in the thriller about eco-terrorists who plot a series of natural disasters _ earthquakes, underwater landslides, a tsunami _ to prove that global warming is a threat to humanity. (AP Photo/Jim Cooper)

A sinopse que fala sobre um parque de diversões para adultos que, ao dar errado, provoca o caos, te lembra alguma coisa? O conceito similar ao do clássico Jurassic Park não é à toa, já que ambos foram criados pelo mesmo cara, Michael Crichton, escritor e cineasta norte-americano.

A série é inspirada no filme de 1973 dirigido pelo próprio Crichton, intitulado Westworld – Onde ninguém tem alma. Apesar de meio tosca, a produção ganhou o status de cult nos últimos anos e agora se revela com uma nova roupagem. Só não se engane acreditando que estamos falando sobre um remake. “A série irá tomar caminhos completamente diferentes do material original”, adiantou o ator Rodrigo Santoro à ME. “Os roteiristas se inspiraram na ideia para criar algo completamente novo”, afirmou.

 

2 – Traz reflexões filosóficas interessantes

hum

Você se lembra da teoria da caverna de Platão? Ela diz que se você só pode olhar para sombras projetadas na parede, vai começar a acreditar que aquela é toda a sua realidade, até o dia em que alguém conseguir notar que existe algo a mais. Westworld fala sobre isso o tempo todo, quando mostra os androides vivendo em um mundo de fantasia.

Também é discutido sobre o que é vida e o que não é. Afinal, se os robôs podem questionar a sua existência e sentir medo, por que não tratá-los como iguais?

 

3 – A série tem as próximas cinco temporadas planejadas

cinco-temporadas

Westworld passou por diversos adiamentos. Segundo o ator James Marsden, isso se deveu ao fato dos produtores estarem um pouco enrolados com o desfecho… da quinta temporada. “Nós queríamos que tudo estivesse alinhado para o último episódio e para o fim da série, daqui cinco ou seis anos”, explicou, durante uma entrevista à Entertainment Weekly.

Também foi confirmado que diversos atores da produção assinaram contratos para múltiplas temporadas. Isso não é só um exemplo de como a HBO está apostando na série, mas também é uma garantia de que você não irá começar a assistir uma daquelas produções que acabam sem mais nem menos. Ufa!

 

4 – Tem muita violência gráfica

violencia-s

Não que isso seja algum padrão de qualidade, mas, se você é do tipo que gosta de ver litros de sangue falso sendo jogados fora, a série pode te agradar. Miolos explodindo, facadas e outros tipos de atrocidades foram expostas no primeiro episódio e prometem se repetir ao longo da série. A tradição da HBO de não censurar nudez ou violência se repete e encaixa bem no cenário distópico que foi criado. Nada soa gratuito, nem em seus momentos mais pesados.

 

5 – Os atores estão incríveis (incluindo o Rodrigo Santoro)

santoro

O elenco tem chamado atenção desde que foi anunciado. Westworld está repleto de estrelas, incluindo Anthony Hopkins (O Silêncio dos Inocentes), o bastião de Hollywood que encarna o responsável pela criação dos androides ultrarrealistas.

O sentimento nacionalista bate mais forte quando Rodrigo Santoro entra em cena. O ator carioca encarna Hector Escaton, um dos robôs que acreditam participar de um cenário do faroeste. “Foi um trabalho de preparação física complexo”, contou o ator. “Ele não é um robô durão, mas também não pode agir 100% como humano.” Já sobre a pressão de trabalhar com tantas estrelas do cinema, ele foi categórico: “Não houve um só dia em que eu fui para o set de filmagem totalmente relaxado.”

 

Westworld estreia dia 2 de outubro na HBO.

LEIA MAIS