Logo ME

Como ocorre o “dedo de gelo da morte?”

Esta estalactite de gelo é um fenômeno submarino raro, que pode congelar vários seres à sua volta

SUGESTÃO Laura Tanure

ILUSTRAS Aluísio Cervelle Santos

dedo-gelo

1. Chamado tecnicamente de estalactite de gelo, ou brinicle, esse fenômeno submarino raro foi documentado pela primeira vez em 1974. Ele ocorre apenas nas regiões polares, durante o inverno. Nessa época, a temperatura acima do mar cai para pelo menos -40 oC, bem mais fria do que a água do oceano, em torno de -2 oC

dedo-gelo2

2. Nessas condições, o congelamento da superfície não forma um gelo sólido, como nos icebergs, e sim “poroso”, com canais internos. Por eles, corre uma água salgada e muito gelada, direcionada para baixo devido à sua densidade e ao fluxo de calor no fundo do mar (a água “menos fria” sobe e a mais fria desce)

+ O que é o gelo seco?

+ Por que a neve é branca se o gelo é transparente?

dedo-gelo3

3. Conforme passa pelos canais internos, a água supergelada carrega mais sal, alterando a densidade e ficando mais fria. Quando sai do “cano”, o jato de salmoura resfria a água do oceano ao redor de si, que é menos densa, menos fria e acaba se congelando. Ou seja, o cano é milimetricamente prolongado e a estalactite cresce

+ 11 fenômenos incríveis (e lindos!) da natureza

+ Como ocorre a regeneração da estrela-do-mar?

dedo-gelo4

4. O mar precisa estar calmo para não quebrar a formação. Se ela conseguir atingir certo tamanho, torna-se autossustentável e cresce desenfreadamente, até chegar ao fundo do mar. No chão, o processo continua como um “rio de gelo” que serpenteia pela superfície, congelando seres que não conseguem escapar, como estrelas-do-mar

Melhor que Frozen

Um brinicle filmado pelo canal BBC perto da ilha Razorback, na Antártida, levou seis horas para atingir 10 m de altura. Clique aqui para conferir o vídeo

FONTES Sites BBC e Discovery, e artigos Ice Stalactites: Comparison of a Laminar Flow Theory with Experiment, de Seelye Martin, da Universidade de Cambridge, e Brinicles as a Case of Inverse Chemical Gardens, de Julyan Cartwright, da Universidade de Granada