Logo ME

18 curiosidades sobre o Guia do Mochileiro das Galáxias

Raphaela

guiadomochileiro

O Guia do Mochileiro das Galáxias é um dos grandes clássicos da ficção científica. A saga de livros, escrita por Douglas Adams entre os anos de 1979 e 1992 e traduzida para mais de 30 idiomas, conquistou milhões de fãs ao redor do mundo e tornou-se leitura obrigatória dentro do universo geek. O dia 25 de maio, conhecido como Dia da Toalha, foi escolhido pelos seguidores da série para homenagear o autor. Ele possui esse nome em referência ao terceiro capítulo do livro, onde Adams dedica uma pagina inteira às diferentes utilidades de uma toalha.

A saga conta as aventuras do inglês Arthur Dent, que tem sua casa destruída por máquinas já no começo da história. Seu amigo, Ford Prefect, revela ser um alienígena disfarçado e o informa que o planeta Terra será destruído para a construção de uma via espacial. Juntos, eles fogem e iniciam suas aventuras pela galáxia, onde encontram diversos outros personagens marcantes, como o robô depressivo Marvin, a humana Tricia McMillan e o presidente da galáxia Zaphod Beeblebrox.

Confira abaixo 18 curiosidades sobre a saga:

1) O Guia do Mochileiro das Galáxias surgiu originalmente como uma série de rádio da BBC no ano de 1978. Douglas Adams foi persuadido a recontar sua história em formato de livro e a adaptação veio no ano seguinte.

2) A ideia para O Guia… veio de um sonho que o autor teve enquanto cochilava bêbado em um campo da Áustria, onde estava deprimido por não conseguir se comunicar com ninguém. As referências para escrever a história vieram de um guia de viagem pela Europa que ele carregava na época.

3) Mais de 250 mil cópias de O Guia... foram vendidas em apenas três meses após o lançamento. Inicialmente, a série de livros foi criada para ser uma trilogia, porém Adams resolveu estender a saga em mais dois livros e assim ficou conhecida como a “trilogia de cinco”. Uma sexta parte da história foi escrita por um fã da série, Eoin Colfer, e publicada em 2009 com autorização dos herdeiros de Adams.

4) Além dos livros, a história já foi adaptada para vários outros formatos, incluindo séries de TV, jogos de videogame, HQs e peças de teatro.

5) A série de TV foi exibida pela primeira vez na BBC em 1981. Todos os efeitos especiais utilizados foram considerados grandes feitos em relação à disponibilidade de recursos da época.

serie

6)
O dia 25 de maio também é conhecido como o Dia do Orgulho Nerd por ter sido o dia da premiere de Star Wars Episódio IV: Uma Nova Esperança em 1977. No entanto, os fãs de Star Wars preferem comemorar o Star Wars Day no dia 4 de maio devido ao trocadilho em inglês “May the Forth be with you”.

7) Adams trabalhou como roteirista e editor de scripts para a série Doctor Who em 1978 e 1979 (época do 4º Doutor). Ao todo, ele escreveu três episódios, um dos quais, Shada, nunca foi finalizado devido a uma greve na BBC. Em 2012, o escritor Gareth Roberts adaptou Shada para livro, lançado no Brasil pela editora Suma de Letras.
shada

8) O projeto da adaptação cinematográfica foi estudado por mais de vinte anos. A primeira vez que a ideia foi cogitada foi em 1982, pelos produtores Ivan Reitman, Michael C. Gross e Joe Medjuck. Douglas Adams escreveu três diferentes versões do roteiro para a equipe de produção, mas a ideia não foi levada pra frente e acabou perdendo para outra comédia de ficção científica – O Guia do Mochileiro das Galáxias foi adiado para que os envolvidos no projeto pudessem trabalhar na produção de Os Caça-Fantasmas.

9) O autor morreu aos 49 anos de idade, em maio de 2001, devido a uma parada cardíaca enquanto se exercitava na academia. Na época, ele estava finalizando o roteiro para o filme, que foi adiado mais uma vez após a sua morte. O longa só veio a sair, de fato, em abril de 2005, com parte do roteiro original escrito por Adams.

hitchhikers_movie1

10) No longa-metragem da saga, o rosto de Douglas Adams pode ser visto como um planeta durante o passeio de Slartibartfast pela galáxia. Uma singela homenagem da produção ao autor da série.

planeta

11) O teaser do filme traz a música “Wonderful World”, de Louis Armstrong, a mesma que fez parte do término dos primeiros seis episódios da série transmitida pela BBC Radio 4 em 1979.

12) Douglas Adams tinha um interesse crônico em tecnologia e chegou a trabalhar na produção de diversos jogos de videogame, incluindo o jogo de O Guia do Mochileiro das Galáxias.

game

13) Um dos maiores easter eggs do Google é que, se você digitar “The answer to life, the universe, and everything” (Em português: “A resposta para a vida, o universo e tudo mais”), você terá como resposta o número 42, a mesma que encontramos dentro do livro.

14) A música “Paranoid Android”, da banda de rock alternativo Radiohead, faz referência a Marvin, o Android Paranóico.

15) Toalhas com a marca são comuns de encontrar, mas há uma que os fãs consideram a ser a genuína. Disponível em dois modelos (uma com texto azul e outra com texto vermelho), era uma simples toalha branca com um trecho do livro escrito em cima. A empresa Beer Davies produziu e comercializou os modelos em 1984 e 1985.

16) A adaptação para os quadrinhos foi lançada pela DC Comics em forma de trilogia entre os anos de 1993 e 1996.

comics

17) Após a morte do autor, a série voltou a ser transmitida no rádio entre os anos de 2004 e 2005, narrando as aventuras presentes no quarto e quinto livro, que nunca tinham ido ao ar.

18) Um dia antes da morte de Douglas Adams, a instituição The Minor Planet Centre, que monitora e coleta informações sobre pequenos planetas, deu ao asteroide 18610 o nome de “Arthurdent” em homenagem ao protagonista da saga.

Bônus: O livro A Espetacular e Incrível Vida de Douglas Adams e o do Guia do Mochileiro das Galáxias, da Editora Aleph, reúne trechos inéditos além, claro, da biografia completa do autor. Revelando desde influências dos Beatles até relações com Doctor Who e Monthy Pyton, o livro lança um novo olhar para Douglas e sua obra-prima.

 


Douglas Adams

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s