Logo ME

Semana de Halloween – 5 lendas bizarras dos anos 80

JoaoPedro

Muita gente lembra dos anos 80 só pelas roupas coloridas e músicas dançantes, mas também rolou muita coisa (mais) bizarra nessa época, desde palhaços assassinos até bonecos do capeta. Alguns chegavam até a queimar brinquedos por acreditar que eram demoníacos. Descubra esse mundo medonho nas 5 lendas mais bizarras dos anos 80.

1. Xuxa e seu pacto com o diabo

Sempre que alguém começava a fazer sucesso, a galera já inventava que tinha pacto com o demo (seriam precursores dos hipsters?). Com a Xuxa, não foi diferente. Acreditava- se que, ao ouvir determinadas músicas de seus LPs ao contrário, era possível ouvir mensagens como “Meu anjo é o diabo”. Alguns chegaram a afirmar que, pelo mesmo pacto, ela nunca se refere a Jesus pelo seu nome, mas apenas como “o cara lá em cima”. Em entrevistas, a apresentadora já negou o boato várias vezes e se disse magoada com as insinuações. Mas lenda urbana não morre tão fácil…

2. Fofão com faca dentro

fofao-punhal

Fofão era um dos personagens do programa Balão Mágico (que, aliás, também era acusado de pacto com o demônio). O sucesso da turma levou as Organizações Globo a lançar um boneco do dito cujo. O único problema é que ele vinha com uma faca dentro (na verdade, um suporte plástico para segurar a cabeça do boneco, mas isso é detalhe). Diz a lenda que, de madrugada, ele induzia as crianças a pegar a faca e matar os pais – mas há quem acredite que era o próprio boneco que fazia o serviço, eliminando também seu dono. Outra boneca acusada de instinto assassino era a da Xuxa (de novo?!). Acreditava-se que, na calada da noite, a boneca ganhava vida e arranhava seus donos até a morte.

3. Gangue do palhaço

ganguepalhacos

Uma das mais assustadoras e plausíveis das lendas. Dizia que havia um grupo de palhaços que se pintavam como o Bozo e saíam pelas cidades para fazer shows numa Kombi branca. Durante os shows, os palhaços raptavam crianças e as prendiam dentro do veículo para depois matá-las e vender seus órgãos a uma rede de tráfico internacional. Os corpos eram deixados na manhã seguinte nas portas de suas casas. Fica a dica: se você vir uma Kombi com palhaços, não pare pra assistir o show!

4. A lenda do Opala Preto

opalapreto

Um dos bandidos mais famosos no Brasil nos anos 80 era Ubiratã Carlos de Jesus. Em uma fuga, ele usava um carro Opala preto quando entrou num túnel no Rio de Janeiro e bateu em um fusca, causando um acidente fatal. Por muito tempo, acreditou-se que quem passasse pelo túnel de madrugada veria o Opala seguindo o pobre motorista.

5. Quadros das crianças chorando

quadrocriancaschorando

Nos anos 80, era moda ter quadros que representavam crianças chorando e, por mais bizarro que isso já seja, os quadros ainda carregavam a fama de ser amaldiçoados. Diziam que a criança chorava porque também havia um demônio representado subliminarmente, devorando-a. Outros dizem que, se o quadro fosse virado de ponta cabeça à meia-noite, era possível enxergar o próprio capeta. Outros ainda afirmam que quem mantinha o quadro em casa sofreria de doenças graves ou poderia ter a casa queimada em um incêndio misterioso.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s