Logo ME

Como foram calculados o metro, o litro e o quilo?

Em 1789, cientistas franceses definiram o sistema métrico decimal. A primeira medida foi tirada a partir da distância da linha do Equador até o Polo Norte, em linha reta, passando por Paris. O comprimento do metro equivalia à essa distância dividida por 4 milhões

Após dez anos, o metro tomou forma como uma barra de platina. Porém, os cientistas notaram que os polos da Terra eram achatados e tiraram 1/4 de milímetro do metro. Em 1889, uma nova barra de platina e irídio – resistente à oxidação e à deformação por variações de temperatura – corrigiu a medida

A Terra não é uma referência imutável, e manter o metro oficial isolado numa redoma – com temperatura e pressão controladas para evitar deformações – não era nada prático. Por isso, em 1960, os físicos redefiniram o metro como comprimento de onda da luz emitida pelo gás criptônio das lâmpadas fluorescentes

Em 1983, o criptônio perdeu o status de referência. Atualmente, o metro é definido pela velocidade da luz. Em resumo, a medida equivale ao comprimento do trajeto percorrido pela luz no vácuo,em um intervalo de aproximadamente 3 ,33 bilionésimos de segundo

Do metro derivam unidades de comprimento longas e curtas, como o quilômetro – 1 000 metros – e o decímetro (dm) – um décimo de metro. Em 1789, também ficou definido que o litro é o volume que cabe em um decímetro cúbico (dm3) – medida equivalente a um cubo com lados de 1 dm

O quilo equivale ao peso de 1 dm3 de água à temperatura de 4,44 ºC. A medida surgiu em 1789, e virou um cilindro de platina e irídio, cem anos depois. O intrigante é que o quilo oficial “emagreceu” – menos que o peso de um grão de açúcar, é verdade – e será trocado em 2010 por uma esfera de silício