Logo ME

Por que não dá para quebrar um ovo na “vertical” com as mãos?

Por causa do ângulo fechado da curvatura do ovo nessa posição, que faz com que a resistência da casca anule a força aplicada para quebrá-lo. É que, ao aplicarmos determinada pressão com as mãos nas extremidades, ou polos, do ovo, a força acaba se distribuindo sobre toda a casca, sendo anulada por uma força contrária. “A intensidade da força que conseguimos aplicar com as mãos nos polos não é suficiente para romper a resistência da casca”, diz o físico Luiz Nunes de Oliveira, professor do Instituto de Física de São Carlos, da Universidade de São Paulo (USP), em São Carlos (SP). O mesmo não ocorre quando você decide quebrar o pobre ovinho por uma de suas laterais (ou equador). “Nesse caso, como a compressão é perpendicular à casca, a parte pressionada pode ceder para dentro sem comprimir o restante da casca”, diz Oliveira. O curioso é que, há séculos, esse mesmo princípio tem permitido que arquitetos e engenheiros ergam pontes, palácios e outras edificações cheias de arcos e abóbadas. Se você reparar bem, vai ver que essas estruturas possuem o formato convexo de um ovo – sua concha é, na verdade, uma abóbada fechada. O peso da estrutura que está sob a parte central de um arco de pedra, por exemplo, não é capaz de destruí-lo porque as forças se distribuem lateralmente, pressionando as pedras do lado. =>()<=

DURO DE QUEBRAR

Resistência da casca dificulta partir o ovinho “de pé”

1. Quando um ovo é apertado nas pontas, o polo pressionado empurra para baixo a parte da casca imediatamente abaixo dele

2. Isso faz com que essa parte debaixo reaja e empurre de volta a região polar da casca que sofreu o aperto

3. Essa força contrária anula o efeito da pressão exercida sobre o polo. Com isso, a casca fica impedida de se mover e, consequentemente, de se romper. Esse princípio é o mesmo aplicado na construção de arcos e abóbadas de várias edificações

4. Para que esse fenômeno ocorra, o ângulo do local pressionado precisa ser bem fechado. Caso contrário, a força é feita perpendicularmente à casca e ela acaba cedendo

Nem todos os ovos são regidos por essa lei da ”inquebrabilidade”. Ovos mais arredondados, como

os das tartarugas-marinhas, são mais facilmente quebrados, pois não ocorre a mesma distribuição de forças que rola com os ovinhos das galinhas.