Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Quanto tempo um meteoro demora para cair na Terra?

Você sabe diferenciar um meteoro de um meteorito?

Por Redação Mundo Estranho Atualizado em 4 jul 2018, 20h20 - Publicado em 18 abr 2011, 18h56
Meteoro de Pegasus

Um minuto, mais ou menos. Essas rochas espaciais entram na atmosfera terrestre a velocidades absurdas, que podem chegar a 260000 km/h. Nesse pique, elas não demorariam nem dois segundos para se espatifar no solo. A atmosfera, porém, trata de freá-las violentamente. Para um corpo tão rápido, as camadas de ar que envolvem a Terra funcionam como uma parede de concreto, capaz de barrar a maioria das mais de mil toneladas de pedras que ameaçam cair sobre nós diariamente. “Elas são, na maior parte, objetos de apenas 1 milímetro, que se desintegram rapidamente”, diz o astrônomo José Williams, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em São José dos Campos, SP.

O atrito com os gases eleva a temperatura das pequeninas rochas a mais de 1500 °C, fazendo elas desaparecerem em brasas, no conhecido show das estrelas cadentes. Apenas uma minoria de rochas com alguns quilos de massa sobrevive à entrada na atmosfera e inicia um mergulho que começa a uma altitude de 120 quilômetros.

Entre 5 e 25 quilômetros acima de nossas cabeças, as camadas densas de ar esfriam a rocha e reduzem sua velocidade para meros 350 km/h. Ou seja: ela passa poucos segundos da viagem brilhando e pode ficar mais de um minuto caindo apagada.

A última a causar danos sérios chegou à Terra em 1908, em uma área desabitada da Sibéria, na Rússia. Ela explodiu, ainda no céu, com uma força equivalente à de mil bombas de Hiroshima. Perigosos mesmo são os asteróides (confira a diferença no quadro abaixo). Como eles podem causar tragédias globais, suas trajetórias são rastreadas pelos cientistas para avaliar se há perigo de colisão com nosso planeta. Cerca de mil asteróides já foram descobertos nos arredores da Terra, mas, segundo a Nasa, ainda restam muitos a serem encontrados.

O grande problema, no entanto, são mesmo as rochas menores – como a que atingiu a Sibéria -, pois ainda não existe tecnologia capaz de rastreá-las. A possibilidade de choque é pequena, mas nada impede que uma delas chegue por aqui sorrateiramente – e com a força de uma bomba nuclear.

Dicionário espacial
Você sabe diferenciar um meteoro de um meteorito?

Asteróides

Corpos celestes com cerca de 1 quilômetro de diâmetro. Eles raramente caem na Terra

Continua após a publicidade

Meteoróides

Pequenos corpos que vagam pelo espaço e caem constantemente na Terra

Meteoros

Fenômenos luminosos que resultam da queima de meteoróides na atmosfera

Meteoritos

Meteoróides que chegam a cair na Terra após terem produzido meteoros

 

  • Relacionadas
Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da Super! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 12,90/mês