Logo ME

O que esperar da nova temporada de 3%

Conversamos com o elenco e o criador da série sobre a segunda temporada, que estreia nesta sexta, 27, na Netflix

Depois de quase um ano e meio desde o lançamento, 3%, primeira produção original Netflix 100% brasileira, está de volta ao serviço de streaming com novos personagens, mais efeitos especiais e lugares que ficaram de fora da outra vez, como o Maralto, a parte paradisíaca da distopia criada por Pedro Aguilera.

Na última terça-feira (24), Aguilera e parte do elenco da série participaram de uma coletiva de imprensa em São Paulo, onde falaram sobre as mudanças e as principais novidades dos dez episódios da segunda temporada.

 

Aviso: o texto contém spoilers da primeira temporada da série. Depois não diga que não avisamos, ok?

 

De volta no tempo: a criação do Maralto

De volta no tempo: a criação do Maralto (Pedro Saad/ Netflix/Reprodução)

Universo expandido

Se a primeira temporada fica restrita à seleção do Processo, com pequenos vislumbres do restante do universo de 3%, a nova entrega, logo no primeiro episódio, uma das coisas mais aguardadas pelos fãs: o visual do Maralto. O paraíso tecnológico é bem explorado nesse começo, e a produção aproveitou a oportunidade para mostrar uma sociedade à là Black Mirror, repleta de gadgets, simulações e equipamentos futuristas.

A trama também irá expandir o Continente, a parte pobre da série. Para compor o cenário de destruição, a equipe utilizou locações como o Brás, bairro industrial de São Paulo. E é por lá que acontece grande parte das cenas de ação, como os desdobramentos dos planos da Causa, a facção que quer acabar com o Processo.

A nova temporada vai explorar a mitologia de 3% e abordará a história do Casal Fundador, que deu início a tudo. “A expansão aconteceu não só com a mitologia e os mundos da série, mas também com os personagens, que evoluíram junto com ela”, disse a atriz Bianca Comparato, que interpreta Michele. “Se traçarmos um paralelo, a Netflix também teve um crescimento exponencial do lançamento de 3%, em 2016, até os dias de hoje”.

Rafael (Rodolfo Valente) vai voltar ao Continente como parte do exército do Maralto

Rafael (Rodolfo Valente) vai voltar ao Continente como parte do exército do Maralto (Pedro Saad/Netflix/Reprodução)

Figuras conhecidas

No início da temporada, os quatro personagens principais têm que lidar com os resultados do Processo do qual participaram. Michelle e Rafael, agora no Maralto, não podem levantar suspeitas de que, na verdade, são infiltrados da Causa. Mas as coisas que eles encontram lá fazem com que a lealdade dos dois seja testada a todo momento.

“Quando o Rafael chega ao Maralto, percebe que as coisas são um pouco mais complicadas do que ele imaginava”, revela o ator Rodolfo Valente, que dá vida ao personagem — e que encarou um treinamento militar para essa temporada. Ele precisará fugir das tentações de uma vida de luxo no Maralto e, ao mesmo tempo, provar sua lealdade (e esconder sua identidade) ao entrar no exército que supervisionará o Processo 105.

Do outro lado do oceano, o núcleo do Continente é igualmente interessante. Joana (Vaneza Oliveira) quer se unir à Causa, mas os métodos extremos da facção fazem com que ela procure a ajuda de Fernando (Michel Gomes). Desolado após a eliminação, ele agora dá conselhos aos jovens que irão participar da seleção.

De Jogos Vorazes a Tropa de Elite, o elenco buscou uma série de referências para se preparar para essa temporada. “Lendo 1984, de George Orwell, por exemplo, você entende toda a lógica do Pedro Aguilera para a série”, disse Vaneza, que também buscou inspiração nos movimentos sociais para compor sua personagem. Já a atriz Laila Garin, que estreia como a vilã Marcela, uma dura comandante militar, foi procurar os discursos de Hitler para assistir.

A comandante militar Marcela (Laila Garin) é uma das vilãs da temporada

A comandante militar Marcela (Laila Garin) é uma das vilãs da temporada (Pedro Saad/Netflix/Reprodução)

Novos personagens

Além de Marcela, outra novidade é André (Bruno Fagundes), o irmão desaparecido de Michele. Pelos primeiros episódios, não é possível saber o que aconteceu com ele, mas seu papel é fundamental para a garota, que é seguida de perto por Ezequiel (João Miguel). Desconfiado da mudança de lado por conta do irmão, ele a leva para ajudá-lo a construir a próxima edição do Processo.

Já as atrizes Fernanda Vasconcellos e Maria Flor, conhecidas pelos trabalhos em novelas da Globo, vão aparecer em flashbacks que contarão a história do Casal Fundador e de como toda a sociedade do mundo de 3% se configurou da maneira que é apresentada na série. “Há uma grande responsabilidade em contar todo o começo dessa história e, de alguma forma, inaugurar o Maralto”, conta Maria, explicando o arco de suas personagens, que se estenderá ao longo da temporada.

Animado com o retorno da série? Os novos episódios de 3% já estão disponíveis na Netflix.

Newsletter Conteúdo exclusivo para você
E-mail inválido warning
doneCadastro realizado com sucesso!