Logo ME

13 coincidências incríveis que aconteceram em cenas do dia-a-dia

Casos fantásticos de casamentos, acidentes, crimes e desencontros que é preciso ler para crer

maiores coincidências da históriaIlustras: Leandro Lassmar

Casos fantásticos de casamentos, acidentes, crimes e desencontros que é preciso ler para crer.

COMEÇANDO A ASSOMBRAÇÃO

Em 1960, James Wilson estava de férias na Espanha quando recebeu a notícia de que seu pai havia falecido na África do Sul. Wilson e o irmão combinaram de se encontrar nas Ilhas Canárias para pegar o avião e ir ao funeral. Ao chegarem às ilhas, compraram um cartão postal para mandar à irmã na Holanda. A foto mostrava pessoas na praia – uma delas era o pai deles!

HORA DO ESPANTO

Por 55 anos, o papa Paulo 6o acordou religiosamente às 6h, despertado por um relógio que comprou em 1923. No dia 6 de agosto de 1978, o relógio, sem motivo aparente, tocou bem mais tarde, às 21h40. Foi o exato momento em que o papa morreu

AREIAS DO TEMPO

Certo dia, John Peskett resolveu olhar as fotos de infância de sua esposa, Shirley. Em uma delas, a mulher, entãocom 10 anos, brincava na praia com a família. No fundo, podia-se ver um garoto. John o reconheceu: era ele mesmo! O casal descobriu que, mesmo sendo de diferentes partes da Inglaterra, havia passado o verão de 1963 na mesma praia, em Somerset. Onze anos antes de se conhecerem

UMA IMAGEM VALE MAIS QUE MIL PALAVRAS

A filha de Michael Dick, Liza, estava desaparecida havia dez anos. Após várias tentativas de encontrá-la, ele foi ao jornal Suffolk Free Press, que concordou em publicar uma matéria. Para ilustrar o texto, o jornal bateu uma foto da família de Michael na rua. Deu certo: Liza viu o artigo e se reuniu com a família. Mas não é só isso: ao olhar a foto, Liza reparou que ela também estava na imagem, ao fundo, entre os pedestres, casualmente andando na rua

VIROU NOTÍCIA

Em dezembro de 2007, o jornal britânico Lewiston Tribune publicou a foto de um homem que havia roubado uma carteira e pediu aos leitores que ajudassem a encontrá-lo. Na mesma página, outra notícia trazia a foto de um lojista montando uma decoração de Natal. Ninguém no jornal reparou que, por um incrível golpe do destino, tratava-se do mesmo sujeito, inclusive com as mesmas roupas! A coincidência levou o criminoso a ser preso

maiores coincidências da história

RIVALIDADE RECORDE

Em 2006, um pescador chamado Mark Anderson guiava um barco pesqueiro quando encontrou uma garrafa guardando uma mensagem de 92 anos de idade. O Guinness registrou o item como a mais velha mensagem em garrafa já achada. Anderson gostava de se gabar do feito para o amigo Andrew Leaper. Até que, em 2012, pilotando o mesmo barco, Leaper achou uma mensagem na garrafa com 98 anos, batendo um novo recorde – e acabando com a graça do amigo

É TELEGUIADO?

Alice Roth foi a um jogo de beisebol nos EUA e teve um acidente infeliz: ela foi atingida no rosto por uma bola rebatida pelo jogador Richie Ashburn. A lesão foi tão séria que Alice quebrou o nariz e o jogo teve que ser parado para ela ser atendida. Quando Alice estava sendo retirada de maca, a partida recomeçou. Ashburn rebateu outra bola. E a dita-cuja foi parar novamente no rosto de Alice, que não estava sequer no mesmo lugar de antes

SÓ MUDA DE ENDEREÇO

Duas norte-americanas com o mesmo nome, Patricia Ann Campbell, receberam por engano o mesmo número de segurança social (equivalente ao nosso RG). Até aí, ok. Mas, quando foram reunidas para reparar o erro, descobriram que nasceram no mesmo dia, tinham o pai com o mesmo primeiro nome, casaram-se com militares que serviram em 1959, tinham dois filhos (um com 19 e outro com 21) e o mesmo emprego (bibliotecária) e até o mesmo hobby – pintura a óleo

CAMINHOS CRUZADOS

O jornalista Irving Kupcinet e o jogador de basquete Harry Hannin eram bons amigos. Em 1963, Hannin passou uns dias no Hotel Savoy, em Londres, e depois no Hotel Meurice, em Paris. Kupcinet fez o oposto: ficou primeiro no Meurice e depois no Savoy. Nenhum dos dois sabia da agenda do outro. No entanto, ambos ficaram nos mesmos quartos e acharam pertences um do outro

TÁ NO NOME

Acidentes de carro são comuns na neve. Mas o que aconteceu em Norfolk, Inglaterra, no dia de Natal em 1994, desafia as probabilidades. Duas mulheres colidiram seu carro na estrada e, felizmente, sobreviveram. As duas eram irmãs. Gêmeas. E estavam indo entregar presentes uma para a outra. Seus nomes: Lorraine e Levinia Christmas

AMORTECEDOR DE CRIANÇA

Em 1937, em Detroit (EUA), um bebê escorregou de uma janela e só não morreu porque caiu em cima de Joseph Figlock, um homem que passava na calçada. Os dois sobreviveram ao acidente sem grandes danos. Um ano depois, outro bebê caiu de outra janela… em cima do mesmo homem! Novamente, Figlock e a criança saíram ilesos

CHEFE DE SÃO PEDRO

Irritadíssimo com jurados que faltavam à corte por causa do tempo, o juiz norte-americano Samuel King baixou um decreto em 1986 proibindo que chovesse. Deu certo demais: uma seca atingiu a região por cinco anos. Em 1991, King revogou o decreto. Naquele mesmo dia, um temporal fez precipitar 100 mm de chuva sobre o estado

UM DIA DE VÍTIMA, OUTRO DE SALVADOR

Numa noite de junho de 1935, Allen Falby sofreu um acidente de moto, bateu no guardrail e feriu a perna, sofrendo uma hemorragia severa. Ele foi encontrado por Alfred Smith, um empresário que improvisou um torniquete e salvou sua vida. Cinco anos depois, Smith bateu seu carro contra uma árvore e sofreu um ferimento parecido. Falby, que era patrulheiro, o encontrou e prestou os primeiros socorros, salvando-o