Logo ME

Como é a academia que forma os agentes do FBI?

É um complexo de 2,2 quilômetros quadrados dentro de uma base de fuzileiros navais norte-americanos.

Quantico Quantico

Quantico (/)

ilustraRodrigo Martins

edição Felipe van Deursen

É um complexo de 2,2 quilômetros quadrados dentro de uma base de fuzileiros navais norte-americanos. Além de formar agentes, o centro, localizado em Quantico, Virgínia, oferece especializações a policiais e militares. O treinamento de novos agentes dura cerca de 20 semanas. Na primeira fase, são mais de 800 horas de cursos acadêmicos (alguns deles online), estudos de casos criminais, treinos de habilidades operacionais e com armas.

Como faz para entrar?

Os primeiros passos antes de pisar em Quantico

Coisa de americano

Quem não for cidadão dos EUA ou tiver histórico criminal não pode se candidatar. A pessoa também não pode participar de programas subsidiados pelo governo, como bolsas estudantis, nem ter deixado de cumprir serviços militares

Guerra às drogas

Consumiu maconha nos últimos três anos ou usou esteroides nos últimos dez? Se o exame de urina der positivo, já era. Manufatura, comercialização e transporte de drogas também anulam o candidato automaticamente. Se a pessoa consumiu algum remédio controlado sem prescrição nos últimos 36 meses, ela também fica fora da seleção

Hora de burocracia

Passada a primeira eliminatória, quem não for excluído recebe quatro formulários para preencher. Com os dados coletados, o FBI investiga o passado e o presente do candidato, que precisa ainda passar por um teste de polígrafo, o detector de mentiras. A investigação envolve entrevistas com pessoas ligadas ao candidato e checagem de dados, e pode durar até seis meses

Corpo e mente

Passou por tudo até aqui? Agora começa a seleção de verdade, com testes acadêmicos de inglês, matemática, física e noções básicas de direito. E ainda tem as provas físicas, que envolvem um minuto de abdominais, arrancada cronometrada de 300 m, flexões sem limite de tempo e corrida cronometrada de 2,4 km. O candidato deve pontuar em todos os quatro testes físicos

Por dentro de quantico

Destaques no treinamento dos agentes do FBI

Parque de diversões

O Beco de Hogan é uma cidade de mentira, com bancos, farmácias, supermercados e outros serviços típicos de qualquer cidadezinha. É usada para simulações de investigação, treinamento com armas e avaliação de tomada de decisão. Os próprios instrutores assumem papéis de criminosos e terroristas

Nada louca academia

Os trainees recebem mais de 90 horas de instrução em exercícios práticos de planejamento de operações, cooperação com testemunhas e informantes, vigilância e operações à paisana, por exemplo. O currículo básico inclui defesa pessoal com técnicas de boxe, lutas de solo, desarme e paralisação. Também há técnicas de direção defensiva e operações com veículos

Psicodelia

No circuito “Yellow Brick Road” (em referência ao filme O Mágico de Oz), os trainees encaram um percurso montanhoso de 9,8 km. O apelido se deve aos tijolos amarelos da estrada, que melhoram a visibilidade do trajeto em trechos de floresta. Riachos, janelas artificiais, paredes rochosas, arames farpados e lama fazem parte da rota. Quem completa o percurso ganha um dos tijolinhos

Tiro em primeira pessoa

O VirtSim é um treinamento tático em realidade virtual desenvolvido pelo próprio FBI. Conta com uma tecnologia 3D que usa captação de movimentos para criar um ambiente em 360 graus. O sistema projeta a ação de criminosos e vítimas em mais de 120 cenários, como casas, escolas, escritórios, armazéns, aeroportos e restaurantes

LEIA TAMBÉM

– Como surgiram a CIA e o FBI?

– Quais são as diferenças entre as polícias dos EUA e do Brasil?

FONTES Site do FBI e Departamento de Relações Públicas do FBI