Logo ME

Por que certas músicas grudam na memória?

Confira oss atributos que, segundo os experts, deixam uma canção grudenta - e alguns sucessos que seguiram essa receita

Ainda não existe uma explicação científica. Profissionais envolvidos com a indústria musical sabem que há características técnicas que tornam uma música mais grudenta, mas a relação disso com o fato de o cérebro colocar a faixa para tocar “do nada” ainda é um mistério. “Poderia ser como uma proteção de tela que surge quando o cérebro está inativo, como se fosse para manter o nível de atividade do órgão e nos manter alertas”, afirma Lauren Stewart, psicóloga e diretora do programa de mestrado em Música, Mente e Cérebro da Universidade de Londres.

Ela também estuda a possibilidade de os earworms, como são chamados em inglês, serem uma forma de regularmos nosso próprio humor. “Da mesma forma que nós conscientemente escolhemos uma canção para ouvir e assim equilibrar ou mudar o nosso estado mental, penso se talvez os earworms sigam um padrão semelhante”, diz.

Replay infinito

Os atributos que, segundo os experts, deixam uma canção grudenta – e alguns sucessos que seguiram essa receita

“I Gotta Feeling” – The Black Eyed Peas

“Moves Like Jagger” – Maroon 5 e Christina Aguilera

“Tik Tok” – Ke$ha

“Somebody That I Used To Know” – Gotye e Kimbra

“Billie Jean” – Michael Jackson

“Hey Jude” – The Beatles

REFRÃO ANTECIPADO

Na maioria dos casos, o refrão é a parte mais marcante da música. Se ele aparece logo no começo, aumenta a possibilidade de grudar

REPETIÇÃO

Quanto mais um verso for repetido, mais chance de grudar. E se as palavras rimarem, as chances aumentam

SIMPLICIDADE

Não só de letra, mas de ritmo, melodia e harmonia. Quando esses pontos são simples, o cérebro os assimila melhor

VOZ MARCANTE

Se a voz for imponente e acentuada, causa uma impressão mais forte

REPETIÇÃO DE ACORDES

Quando as notas se repetem e são praticamente as mesmas durante toda a canção, é mais fácil e provável lembrar delasAs músicas dessa matéria foram selecionadas entre os 100 maiores hits pop de todos os tempos segundo a revista Billboard

O site Unhear It oferece a solução pros earworms: trocar uma música grudenta por outra! Teste: www.unhearit.com

FONTES: Ecad e University of Cincinnati

CONSULTORIA: André Felicio, neurologista do Hospital Israelita Albert Einstein, Gabriel Dias de Araújo Pinheiro, coordenador da equipe de Fisioterapia do hospital Pró-Cardíaco Rio de Janeiro, Marcelo Jesuíno, produtor musical e diretor do Ao Vivo Music, Sonia de Pieri, jornalista e locutora, Heitor Castro, professor de música e dono da escola Mais que Música e Fred Ribeiro, produtor