Logo ME

Qual a melhor escola do Brasil?

Projetamos como seria o melhor colégio do Brasil

Pergunta do leitor: Marcelo de Almeida Santana – Salvador, BA

Não existe resposta para essa pergunta. “É complicado dizer qual é a melhor e até o que é uma boa escola, pois isso reflete o que a sociedade demanda e muda com o passar do tempo”, explica Alfredo Matos Moura Jr., diretor do Colégio de Aplicação da UFPE. Além disso, ainda não há um índice nacional que determina o que é uma boa escola. As avaliações atuais não englobam todos os aspectos que formam uma boa instituição de ensino. O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), por exemplo, só mede os conhecimentos do estudante e não outros pontos importantes, como planos e equipe pedagógicos ou infraestrutura. Por isso, para tentar responder essa questão, conversamos com diretores, ouvimos especialistas em educação, pesquisamos diversos estudos e definimos alguns pontos fundamentais que toda boa escola deveria ter.

Escola modelo

Projetamos como seria o melhor colégio do Brasil

ESCOLA TODA HORA

Estudos mostram que o ensino integral desenvolve o aluno de forma completa e cria melhores condições de aprendizagem. A jornada estendida pode ser adotada como complemento à educação regular, com atividades extracurriculares (aulas de música e dança, por exemplo) ou para aulas de reforço para estudantes com defasagens

BAIXA EVASÃO

Uma boa escola não é a que tem as menores taxas de reprovação, ou as maiores de aprovação, e sim a que mantém o aluno. E isso não é fácil. Em 2012, 1,6 milhão de estudantes abandonaram as salas de aula no Brasil. Por isso, uma equipe pedagógica preparada é essencial para lidar com cada caso e não perder o aluno

PARA TODOS

A participação conjunta de diretores, professores, pais e alunos tem se mostrado muito eficaz na concretização de um plano pedagógico. A criação de uma comunidade escolar permite troca de informação relevante entre a escola e a família, o que garante um maior engajamento dos responsáveis pelo aluno na cobrança e fiscalização do ensino

DEDICAÇÃO TOTAL

Professores exclusivos são fundamentais. O ideal é que trabalhem em tempo integral para a instituição. Mas isso não significa ficar corrigindo prova ou preparando aula o dia todo. A capacitação constante também faz parte desse trabalho, assim como o incentivo das escolas para que o professor continue estudando

ALÉM DO BÁSICO

Nem só do ensino de matemática, física, história ou português é feita uma boa escola. Atividades. extracurriculares também são importantes. Seja com aulas lúdicas, como dança e música, seja com conteúdos interdisciplinares. As aulas fora do currículo básico são excelentes para despertar no aluno o interesse pela escola

ESPAÇO INCLUSIVO

A escola ideal inclui alunos com necessidades especiais. Mais do que garantir o fácil acesso dos estudantes a todos os ambientes e uma boa compreensão das aulas, é importante ter uma equipe pedagógica preparada para a inclusão. A interação entre alunos com e sem necessidades especiais fortalece o desenvolvimento de ambos

INFRAESTRUTURA

Segundo o estudo Uma Escala para Medir a Infraestrutura Escolar, uma escola ideal precisa ter além do básico: banheiros, bibliotecas, salas de aula e de funcionários e quadra esportiva. Salas equipadas para aulas extracurriculares, laboratórios de ciências e informática e estrutura de internet também são necessários

Desde 2010, o Ministério da Educação (MEC) discute a educação integral por meio do programa Mais Educação

Apenas 0,6% das escolas de todo o país têm infraestrutura próxima da ideal para o ensino

Fontes Educar para Crescer, site NOVA ESCOLA, revista Educação, MEC, estudo Uma Escala para Medir a Infraestrutura Escolar, de Dalton Francisco de Andrade (UFSC) e Joaquim José Soares Neto, Girlene Ribeiro de Jesus e Camila Akemi Karino (UnB)

Consultoria Alfredo Matos Moura Jr., diretor do Colégio de Aplicação da UFPE, Hélio Paulo Pereira Filho, diretor do Colégio de Aplicação da UFV, e Ernesto Martins Faria, coordenador de projetos na Fundação Lemann